9 de julho de 2021

Avanço no PIB para quem?

A notícia do avanço no PIB veio à tona entre a mídia brasileira, promovendo uma sensação questionável de melhora na economia. O aumento de 1.2% trouxe o país para o patamar que estava antes da pandemia, dando uma falsa sensação de que houve um crescimento real que iria, hipoteticamente, beneficiar a população.

Porém, de acordo com o IBGE, o consumo das famílias recuou 1,7% durante a pandemia, explicado pelo aumento da inflação que, no mês de maio, atingiu 0,83%, a maior no Brasil em 25 anos.

O aumento do PIB indicado se refere a alguns setores muito específicos da economia nacional, puxado, principalmente, pela agropecuária/produção de soja e o avanço de atividades extrativistas, que não representam um capital produtivo para o brasileiro.

Na realidade, esses setores de produção servem para extração e exportação, que não impacta diretamente na economia doméstica, mas beneficia apenas os grandes produtores.

Confira a live na íntegra

Equipe Edu Moreira

🔴 Curta também nossas redes sociais! 📷Instagram / 👍Facebook / 🎥 YouTube

Eduardo Moreira
Eduardo Moreira

Eleito um dos três melhores economistas do Brasil pela Revista Investidor Institucional, Eduardo Moreira foi apontado pela Universidade da Califórnia como o melhor aluno do Curso de Economia nos últimos 15 anos. Autor de diversos best-sellers, Eduardo foi o primeiro brasileiro a ser condecorado pela rainha Elizabeth II no Castelo de Windsor, em junho de 2012.

Saiba Mais
Deixe um comentário
Você também pode gostar
Bolsa de Valores: aprenda a investir em 3 passos
+
Bolsa de Valores: aprenda a investir em 3 passos Apesar do que muitos pensam, investir na Bolsa de Valores não é nenhum bicho de sete cabeças. O processo está mais acessível do que nunca e em poucos passos ...
19 de julho de 2021
Investidor: veja opções com investimento baixo
+
Investidor: veja opções com investimento baixo O ano de 2020 não foi fácil para o investidor, principalmente para quem faz investimento baixo. A pandemia e a crise global refletiram nos investimentos:
4 de março de 2021