19 de outubro de 2020

A população negra só precisa de oportunidades

O Brasil tem 13,6 milhões de pessoas morando em favelas, cujos moradores movimentarem R$ 119,8 bilhões por ano. Apesar disso, para as periferias urbanas a luta cotidiana não é apenas por mais espaço na agenda pública. É por mais oportunidades de crescer. O mesmo vale para as demais minorias e grupos socialmente vulneráveis, como as mulheres e a população negra.

“O que me move é a sensibilidade ao sofrimento das pessoas mais pobres, da população negra, das minorias. Precisamos entender a vida dramática que essas pessoas têm: resultado de carência e uma determinação de resistência e inventividade.
Olívia Santana

Olívia Santana é pedagoga e política, e participou de uma live com a jornalista Heloísa Villela no Canal Eduardo Moreira no Youtube.

Houve avanços nas últimas décadas nesses territórios, mas as melhorias não foram distribuídas de maneira a superar a situação de pobreza e abandono em muitos desses lugares. A serviço de diminuir essas igualdades, há muitos que caminham.

“Políticas públicas que possam derrubar muros e construir pontes”

As periferias movimentam renda maior que 20 das 27 unidades da federação. Os dados são da pesquisa “Economia das Favelas – Renda e Consumo nas Favelas Brasileiras”, desenvolvida pelos institutos Data Favela e Locomotiva e encomendada pela Comunidade Door.

Mesmo assim, segundo Olívia, fatores fundamentais, garantidos pela Constituição Federal, como educação, saúde e segurança, permanecem praticamente inalcançáveis.

“Não aguento mais ver a população mais pobre morrendo. Luto por políticas públicas que possam derrubar muros e construir pontes. Mas é necessário ter apoio. Precisamos apenas de oportunidades”, diz a pedagoga, ao se referir à necessidade de uma atuação em conjunto com os mais diversos setores da sociedade.

Ainda no bate-papo virtual, Olívia enaltece o crescimento da participação feminina na política nos últimos anos, com a sororidade como sua maior arma.

“O feminismo une as mulheres. Nos colocamos em situações de solidariedade, de apoio, que têm sido expandidas, principalmente na questão eleitoral, que é a mais dura com a participação feminina”, declara.

Vale lembrar que no Brasil as mulheres equivalem a 50% dos filiados a partidos políticos, mas na hora de montar a lista dos candidatos, elas ficam com apenas 30% ou menos das vagas, percentual mínimo imposto pela legislação eleitoral.

Equipe Edu Moreira

🔴 Curta também nossas redes sociais! 📷Instagram / 👍Facebook / 🎥 YouTube

Eduardo Moreira
Eduardo Moreira

Eleito um dos três melhores economistas do Brasil pela Revista Investidor Institucional, Eduardo Moreira foi apontado pela Universidade da Califórnia como o melhor aluno do Curso de Economia nos últimos 15 anos. Autor de diversos best-sellers, Eduardo foi o primeiro brasileiro a ser condecorado pela rainha Elizabeth II no Castelo de Windsor, em junho de 2012.

Saiba Mais
Deixe um comentário
Você também pode gostar
5 princípios da educação financeira para adotar como hábito
+
5 princípios da educação financeira para adotar como hábito A importância da educação financeira é vista quando observamos a quantidade de pessoas que ficam com o nome sujo por não conseguir pagar suas dívidas. Por ...
7 de dezembro de 2020
Como investir seu dinheiro? Confira 7 dicas para iniciantes
+
Como investir seu dinheiro? Confira 7 dicas para iniciantes O dinheiro é essencial na vida de todos nós e, por isso, ter sempre uma reserva e saber como investir esse capital é essencial. Mas é possível fazer o dinheiro ...
28 de outubro de 2020
Quem pode financiar imóvel?
+
Quem pode financiar imóvel? Financiar imóvel é o caminho mais procurado por quem quer realizar o sonho da casa própria. Afinal de contas, você pode parcelar em até 35 anos! É um período ...
2 de dezembro de 2020