Previdência Privada vale a pena?

Previdência Privada vale a pena?

Você possui metas a longo prazo? Se a resposta for sim a Previdência Privada vale a pena. Porém, é preciso cautela na hora de decidir qual o fundo de previdência privada escolher.

A tão sonhada aposentadoria, a viagem dos sonhos, a independência financeira, entre outros desejos a serem realizados depois da aposentadoria. Investindo na Previdência Privada você estará garantindo um futuro que foi programado antes financeiramente.

Antes de decidir se vale a pena ou não o investimento, é preciso entender como funciona a Previdência Privada.

Como funciona a Previdência Privada

Basicamente se trata de investir e depois resgatar. Com um investimento inicial, é configurado o valor a ser acumulado todo mês, isso durante o tempo acordado por ambas as partes.

Passado o período você tem a opção de como receber os juros e o capital que foi acumulado.

Principais planos de Previdência Privada

É importante ter o conhecimento das taxas do ativo antes de decidir qual previdência escolher. As taxas a seguir são encontradas nos maiores bancos e tem por funcionalidade proteger o seu patrimônio.

  • Taxa de custódia
  • Taxa de carregamento de entrada
  • Taxa de carregamento de saída
  • Taxa de administração para o banco

Previdência Privada vale a pena?

Alguns economistas dizem que não vale a pena investir na Previdência Privada, acreditam que ela não seria a melhor maneira de obter um fundo financeiro para o futuro.

Esse pensamento é baseado nas altas taxas cobrada pelos bancos, em contrapartida quando se investe através de uma corretora essas taxas não são cobradas. A Previdência Privada vale a pena dependendo do seu perfil e objetivos.

Vantagens da Previdência Privada

Plano personalizado – Você tem a opção de investir em um plano que esteja de acordo com as suas necessidades. Podendo ser para médio ou longo prazo e ainda contar com deduções do Imposto de Renda ou não.

Fundo – Não existe muita diferença entre um fundo privado para um fundo de investimento. Isso porque ele consegue criar uma renda para sua aposentadoria expondo o seu capital a ativos financeiros, mesmo que indiretamente.

Flexibilidade – Se os resultados não estiverem com o esperado você poderá migrar para outra instituição que julgue lhe render mais.

Gestão – A Previdência Privada se trata de um investimento por isso existe um gestor profissional que acompanha o desempenho dessa aplicação.

Disciplina – Se você não consegue poupar dinheiro, a Previdência Privada pode lhe ajudar neste quesito.

Taxas e tributação da Previdência Privada

Taxa de Carregamento – A taxa de carregamento é cobrada sobre cada aplicação feita em sua previdência.

Taxa de Administração – A taxa de administração é cobrada de maneira anual sobre o valor total que foi aplicado.

Tributação – Muitos ativos estão sujeitos à tributação, e com a Previdência Privada não é diferente.

Previdência Privada vale a pena?

Quanto investir numa Previdência Privada

Com os investimentos automáticos, há níveis mínimos de contribuição. Mas se você puder pagar além do mínimo é recomendado.

Antes de começar, vale a pena notar que os endividados, especialmente com altas taxas de juros, devem considerar se seria melhor se livrar das dívidas antes de começar uma Previdência Privada.

Além disso, uma Previdência Privada é apenas uma forma de planejamento de aposentadoria. Combinando com outros métodos, geralmente é um bom plano.

Quanto mais cedo você contribuir, mais seu dinheiro terá que crescer. O efeito de composição, onde o dinheiro que seu investimento ganha pode, por si só, atrair ganhos adicionais e, isso faz uma enorme diferença.

É importante guardar uma proporção constante de seus ganhos. À medida que seu pagamento aumenta, garanta que suas contribuições aumentem proporcionalmente ou você ficará para trás.

Use o “truque de aumento de pagamento”

A maioria das pessoas não poderá contribuir o suficiente no início. Então, comece com o que você puder, mas cada vez que você receber um aumento de salário, coloque um quarto dele a cada mês em sua Previdência Privada.

PGBL ou VGBL

VGBL

Significa Vida Gerador de Benefício Livre.

Ideal para pessoas que fazem a declaração simplificada de IR, para profissionais liberais e/ou para quem já contribui com 12%, pois não é dedutível do Imposto de Renda.

PGBL

Significa Plano Gerador de Benefício Livre.

Ideal para quem faz a declaração completa de Imposto de Renda. Ele é dedutível em até 12% da base tributável do IR.

Esses são os dois produtos acessíveis no mercado. Só lembrando que a Previdência Privada é um investimento que não possui garantia de rentabilidade, na teoria isso significa que você poderá vim até perder rendimentos.

Observe e analise com cautela em qual desses produtos se encaixa melhor com o eu perfil.

Independente do plano de Previdência Privada escolhido (PGBL ou VGBL), você precisará definir o regime de tributação que incidirá sobre seu investimento: tabela progressiva ou regressiva.

A Previdência Privada vale a pena para você? Qual dos pro

CLIQUE AQUI para conhecer o Sistema 3C da Construção de Riqueza!

Equipe Eduardo Moreira.

Você também pode gostar

Deixe um comentário