Seguro viagem barato: veja como fazer a melhor escolha

Seguro viagem barato: veja como fazer a melhor escolha

Um erro grande que muitos cometem na hora de organizar uma viagem é não contar com o gasto em seguro viagem. Mas apesar da má fama, é possível conseguir um seguro viagem barato.

Isso leva muito tempo gasto em pesquisa de preços, pois a dificuldade é ainda maior porque não basta selecionar o plano mais barato: os seguros de menor valor também têm cobertura limitada, o que nem sempre pode ser adequado aos seus planos ou ao destino de sua viagem, especialmente a quem vai para a Europa ou Estados Unidos.

O seguro viagem é uma ferramenta de proteção para prevenir imprevistos ou enfrentá-los com tranquilidade e sem prejuízo. Já imaginou planejar as férias dos seus sonhos e justo nesse período ficar doente e precisar de atenção médica?

Nos Estados Unidos, por exemplo, uma simples consulta pode sair por mais de 300 dólares. E se o caso for de amigdalite o custo do tratamento não fica por menos de 1.000 dólares.

Separamos algumas dicas para ajudar você a encontrar um seguro viagem barato e fazer a melhor escolha!

1. Pesquise preço em diferentes seguradoras

Utilize um comparador de planos para avaliar o custo x benefício dos seguros. Além de ganhar tempo em sua busca, o comparador assegura que você possa visualizar os preços cobrados nos diferentes planos de cada seguradora ao lado de suas respectivas coberturas.

2. Pague por boleto

Sem as taxas de processamento das operadoras de cartão de crédito, comprar com boleto bancário dá 5% de desconto a quem o escolhe como método de pagamento.

Lembre-se, no entanto, que no cartão de crédito não há este desconto, mas é possível parcelar o pagamento e a compra de seu seguro ainda pode ser convertida em milhas.

3. Compare a cobertura

Escolher o seguro viagem barato olhando apenas o preço nem sempre é a melhor opção, já que os planos têm diferentes valores de coberturas para despesas médicas hospitalares e para seguro bagagem.

Ao filtrar pelo menor valor, se você encontrar o modelo ideal ao seu caso, basta seguir com a contratação. Mas é provável que o seguro viagem mais barato entre aqueles apresentados não seja exatamente o que você procura.

Neste caso é fundamental comparar os detalhes das coberturas de cada um.

4. Veja se o perfil bate

Todos os seguros viagem oferecem as coberturas básicas, obrigatórias por lei. Mas se em seu caso for necessário que a apólice inclua itens extras como assistência a doenças crônicas, preexistentes, e cobertura para a prática de esportes, o seguro viagem mais barato dificilmente será a melhor escolha.

Tais itens não são comumente incluídos nas apólices mais restritivas. Neste caso é necessário ver em detalhes a descrição do que está incluído no plano para não comprar algo que não lhe sirva.

seguro viagem barato 2

5. Informe-se

Cada lugar tem uma regulamentação. Na Europa, por exemplo, todos os países que assinaram o Tratado de Schengen exigem que os visitantes tenham um seguro viagem internacional que garanta uma cobertura no valor de, pelo menos, 30 mil euros.

Já nos Estados Unidos, a lei não estabelece qualquer valor mínimo. Por lá, no entanto, os seguros de cobertura limitada estão longe de serem as melhores opções.

6. Compre as passagens de ida e volta no cartão

Dependendo do cartão de crédito que você possuir, se você comprar a passagem inteira de ida e volta colocando nesse cartão, ele te dá um seguro viagem básico gratuito.

Normalmente, Visa, Mastercard, American Express e Diners dão seguro viagens, dependendo do nível do cartão.

O recomendado é ligar na operadora do cartão ou verificar no site para ver se o seu cartão tem esse benefício e como funciona.

7. Reembolso do seguro viagem

A recomendação principal, e que todo cliente deveria seguir, é evitar ao máximo o reembolso. Afinal, por que prolongar um processo que pode ser resolvido de forma prática pela seguradora no momento do ocorrido?

Já é de conhecimento da maioria das pessoas que em caso de atendimento médico e odontológico, só é preciso um telefonema e o solicitante será direcionado para a rede de atendimento conveniada mais próxima de onde ele estiver.

Algumas seguradoras já contam com esse serviço, através do aplicativo do celular. Outra alternativa, inclusive muito usada pela seguradora, é mandar um médico até o hotel onde a pessoa estiver hospedada.

Caso aconteça alguma eventualidade durante a viagem, fique atento e guarde sempre os comprovantes de pagamento dos lugares onde foi atendido.

Além disso, depois que voltar de viagem e iniciar o processo de reembolso a seguradora irá exigir documentos básicos e alguns outros, dependendo da seguradora e do motivo do acionamento.

O que levar em conta na hora de contratar um seguro viagem?

  • A proteção geral oferecida por uma determinada apólice;
  • As razões que fazem uma apólice se destacar em relação às demais;
  • Cobertura oferecida pela apólice em termos de despesas médicas, transporte para a unidade médica, hospitalização e outros custos;
  • O custo total da apólice;
  • Se você estiver procurando uma política de cobertura de negócios, certifique-se que ele oferece cobertura para viagem de negócios, além da cobertura padrão;
  • O serviço de cobertura deve ser levado em conta;
  • As exclusões e deduções também devem ser consideradas.

Há planos de seguro viagem dedicados e baratos para idosos, estudantes, famílias e individuais. Você deve analisar qual se encaixa melhor a você.

Pronto! Seguindo esses passos e prestando atenção nas observações que listamos, com certeza você vai conseguir encontrar o seguro viagem barato que melhor se adeque a sua situação.

E então é só aproveitar o passeio!

Como falamos, pesquisar é essencial, mas uma tarefa muito importante também é saber controlar o impulso na hora da compra. Quer se proteger das armadilhas da persuasão e aprender a fazer escolhas melhores? Conheça o Programa Mente Rica!

Você também pode gostar

Deixe um comentário