Quanto custa transferir dinheiro para o exterior?

Quanto custa transferir dinheiro para o exterior?

Algumas pessoas sempre possuem a dúvida de quanto custa uma transferência para o exterior, e por mais que pareça algo simples é um tipo de atividade financeira que está sujeita a muitos detalhes.

Normalmente não se fala muito sobre essa operação, e alguns até contam com equipes ou com funcionários que se responsabilizam somente por esta atividade, já que ela está cercada de muitas variáveis.

Por isso, confira informações sobre como você pode transferir dinheiro para o exterior de maneira simples, qual o custo e quais as modalidades que são utilizadas neste processo.

Custo para transferir dinheiro para o exterior

O custo de transferência é algo comum em qualquer tipo de operação financeira entre bancos e também entre contas, mesmo as nacionais, e é uma forma de estar observando todo este fluxo e movimentação financeira.

No âmbito nacional temos as modalidades de transferência, sendo DOC e TED, que correspondem a alguns custos normalmente já definidos e principalmente fixados no ato da operação financeira. Quando você quer transferir dinheiro para o exterior, tendo um custo implicado e variável. Veja abaixo como funciona.

Formas de transferir para o exterior

Existem algumas maneiras de transferir dinheiro para o exterior, e cada uma delas pode corresponder a uma forma de acesso e principalmente de condições, seja para arcar com os custos ou com a urgência da situação.

São pelo menos três modalidades de transferência, assim como no âmbito nacional, sendo os bancos tradicionais, as startups e também os aplicativos que podem oferecer esse tipo de atividade.

Como dito anteriormente, os custos vão ser diferentes em cada uma dessas modalidades, e por isso é importante que você saiba como cada uma delas é importante e pode trazer o maior número de benefícios para você.

Transferir dinheiro para o exterior

Bancos tradicionais

Muitos bancos tradicionais podem fazer esse tipo de transferência, e os custos envolvidos, ao contrário do que algumas pessoas pensam, não é de um tipo de valor ou taxa estável ou cobrada em todos, mas varia bastante de um banco para outro.

Enquanto alguns cobram a porcentagem do valor, outros podem cobrar até R$ 400 para cada transferência envolvida, mas é preciso também entender quais as possibilidades de cada uma delas.

Para pequenos valores a taxa de porcentagem é a mais indicada, enquanto que os valores fixos são ideais para valores maiores e também dependendo de quantas transações são feitas por dia.

Startups

As startups cresceram muito, especialmente no Brasil, e então se tornaram alternativas para muitas operações financeiras de uma maneira geral, e por isso também devem ser levadas para a análise das possibilidades.

Normalmente, os custos envolvidos nas operações seguem a mesma linha dos tradicionais, já que algumas são vinculadas, e outras seguem o IOF e demais taxas cobradas no momento, ou seja, é variável.

Sendo assim é preciso analisar bem o valor, as taxas e principalmente o momento financeiro, já que pode ter alguma interferência no processo e lhe render boas condições mesmo para valores muito altos.

Outros tipos

Existem também aplicativos que podem ser utilizados sendo que os mesmos seguem as mesmas condições ou de taxas fixas, ou de variáveis, com uma porcentagem envolvida em cima do valor transferido.

Os cartões pré-pagos também são alternativas, e os valores são fixos a depender da empresa financeira que está regulando, sendo um valor aplicado geralmente abaixo dos bancos tradicionais.

Com todas essas informações, basta que você procure informações sobre as que você tem acesso e quais são as mais indicadas para a transferência que você está realizando no momento, também dependendo do valor praticado.

No caso de transferências recorrentes ou de valores muito altos, é indicado que você procure por taxas fixas e abaixo do mercado, enquanto que transferências esporádicas podem ser feitas com base em taxas variáveis;

Transferir dinheiro para o exterior envolve algumas taxas e também demanda uma pesquisa prévia de como vai ser feita essa transação.

Normalmente é preciso saber como cada banco vai tratar a transferência, e a partir disso escolher a melhor modalidade para a sua situação, atendendo à praticidade, valores e principalmente à economia.

Você costuma transferir dinheiro para o exterior? Como faz isso?

CLIQUE AQUI para baixar o Ebook Gratuito “Como evitar os 7 Pecados dos Investidores”!

Equipe Eduardo Moreira.

Você também pode gostar

Deixe um comentário