Os 8 principais erros que atrapalham a sua aposentadoria

Os 8 principais erros que atrapalham a sua aposentadoria

A cada dia cresce mais o número de pessoas que solicitam a aposentadoria e é comum surgir um obstáculo que as impede de recebê-la.

Provavelmente possa haver alguns entraves burocráticos, mas na maioria das vezes, são erros bem frequentes que possam estar causando tudo isso.

Se você se encaixa em uma situação semelhante, separamos aqui os principais erros que atrapalham a sua aposentadoria.

Quais os principais erros que atrapalham a sua aposentadoria

Veja os principais erros cometidos e que se você conseguir evitar, vai ajudar tanto na agilidade quanto no valor do seu benefício:

1. Deixar de conferir o Cadastro Nacional de Informações Sociais

Nesse cadastro, consta todos os seus empregos e claro, todas as contribuições.

E, muitas vezes, pode ter alguns erros ou mesmo estar incompleto. O ideal é que você solicite um extrato e analise todos os meses, a fim de conferir se está tudo certo.

Antes de solicitar a aposentadoria, verifique se todos os dados estão corretos, inclusive data de nascimento errada. Mas procure fazer isso antes do pedido.

Uma dica é você acompanhar pela internet no site da Previdência Social, basta agendar um cadastramento de senha e é uma segurança que seu benefício será concedido. Ou se preferir, você pode obter gratuitamente em um dos postos do INSS.

Mas não deixe isso para última hora! Quais são os erros mais comuns?

  • Dados pessoais incorretos
  • Empregos e salários
  • Atividade exercida
  • 2 números de PIS
  • Carteira de Trabalho rasurada
  • Falta de registro na Carteira

2. Não fazer o diagnóstico previdenciário

Na verdade, a maioria das pessoas não fazem um planejamento e só contribuem porque são obrigadas. E o pior, não fazem a mínima ideia do valor que contribuem, há quanto tempo e ainda quantos anos faltam.

Por isso, coloque tudo no papel para não correr o risco de chegar no momento de solicitar a aposentadoria e se dar conta que ainda faltam alguns anos, por exemplo.

Por exemplo, se o tempo de contribuição estiver errado, provavelmente o INSS vai lhe pagar a  aposentadoria abaixo do que você deveria receber.

3. Não solicitar a inclusão das atividades especiais

Aqui engloba aqueles trabalhadores que exerceram atividades que os expuseram a algum agente nocivo à sua saúde.

E no momento da solicitação da aposentadoria, é preciso que conste esse tempo de trabalho. Assim, pode se aposentar com um tempo menor, entre 15, 20 ou 25 anos, dependendo da atividade exercida.

Se você se encaixa nessa situação, saiba que é exigido um documento chamado de PPP – Perfil Profissiográfico Previdenciário -, que deve estar preenchido da forma correta.

Principais erros que atrapalham a sua aposentadoria

4. Falta de contribuições

Por isso que é essencial você fazer todo o acompanhamento, a fim de verificar se o empregador pagou todas as contribuições.

Além disso, saiba que se no houver o tempo suficiente de contribuições, a aposentadoria não vai ser concedida.

5. Código errado

É muito normal os profissionais autônomos inserirem o código errado, mas caso isso ocorra, é possível corrigi-lo no posto de atendimento.

6. Carteira de Trabalho rasurada

Isso já foi falado, mas se por acaso a sua carteira apresentar rasuras, por exemplo, nas datas de admissão e demissão, pode acabar atrapalhando a concessão da sua aposentadoria.

Uma dica é você guardar os contracheques, documentos de admissão e demissão e todos os vínculos empregatícios. E se for necessário, você apresenta no momento da solicitação.

7. Acompanhar de perto todo o processo

Algumas vezes, o erro pode não ser do contribuinte, mas do próprio INSS. Por isso, vale a pena dar uma olhada em:

  • Contribuições não registradas
  • Cálculos errados
  • Não inclusão de verbas trabalhistas
  • Atividades não reconhecidas

Se por um acaso você achar que o INSS cometeu algum equívoco, saiba que é possível requerer uma revisão.

Tenha em mente que alguns desses pontos podem passar desapercebidos e acabar retardando o seu processo de aposentadoria.

8. Falta de contribuição de autônomo ou empresário

Se você fizer suas contribuições ao INSS como profissional autônomo ou empresário, basta deixar de pagar um mês para atrapalhar a sua aposentadoria.

Por isso, antes de fazer a solicitação, verifique se todas as cotas estão pagas e regularize o débito, se houver.

Você percebeu que são erros considerados até simples, mas que podem atrapalhar a sua aposentadoria.

O ideal é você guardar todos os documentos que comprovem o tempo de trabalho, vínculo empregatício e as contribuições pagas.

Assim, com certeza, você evita muitos transtornos e o atraso no pagamento do seu benefício.

Equipe Eduardo Moreira

Você também pode gostar

Deixe um comentário