Fluxo de caixa: o que é e como funciona

Fluxo de caixa: o que é e como funciona

Se tornou empreendedor recentemente, mas ainda não sabe para que serve e nem o que é o fluxo de caixa? Veja todos os detalhes sobre essa ferramenta e como você poderá utilizar no seu negócio.

O que é fluxo de emcaixa

O fluxo de caixa é mais uma ferramenta que auxilia o empreendedor na hora de preencher os dados financeiros do seu negócio dentro de um determinado período.

Você, empreendedor, terá a opção de preencher semanalmente ou mensalmente. Essa escolha está diretamente ligada a atividade exercida.

O objetivo principal dessa ferramenta é conseguir projetar após apurar todo o saldo da empresa disponível para que você consiga girar o seu capital e fazer possíveis aplicações do seu capital.

Principais tipos de fluxo de caixa

– Fluxo de caixa diário

Aqui o empreendedor irá precisar analisar o sistema financeiro todos os dias, com um controle crucial nas saídas e entradas dos dias em questão.

As empresas que utilizam esse modelo têm como foco muitas movimentações financeiras. Supermercados e lojas e outras empresas que atende o público em geral, usam esse caixa.

– Fluxo de caixa projetado

Esse é uma ferramenta de fluxo de caixa utilizada para saídas e entradas de valores de uma maneira mais detalhada.

Os empreendedores que desejam atuar com esse fluxo, quer em um pequeno tempo identificar o faturamento e custos de maneira detalhada.

Quais são os benefícios do fluxo de caixa

Para que possa compreender melhor qual é a importância do fluxo de caixa, irei expor aqui alguns benefícios dessa ferramenta que valem a pena serem lembradas.

  • Previsão da presente situação da empresa e do futuro, pois facilita na avaliação de liquidez e disponibilidade de caixa.
  • Com o controle do fluxo de caixa, você poderá antecipar decisões sem ocorrer nenhum comprometimento do lucro, isso inclui possíveis promoções para fazer com que o estoque antigo saia do armário ou negociações com fornecedores de produtos.
  • Uma boa analise de fluxo de caixa irá permitir traçar boas estratégias para que ocorra o crescimento na empresa ou até mesmo consiga reverter situações negativas.

Como utilizar o fluxo de caixa no seu negócio

Mesmo que a sua empresa tenha um setor individualizado que cuida do financeiro é muito importante que você saiba também como funciona o fluxo de caixa, afinal de contas, está em suas mãos o desenvolvendo do negócio, que irá depender muito de três itens:

  • Valores de caixa;
  • Divida;
  • Faturamento.

Existe algumas maneiras bem interessantes que você pode utilizar para observar o seu fluxo de caixa, que são por sistemas financeiros online, papéis e o famoso Excel.

O ideal é que consiga determinar por categorias que inclua:

  • Despesas não operacionais e com produtos;
  • Serviços;
  • Impostos;
  • RH.

Depois, faça também a categoria de entrada de dinheiro em categoria, para saber de onde vem mais dinheiro e está pronto.

Passo 1: Registre todas as transações que você fez no dia, desde um simples café até um pagamento;

Passo 2: Registre as formas de pagamento e os valores.

Passo 3: Pense em possíveis imprevistos e casos de queda de caixa.

Passo 4: Atualize o tempo todo os dados;

Passo 5: Análise os dados que está sendo registrado.

Fluxo de caixa: o que é e como funciona

Que tipos de problemas o fluxo de caixa irá evitar

Contas pagas sempre em dia

Se você sabe quanto a sua empresa irá receber até determinado dia, você consegue ter o controle de pagamentos que deveram ser feitos.

O fluxo de caixa então poderá fazer com que o seu negócio não gaste dinheiro de maneira desnecessária.

Isso acontece muito com empresas que tem uma alta taxa de conta de luz para pagar, por exemplo, e os juros por atraso é de 2%. Se a sua empresa paga R$ 20 mil por mês os juros são de R$ 400.

Esse valor pode até parecer pouco à primeira vista, mas a longo prazo isso poderá fazer falta.

Falta de dinheiro

Com um bom fluxo de caixa você consegue fazer um bom planejamento adequado para todos os pagamentos que o seu negócio precisa fazer.

Uma empresa nunca pode ficar sem dinheiro no caixa, pois qualquer imprevisto pode levar a empresa um grande prejuízo.

Não saber para onde vai o dinheiro

Sem um bom trabalho no fluxo do caixa, é difícil conseguir acompanhar o financeiro.

Mas, com um processo de fluxo de caixa, o seu negócio estará na sua mão. Você terá acesso a todos os relatórios detalhadamente, separados pelos setores e também os custos e receitas.

Diferença de controle de caixa e fluxo de caixa

Um bom fluxo de caixa consegue verificar todo o funcionamento da empresa relacionado ao seu financeiro.

Ele irá levar em consideração gastos e ganhos futuros, projetos, investimentos e o que a empresa poderá ganhar ou perder ao longo do tempo e assim intervir para a melhoria.

Ou seja, o fluxo de caixa não é somente para controle, mas é essencial para que a sua empresa tenha um planejamento estratégico.

Já o controle de caixa é um registro que pode acontecer de maneira diária ou semanal, de toda a movimentação financeira que ocorre dentro da empresa.

O controle de caixa irá ajudar a verificar os possíveis ganhos e perdas dentro do período assinalado por você.

Um ponto interessante do controle de caixa é que você consegue ter um controle das finanças, se há um investimento errado ou até mesmo desvios que por ventura venha a acontecer.

Sendo assim, deixamos claro que o flux de caixa consegue ser um instrumento de gestão ainda mais completo, já o controle de caixa registra apenas o que ocorreu.

Como está o fluxo de caixa da sua empresa? Comente as maiores dúvidas que possui sobre o tema.

CLIQUE AQUI para baixar o Ebook Gratuito “Como evitar os 7 Pecados dos Investidores”!

Você também pode gostar

Deixe um comentário