O que mudou na regra LCA?

O que mudou na regra LCA?

Recentemente, o Conselho Monetário Nacional mudou algumas regras do investimento em LCA (Letra de Crédito do Agronegócio), e isso deixou algumas pessoas preocupadas, já que é uma modalidade de investimento muito praticada.

Essa decisão foi tomada a partir de uma regra anterior, que fixava um teto para o juro praticado em torno 8,5%, e que agora foi extinta, deixando esses juros de acordo com a necessidade ou até com os rendimentos propriamente ditos.

Alguns especialistas acreditam que isso pode facilitar e muito novos investimentos, de modo que os retornos podem estar de fato ligados a outros pontos mais direcionados com o que era esperado.

Mesmo sendo um tipo de investimento muito praticado, algumas pessoas ainda desconhecem a confiabilidade e retornos, e essa mudança na regra acabou afastando possíveis investidores.

Entendendo a importância da LCA e como ela é fundamental para os rendimentos mensais, vamos trazer algumas dicas interessantes frente à mudança de regra, pontuando se é indicada ou não.

O que é LCA 

A LCA consiste em um tipo de empréstimo a bancos e que esse dinheiro seja voltado para as práticas de agronegócio, independente de qual atividade ou segmento, visando somente potenciais tipos de trabalhos.

Normalmente os bancos já emprestam dinheiro para produtores rurais, e os juros aplicados geram um tipo de lucro em cima do empréstimo, o que configura uma maneira interessante de investimento a ser feito.

Quando você investe em LCA, você fortalece o banco, para que ele possa emprestar mais dinheiro, e o lucro é compartilhado com você, sendo variável a partir do tempo ou do rendimento de cada modalidade.

A mudança na regra coloca justamente um fim no teto de juros desses empréstimos a produtores, o que pode aumentar ainda mais os rendimentos para quem investe, indo além dos fixados 8,5% ao ano.

Obviamente é muito tentador, e muitas instituições se pronunciaram como sendo uma mudança positiva, já que os juros aplicados podem superar esse teto e trazer maiores rendimentos por investimento feito.

No entanto, não é somente de coisas positivas que essa mudança trata, e isso também deve ser atentado por quem está estudando essa modalidade de investimento, e é justamente o que também vamos trazer enquanto informação.

Ainda vale investir na LCA

 De uma maneira geral o investimento ainda é indicado, já que é uma modalidade de risco menor do que outras tantas, e pode também oferecer rendimentos consideráveis, sendo maiores que outros investimentos da mesma categoria.

Sendo assim, é sempre indicado, mesmo após às mudanças anunciadas, já que o impacto na forma de rendimento não é tão impactada, e pode ser garantidas todas as modalidades de retornos previstos.

O retorno pode ser maior ou menor de acordo com o vencimento, que gira em torno de 1 a 3 anos, e também da carência, que vale por 3 meses em média. Essas informações são fundamentais para o lucro previsto.

Em geral, o montante total você só pode resgatar depois do período de vencimento, contando também com os juros aplicados. No entanto é justamente o ponto de entrave da nova regra aplicada.

A discussão gira em torno do teto de retorno e também do risco de crédito, ou seja, quando o banco não paga o que está previsto dentro do que foi proposto no início do investimento feito.

Assim, o banco se preserva em um pagamento de taxa fixa em caso de não ter condições de retornar com o dinheiro investido. Para evitar isso, é preciso estar atento ao momento em que você fecha o investimento a ser feito.

O que mudou na regra LCA?

Atenção com prazos e condições é fundamental para o sucesso

Não é somente com o tipo de investimento feito que se deve ter atenção, mas também com as condições e prazos que você assina, de maneira que possa se precaver em frente a qualquer forma de resgate.

Conforme já dito, é preciso se atentar para os períodos de carência e de vencimento, além da taxa de juros que vai ser determinada, dentro de um rendimento pré-fixado ou não, dependendo da sua escolha.

A depender dos juros aplicados você tem um retorno do risco de crédito, o que vai te alertar para o risco do investimento, e é o que mais preocupa, mesmo com todas as mudanças na LCA.

Entendendo essa variação, alguns bancos colocam a taxa de juros flutuantes, o que pode fazer de um investimento seguro para um investimento sem a garantia que antes você teria para a finalidade proposta.

Por isso, é indicado que você preste bastante atenção a todas as condições, para que tenha os rendimentos de acordo com o investimento proposto, sem que coloque em risco seu patrimônio ou o dinheiro investido.

No entanto, é possível também optar por investimento de alto risco, o que possibilita o aumento nos rendimentos, um ponto muito positivo das mudanças na LCA e que você pode aproveitar.

Vocês já pensou em investir na LCA? O que falta para fazer isso?

CLIQUE AQUI para baixar o Ebook Gratuito “Como evitar os 7 Pecados dos Investidores”!

Você também pode gostar

Deixe um comentário