Custos e taxas ao comprar um carro zero quilômetro

Custos e taxas ao comprar um carro zero quilômetro

Quem não sonha em comprar um carro zero quilômetro, não é mesmo? Mas é importantíssimo montar um planejamento, colocar tudo no papel, porque o que seria um sonho pode se tornar um terrível pesadelo.

Muitas pessoas não sabem quais são os custos e taxas envolvidos ao comprar um carro e levam um susto ao saber. Por isso, preparamos esse artigo: para você saber tudo o que deve pagar ao comprar um carro zero.

Custos e taxas do carro zero quilômetro

A partir do momento que você sabe tudo o que tem que pagar ao comprar um carro zero quilômetro, vai ter a noção real se cabe ou não no seu orçamento.

Também não adianta de nada você comprar um carro e depois se endividar para pagar todas as taxas. Seria mais interessante ir poupando todos os meses e ter o valor integral. Vale a pena adiar um pouco o seu sonho.

Você pode comprar seu carro à vista, fazer um financiamento, leasing ou participando de um consórcio.

O que você precisa considerar é que se for pagar em prestações, essa parcela deve caber no seu orçamento. Então, antes de se decidir pela compra, faça as suas contas.

Agora vamos aos custos de taxas ao comprar um carro zero quilômetro:

1. Emplacamento

Cada estado do país o Detran cobra um valor diferenciado pelo emplacamento. Além disso, você terá que pagar pelas placas.

O primeiro registro do veículo deve ser feito no prazo de até 15 dias após a emissão da nota fiscal. Qualquer dúvida, basta acessar o site do Detran do seu estado para obter todas as informações.

E para fazer o emplacamento, é necessário ter pago o DPVAT e o IPVA.

Quando você retira um carro da concessionária, você terá que preencher um formulário – RENAVAM. E depois, terá que pagar as taxas de registro e de lacração do veículo e aí sim dar entrada no Detran.

2. Seguro Obrigatório – DPVAT

O DPVAT, que é o seguro obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre também deve ser pago.

É um valor que é pago em uma única vez e em alguns estados, basta informar no banco o número do RENAVAM, o CPF e o estado onde o carro foi emplacado.

3. IPVA

Cada veículo tem um valor de IPVA, que é um imposto obrigatório, que pode ser pago em conta única ou parcelado em 3 vezes.

No site do Detran, você tem todas as informações, inclusive quais são os bancos credenciados para fazer o pagamento.

Lembrando que o valor do IPVA é proporcional ao período do ano. Por exemplo, se comprar o carro zero quilômetro em junho, deverá pagar o equivalente aos meses de julho a dezembro.

4. Seguro

A maioria das pessoas já contratam um seguro antes mesmo de tirar seu carro da concessionária, pelo menos, para danos, roubo e incêndio.

Como é calculado o valor do seguro?

  • Modelo do carro
  • Perfil do motorista
  • A idade do motorista
  • Qual o trajeto feito
  • Onde fica guardado o veículo, se na garagem ou na rua

Custos e taxas ao comprar um carro zero quilômetro

5. Encher o tanque

Quando você retira seu carro da concessionária, o tanque está praticamente vazio, o suficiente para chegar no posto de gasolina mais próximo.

Então, você terá que abastecer e, dependendo para que você for usar seu carro, terá que encher o tanque com mais ou menos frequência. É importante fazer um cálculo médio de qual será seu gasto mensal.

6. Manutenção

Apesar do carro zero quilômetro não exigir uma manutenção imediata, depois você terá que trocar o óleo do motor, fazer balanceamento dos pneus, etc. Lembrando que nas revisões periódicas, você terá que pagar pela mão de obra.

Comprar um carro zero quilômetro sem pagar imposto

Muitas pessoas não sabem, mas existem algumas situações onde há a isenção do imposto, que é o caso de deficientes físicos, visuais ou mentais.

Mas é preciso comprovar a deficiência e que necessita do veículo para a sua locomoção.

Se na carteira de habilitação não tiver discriminado a deficiência, deverá fazer uma perícia médica junto ao Detran. Depois, com o laudo em mãos, basta se encaminhar à Receita Federal e solicitar a isenção do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados).

E a própria concessionária emite uma carta para a isenção do ICMS. Depois de todo esse processo, você pode requerer junto ao Detran a isenção do IPVA.

Mas lembre-se: o carro deve ser fabricado no Brasil e não pode custar mais do que 70 mil reais.

Vale a pena comprar um carro zero quilômetro?

Mesmo com todos os custos e taxas envolvidos na compra de um carro zero quilômetro, tem muitas vantagens:

  • O veículo é seu e nunca pertenceu a outra pessoa;
  • Dificilmente um carro zero apresenta problemas;
  • Melhor valor de revenda;
  • Muito menos burocracia para fazer o licenciamento;
  • Tem a garantia de fábrica;
  • Melhores taxas de financiamento.

Nada melhor do que ter um carro com aquele cheirinho de novo e com as taxas de financiamento hoje em dia, muitas pessoas preferem comprar um carro zero que um carro usado.

Mas é preciso colocar tudo no papel, todos os custos, para você ver se está compatível com o seu orçamento.

Conclusão

Você acabou de ver todos os custos e taxas ao comprar um carro zero quilômetro. Uma dica é procurar saber quais são os gastos que você vai ter antes de fechar o negócio.

Se ficar muito apertado no seu orçamento, vale a pena ir economizando todos os meses e depois sim você comprar o carro dos seus sonhos.

Já pensou em comprar um carro zero quilômetro? Quais são os custos que mais pesam no seu bolso? Comente!

CLIQUE AQUI para conhecer o Programa Mente Rica!

Equipe Eduardo Moreira.

Você também pode gostar

Deixe um comentário