Consumo sustentável: você compra de forma inteligente?

Consumo sustentável: você compra de forma inteligente?

Existe uma verdade difícil de aceitar: todos nós temos a tendência de comprar mais do que realmente precisamos. E a sociedade alimenta essa tendência, com todos os comerciais de TV, anúncios por toda parte e novos produtos que saem todo dia, sempre prometendo uma vida mais feliz aos seus consumidores.

E não é apenas o fato de que compramos muito que é um problema; é que compramos as coisas erradas. Coisas de preço baixo que precisam ser trocadas toda hora, coisas que prejudicam a nossa saúde e nem sabemos, coisas que não nos trazem alegria.

Comprar e consumir de forma sustentável não envolve apenas a natureza ou a sociedade, nos envolve individualmente. E faz de nós pessoas mais saudáveis e mais ricas financeiramente.

O que é consumo sustentável

O consumo sustentável consiste numa ideia: a de consumir produtos e serviços de modo consciente (ou inteligente), com a intenção de evitar ou eliminar o desperdício e o impacto ambiental e social. Envolve pensar antes de consumir e economizar os recursos já utilizados. Mas por que aderir a esta ideia?

Todos nós já ouvimos falar sobre consumo sustentável e há grandes chances de que esse fosse um assunto considerado chato, afinal, pensar no bem da sociedade como um todo é algo que exige esforço.

Porém, a verdade é outra: o consumo inteligente vai beneficiar você. E beneficiaria a todos, caso as pessoas se importassem com o assunto. Por este motivo, o objetivo é alcançar um bem maior, o bem de todos, por meio do consumo sustentável. Não é apenas coletivamente que existem vantagens em consumir de forma inteligente.

Vantagens pessoais em consumir de forma inteligente

Economia

Consumir de forma inteligente envolve pensar antes de comprar um produto ou alimento, ou seja: você não vai comprar uma blusa simplesmente porque achou ela bonita.

Você não vai comprar um par de tênis só porque o design é interessante. Você vai levar diversos fatores em consideração e suas compras jamais serão por impulso. Isso vai deixar sua consciência tranquila e sua carteira cada vez mais pesada.

Paz interior

Fazer compras é bom e até divertido. Mas já experimentou a sensação de não comprar algo por impulso? E já experimentou a sensação de comprar algo que sabe que vai durar por anos? É garantia de se sentir orgulhoso de si mesmo e satisfeito com a compra, não é?

A longo prazo, este hábito de ponderar e pesquisar antes de comprar algo vai te proporcionar um estilo de vida mais leve, livre e feliz, pois você só terá coisas que realmente usa, de boa qualidade e que não prejudicam pessoas, animais, a natureza… Em resumo, não prejudicam você.

Organização

É praticamente impossível manter um cômodo arrumado se houverem objetos em excesso. Comprar de forma inteligente vai prevenir que você tenha coisas demais, e como uma consequência (boa), você será naturalmente mais organizado.

Conhecer os produtos

Consumir de forma inteligente também consiste em saber que produto você está comprando. Saber no que ele consiste e de onde veio, para onde vai, quando tempo dura, se faz bem ou mal para a sua saúde, para a natureza, animais e assim por diante.

Essas pesquisas vão te treinando para saber identificar quando um produto é de boa qualidade ou não, e logo terá certeza que os seus bens são de qualidade. Até para revender fica mais fácil!

Consciência

Aos poucos, você começará a conhecer melhor o assunto e a perceber que se mais pessoas consumissem de forma inteligente como você, o mundo seria um lugar melhor. Essa é a consciência ecológica que vem quando uma pessoa começa a consumir de forma sustentável e a reconhecer que os recursos naturais são limitados e devem ser manuseados com responsabilidade.

consumo sustentável

Você compra de forma inteligente?

Para descobrir se você já compra de forma inteligente ou o que precisa fazer para se tornar um consumidor inteligente, é preciso se fazer algumas perguntas e levar alguns fatores em consideração.

Estes fatores irão te mostrar claramente se mudanças precisam ser feitas ou se a sua forma de consumir já contribui para a economia de recursos e bem geral da natureza e sociedade.

Alguns fatores básicos a serem analisados e perguntas que você deve fazer a si mesmo para descobrir se é um consumidor inteligente:

Por que comprar isso?

Se questionar sobre a necessidade da compra dos produtos é essencial em toda compra que fizer – desde alimentos até itens como roupas, eletrônicos e bens como carros.

Por exemplo: se o seu celular está funcionando e suprindo as suas necessidades, porque então comprar um modelo mais novo? Se o seu carro está em perfeitas condições, para quê trocar? Será que vale a pena comprar um novo eletrônico ou é possível consertá-lo?

Será que deve comprar biscoitos se está querendo emagrecer? Se pergunte: “Esse item vai me fazer feliz? Tenho um motivo real para querê-lo?”

De onde vem o produto?

Nem sempre comprar um objeto “Made in China” é a melhor opção. O barato pode sair caro – e na maioria dos casos, sai. É comum ver pessoas usando imitações de itens mais caros e trocando-os com frequência, enquanto pessoas com os itens originais usam o mesmo por mais tempo, e acabam economizando.

A conclusão aqui é: comprar em lojas mais caras mas que são transparentes quanto a procedência do produto pode parecer desvantajoso para o seu bolso no começo, mas a longo prazo sai mais barato e é melhor tanto para você quanto para a sociedade e a natureza em geral.

Dicas para fazer compras inteligentes

Dicas práticas para comprar de forma mais inteligente – mudando o seu mindset de consumidor.

  • Nunca vá às compras quando estiver ansioso, nervoso, eufórico ou triste – não use as compras como uma forma de diversão ou válvula de escape. Pode acabar se tornando um vício, e muito prejudicial.
  • Só pesquise por itens quando estiver precisando. Não fique visitando sites de compras sem necessidade e não fique entrando em lojas para “dar uma olhadinha”; isso muitas vezes leva as pessoas a comprar coisas que logo são deixadas de lado. Muito comum hoje em dia, por conta do “fast fashion”, onde roupas são usadas por alguns meses e então esquecidas – e acumuladas num guarda-roupa que nunca consegue se manter arrumado por conta do excesso de roupas.
  • Não vá às compras no mercado de barriga vazia! A fome pode te enganar e te fazer comprar alimentos que não compraria se estivesse alimentado.
  • Tem filhos? Usar as idas ao mercado como uma forma de ensinar os filhos pequenos a não se deixar enganar pelas propagandas pode ser de benefício para o seu bolso a longo prazo, além de ser algo valioso para se ensinar aos seus filhos.
  • Leve sacolas de tecido para as compras. Elas são maiores, mais confortáveis de carregar, ajudam o meio ambiente e ainda são bonitas! E te livram do acúmulo de sacolas em casa.
  • Não utilize produtos testados em animais; se os componentes do produto fossem seguros, eles não teriam receio de testar em humanos. Não dê suporte à crueldade e no final você sai ganhando, pois as empresas serão obrigadas a oferecer produtos mais seguros.

Um consumidor inteligente torna o mercado mais inteligente; e todos só têm a ganhar com isso. Especialmente o seu bolso e a sua saúde.

Você é ou gostaria de se tornar um? Conte para nós quais gastos deveria cortar.

CLIQUE AQUI para conhecer o Programa Mente Rica!

Equipe Eduardo Moreira

Você também pode gostar

Deixe um comentário