Você é um comprador impulsivo? Faça o teste e saiba mais

Você é um comprador impulsivo? Faça o teste e saiba mais

Você é um comprador impulsivoSe você tende a fazer uma compra assim. Se você gosta de um produto e adquire sem realmente precisar dele, então, você chegou à fronteira entre comprar por prazer e compras impulsivas.

Isso pode ser caracterizado pela busca desenfreada das últimas tendências. As compras por impulso são frequentemente uma resposta a um estado depressivo ou sofrimento psicológico que leva a um apelo ao consumo excessivo.

Consumir de uma maneira inteligente é, antes de qualquer coisa, fazer as perguntas certas antes de comprar um bem.

Obviamente, o trabalho de vendedores e anunciantes é convencê-lo de que seus produtos são essenciais, enquanto o seu, como consumidor informado, é tomar decisões cientes e informadas.

4 dicas para evitar ser um comprador impulsivo

No dia do pagamento, fugimos das lojas

O dia em que nosso trabalho árduo é recompensado com a chegada feliz do dinheiro nossa conta bancária também é um dia arriscado para a compra por impulso.

A melhor maneira de não sucumbir a isso é evitar as lojas em dias de pagamento e pagar as contas em primeiro lugar, deixando de lado algumas economias antes de fazer nossas compras.

Decida quais produtos e serviços você vai comprar

Qual o nível de qualidade que você quer e precisa? A este respeito, saiba que o preço mais alto não é necessariamente sinônimo de melhor qualidade.

Descubra mais sobre o produto fazendo perguntas aos seus entes queridos ou consultando revistas de consumidores para formar sua própria ideia.

É necessário comprar uma marca de alta qualidade? Uma marca menos reconhecida não poderia te atender da mesma forma?

Faça uma lista de desejos prévia

Quando você pensa em comprar um determinado item, escreva-o em uma lista e deixe-o por algumas semanas. Quando você a consultar um pouco mais tarde, pergunte a si mesmo se ainda precisa desse item.

Se a resposta for sim e você tiver dinheiro para comprá-lo, vá em frente. Se não, faça uma nova lista!

Fuja das armadilhas

As armadilhas e técnicas comerciais que impulsionam a compra por impulso são muitas, aqui estão algumas:

Promoções de duração limitada (ou quantidade): elas pressionam para “fazer um acordo”, se decidir rapidamente, o que leva a comprar um preço em vez de um produto.

Muitas vezes, depois do fato, esquecemos o que compramos. No Brasil, muitos consumidores compram “porque estava barato”.

Os “dois pelo preço de um”: você precisa de um produto? Colocamos dois “pelo preço de um!” Sério? Não caia nessa onda.

Você é um comprador impulsivo? Faça o teste

Você é um comprador impulsivo? Faça o teste!

Faça o teste e veja se você é um comprador impulsivo.

  • Você compra para impressionar os outros?

Seja honesto consigo mesmo. Quantas vezes já comprou para impressionar alguém?

Nossa necessidade de impressionar os outros se resume ao nosso senso de orgulho. E geralmente, o orgulho nos encoraja a respeitar certo padrão de vida que tende a consumir nossa conta bancária.

  • Você compra por que gostou ou porque achou bonito?

Há aqueles que vendem vitrines e aí está você. Você não pode olhar para algo sem sentir a necessidade de comprá-lo imediatamente.

Um hábito que você pode ter adquirido ao longo do tempo e você não pode mais quebrar. Ao mesmo tempo sabe que na verdade, não comprou porque gostou ou precisa, mas porque achou bonito

  • Você costuma comprar o que já tem?

Pense em tudo que você já tem e tente encontrar satisfação comprando coisas que você realmente precisa e ainda não tem e de fato precisa.

  • Shopping é sinônimo de terapia para você?

Algo está incomodando você, alguém diz algo que você não gosta… E pronto! Vamos em direção às lojas!

É um pouco como comer quando você não está com fome: não faz sentido. Por falar nisso, você já sabe que não é o fato de fazer compras por impulso que vai fazer você se sentir melhor.

  • Você é um pouco egoísta?

Vamos enfrentá-lo. Somos apenas seres humanos e, portanto, seres egoístas. Vivemos em um ambiente em que queremos tudo para a nossa vida. Quando você quer tudo acaba por deixando de lado o que realmente importa.

  • Você é uma vítima do marketing?

Ah! Eles são fortes, aqueles que tentam fazer você acreditar que um produto é melhor que outro.

Tão fortes que eles conseguem criar necessidades inexistentes. Para se proteger de especialistas em marketing, fique longe da publicidade.

Menos TV, menos rádio, menos tempo gasto na Internet… Pequenas coisas que podem ajudá-lo a evitar a publicidade e restringir suas compras por impulso.

  • Você acredita que ter mais coisas traz segurança?

Por alguma estranha razão, muitas pessoas associam ter mais com uma sensação de segurança.

No entanto, ter muitas coisas também está relacionado à possibilidade de perdê-las. Um incrível paradoxo, não é

  • Você faz muito pelos outros?

Você quer comprar coisas para sua família e amigos com frequência? Você já se perguntou por quê? Lembre-se de que, o que seus amigos e familiares precisam pode não ser o que você precisa.

Todo mundo é diferente e todo mundo tem necessidades diferentes. Às vezes é bom voltar aos fundamentos imaginando o que é realmente importante.

  • Você negligencia soluções criativas?

Ao invés de comprar um novo dispositivo, por que não tentar consertá-lo? Ao invés de comprar um tecido novo, por que não usar um pano velho?

Ao invés de sair para comer, por que não abrir sua geladeira e cozinhar uma boa refeição? Pense nisso.

  • Você confunde compras com investimentos?

Uma das melhores técnicas de marketing especialistas (ainda eles) é fazer você pensar em um produto ou serviço como um “investimento”.

Então, você compra um carro, uma TV, um aspirador de pó ou uma escova de dente elétrica porque o vendedor  contou sobre o investimento.

Você já pensou bem sobre a definição deste termo e o que isso significa para sua carteira?

Aprenda sobre o desenvolvimento pessoal

Por que continuamos a comprar o que não precisamos? Seus armários estão cheios até o “talo”. As gavetas do estão cheias de lingerie de todos os tipos, tanto que você nem consegue fechá-las.

À medida que você percorre o shopping, a pequena loja de esquina ou até mesmo o supermercado, sua casa fica cheia de objetos, roupas, acessórios e outros itens que você certamente não precisa.

Pare com isso e reflita sobre o seu dinheiro e qual é o real valor dele para você.  O impulso de comprar são maus hábitos que podem cessar, basta você querer e reconhecer esta falha.

Seja sincero, você é um comprador compulsivo? Conte para nós nos comentários!

CLIQUE AQUI para conhecer o Programa Mente Rica!

Equipe Eduardo Moreira

Você também pode gostar

Deixe um comentário