Como fazer Orçamento Pessoal quando você tem uma renda irregular

Como fazer Orçamento Pessoal quando você tem uma renda irregular

Muitas pessoas creem que pelo fato de não possuírem renda fixa não podem, ou não conseguiriam, fazer um orçamento pessoal.

Será que isso é verdade? É impossível fazer um orçamento pessoal quando se tem uma renda irregular? Como proceder nesse caso?

Essas são perguntas que tentaremos responder, e também trazer soluções para que você possa se organizar no intuito de poder realizar um orçamento que não prejudique suas finanças.

Vamos lá?

É possível fazer orçamento pessoal sem renda fixa?

Sim. É totalmente possível!

Desde que você tenha uma renda no mês, você já pode fazer um orçamento pessoal mensal muito organizado.

Mesmo com as variações, você pode fazer uma espécie de previsão, através da qual você vai organizando toda a sua vida financeira.

Seguindo isso, você tem condições de ter uma organização financeira que vai permitir, dentre outras coisas, realizar alguns investimentos, de modo que esse dinheiro renda uma quantia fixa mensal.

A partir de então você consegue muito mais estabilidade financeira.

No entanto, para que isso aconteça é preciso que você tenha em mente alguns princípios que podem nortear essa caminhada.

É claro que para realizar orçamento, ainda mais com uma renda instável, você precisa de alguns sacrifícios. Mais do que isso, precisa de muita disciplina.

Tendo esses atributos já é possível traçar um caminho muito mais tranquilo e seguro nas finanças. Até porque tudo que envolve dinheiro, investimento e orçamento precisa de muita organização e lucidez, visando ganhos futuros.

Organize seu dinheiro

Como dissemos, a organização é fator preponderante quando falamos em finanças. Sem organização fica muito mais difícil realizar qualquer orçamento pessoal.

Pense em quanto você tem no seu fluxo de caixa, ou em outras palavras, quanto você ganha e quanto você gasta. Tudo isso na ponta da caneta ou em uma planilha.

Essa é uma das formas mais efetivas de você gerenciar o seu dinheiro. É, portanto, uma das maneiras de conseguir uma organização que lhe permita fechar um orçamento mínimo.

Não esqueça de incluir tudo, desde as coisas mais banais às mais importantes, que não podem ser esquecidas em nenhuma hipótese.

Depois de feita essa lista, sempre lembre de atualizar frente a qualquer gasto que você faça ou frente a um dinheiro extra que você receber.

Tudo deve estar detalhadamente apontado para que você tenha uma noção geral do fluxo, e assim, possa elaborar um orçamento mais efetivo.

Como primeiro e mais importante passo, você precisa organizar todas as suas finanças de modo que nenhuma despesa fique esquecida e nenhum lucro passe despercebido.

A ideia é que você tenha um controle muito maior de todos os detalhes referentes a isso.

Faça uma lista de gastos mensais

Alguns gastos são inevitáveis, e você tem de dar conta de tudo dentro do mês, isso é fato.

A coisa só piora quando você é pego de surpresa por uma dívida ou uma emergência, de modo que não tem nenhuma reserva para que isso seja sanado brevemente. Cuidado, isso pode virar uma bola de neve!

Quando você age dessa forma, consegue colocar todos os seus lucros e seu orçamento a perder. Sem contar que até que você recupere uma certa estabilidade, fica muito complicado.

Por isso, ter uma lista com todos os gastos mensais recorrentes, é uma saída interessante.

Quando você faz isso, tem uma ideia de um lucro mensal mínimo, e isso te ajuda a organizar melhor os outros meses.

Também não significa que qualquer dinheiro extra vai ser desperdiçado. Muito pelo contrário, a ideia é poder contar com esse dinheiro frente a uma emergência ou gasto imprevisto.

No entanto, isso só dá certo quando você tem controle total sobre os seus gastos, de modo que seja possível você começar a vislumbrar possíveis investimentos a serem feitos… Isso é o mais importante.

Até que chegue a esse ponto você precisa de muita disciplina e controle efetivo dos gastos obrigatórios.

Poupe o máximo possível

Orçamento Pessoal 2

Há quem pense ter uma renda irregular é um obstáculo para conseguir poupar. Essa é uma grande mentira, e talvez uma válvula de escape para nosso instinto de consumidor.

Poupar é sempre possível, com certos sacrifícios e uma disciplina financeira mínima que lhe permita não fazer gastos desnecessários.

Seguindo os conselhos dados anteriormente, você consegue muito mais estabilidade.

Com o controle das dívidas e gastos mensais, e também com a vida financeira saudável, você consegue perfeitamente criar uma margem de lucro, que não estará comprometido com nenhum pagamento.

É justamente com esses lucros que você pode ir organizando a sua poupança. Sempre que sobrar um dinheiro extra, guarde.

– A importância de se organizar

Imprevistos sempre acontecem. Se eles não acontecerem, você terá um dinheiro a mais para aplicar ou somente para organizar melhor a sua vida financeira.

Quando você diz que não tem condições de poupar, todo o dinheiro que sobrar, por menor que seja a quantia, irá gastar em coisas que não são necessárias.

Isso acontece com todos, até que se tome uma atitude drástica e a disciplina financeira possa ser adquirida, garantindo maior estabilidade para os seus rendimentos mensais.

Muitas pessoas duvidam, mas é possível ter um orçamento pessoal com renda irregular. Quem não acredita nisso, geralmente, se esconde no costume de sempre estar com o dinheiro comprometido para alguma dívida ou conta.

A frase “nunca sobra dinheiro” é uma das maiores desculpas para a falta de orçamento pessoal. No entanto, basta ter coragem e organização.

Elabore listas e controle bem as suas finanças, e assim você vai conseguir perceber que, de fato, um orçamento pessoal é possível com ou sem uma renda regular.

O que, nos dois casos, é indispensável é a disciplina e organização correta das finanças.

CLIQUE AQUI para conhecer o Sistema 3C da Construção de Riqueza!

Equipe Eduardo Moreira

Você também pode gostar

Deixe um comentário