Finanças para Casais: O Guia Essencial

Finanças para Casais: O Guia Essencial

Muitos casais procuram ser felizes na vida a dois, mas encontram diversos empecilhos que não envolvem a vida amorosa, mais influenciam diretamente.

Para manter-se no mundo capitalista, é preciso ter uma vida financeira estável, para que todas as necessidades financeiras não gerem brigas domésticas que destroem a vida amorosa do casal.

As finanças são parte importante na vida a dois. Muitos dos que vivem em casal não prestam atenção na necessidade de se falar das contas e do dinheiro do casal.

Isto é um erro gravíssimo que compromete a sanidade do relacionamento, pois brigas são geradas pela falta de suplemento do lar. O não preenchimento das necessidades domésticas é causado muitas vezes por um descontrole nas finanças, que leva por caminhos tortuosos de dívidas.

Elas ocorrem na maioria das vezes por

  • falta de divisão correta das alocações financeiras;
  • falta de limite de gastos;
  • tendência dos casais a pensar apenas no agora.

3 dicas para estabilizar as finanças dos casais

O amor vence, sim, todas as barreiras, mas deve-se dar uma ajudinha na luta contra a falta de dinheiro. Não confie no pensamento de que brigas não virão. Segundo uma pesquisa realizada pela Universidade de Michigan, 49% das separações ocorrem porque os dois têm perfis financeiros diferentes.

Eles realizam gastos fora das finanças combinadas anteriormente, e por vezes mentem sobre isso, levando a um desentendimento causado pela quebra de confiança.

Deste forma dá para se entender um pouco o porquê da necessidade de se ter um bom controle das finanças pelo casal. As três dicas a seguir podem auxiliar nessa jornada que é a vida financeira a dois.

1. Controle os gastos do casal e os gastos individuais

Os casais recebem cada um seu salário e se juntam para quitas as contas da casa. Esquecem, no entanto, de conversar sobre finanças na hora de pagar os boletos. E este é um dos maiores erros que podem cometer.

As finanças são essenciais para que a vida dos casais transcorra de forma fluida e sem brigas por questões financeiras.

Discutir as finanças é de suma importância, e isso deve ser feito de forma transparente. Os dois devem não devem esconder gastos e recebimentos, para que não exista desconfiança. Os gastos “escondidos” podem sugerir desvios morais ou compras supérfluas que diminuem a qualidade de vida do casal.

Por isso é fundamental que haja uma divisão clara dos gastos em conjunto do casal, dos gastos realizados individualmente e do dinheiro que ficará nas mãos de cada um e do casal para se passar o resto do mês.

2. Reconheça os seus limites

Muitas vezes o casal até conversa sobre quanto recebe, define o destino do dinheiro e confia um no outro para gastar o excedente. Mas os gastos são o problema. O estigma de não conversar sobre finanças ou não saber conversar sem gerar brigas reflete muitas vezes a indisposição de uma ou das duas partes de transformar suas finanças.

O excesso de gastos e o descontrole financeiro de uma das partes ou até mesmo do casal na hora de gastar leva a uma bola de neve de dívidas e de estagnação das finanças, e dificuldades de sobrevivência. Estagnar os gastos, reeducar-se financeiramente e colocar em prática a dica 1 é essencial.

Mas se você se pergunta o porquê da necessidade de o casal impor limites de gastos e metas a cumprir, a resposta é simples. Ao administrar nossas finanças devemos colocar metas, como bens e viagens, para dar a sensação de conquista ao relacionamento.

3. Casais conscientes investem juntos

Todos já vimos casais que quando a vida financeira estava em alta e as finanças corriam de vento em poupa, eram só amor um com o outro. Mas no momento em que vacas magras chegaram, os dois iniciaram jornadas de brigas e discussões afloradas que levam até mesmo à separação do casal.

Em síntese, pode-se concluir que esses casais não entenderam um princípio básico das finanças, que é a tradição de investir e ter uma garantia para o futuro.

Os rendimentos dos investimentos irão trazer para o investidor retornos que o deixarão confortável para tempos de desertos financeiros, e ainda darão até mesmo a oportunidade de reinvestir e multiplicar os ganhos do casal.

No mundo dos investimentos, um dos principais aspectos para cuidar corretamente das finanças é investir, fazendo o dinheiro trabalhar para você. Com os casais não poderia ser diferente. Afinal, a saúde financeira é essencial para o sucesso do relacionamento.

Por essa lógica, os investimentos geram receita para o casal, evitam brigas relacionadas a dinheiro e ainda mantêm estável o relacionamento nos tempos de vacas magras. Esta dica é valiosa, nunca se esqueça dela se deseja manter um relacionamento a dois, por longos anos.

CLIQUE AQUI para conhecer o Programa Mente Rica!

Você também pode gostar

Deixe um comentário