25 de abril de 2019

Débito ou crédito? 4 dicas para usar o seu cartão

Débito ou crédito? 4 dicas para usar o seu cartão

Sempre que compramos algo com um cartão, recebemos a pergunta: débito ou crédito? A realidade é que nem sempre temos a quantia necessária no momento e acabamos utilizando a função crédito para custear compras rotineiras ou até mesmo para parcelar as compras. Mas quando utilizar cada um?

Existem muitos fatores que desempenham um papel na determinação da melhor opção de pagamento.  Este artigo dará uma ideia de quando usar débito ou crédito, de acordo com o melhor para a sua situação e aproveitar ao máximo seu dinheiro suado.

Débito ou Crédito?

Na hora de escolher débito ou crédito você deve levar em consideração o seu planejamento mensal. Isso porque uma compra realizada no crédito tem o pagamento efetuado numa data futura à compra, quando é cobrada a fatura do cartão, já no débito o valor é debitado da sua conta na hora.

débito ou crédito

Há vantagens e desvantagens ao usar a função débito ou crédito do cartão

Vantagens de pagar no débito

Ao escolher débito, você precisa ter o dinheiro na sua conta, ou seja, não poderá contar com dinheiro que ainda não foi depositado, evitando comprometer receitas futuras.

Uma das vantagens do cartão de débito é evitar as dívidas parceladas, já que não há essa opção na função débito, sendo mais difícil de controlar o seu planejamento financeiro.

Além disso, muitos comerciantes costumam dar desconto nos produtos comprados à vista, ainda que no cartão de débito. Dessa forma, o seu dinheiro vale mais.

Desvantagens de pagar no débito

A principal das desvantagens do débito é você cair, mesmo sem querer, no cheque especial. As taxas cobradas são altas, já que nada mais é que uma linha de crédito que deve ser usada somente em emergências.

Também há dificuldade em obter um estorno quando há um erro na cobrança. O reembolso pode ser demorado, o que significará passar alguns dias sem o dinheiro estar na sua conta.

A maioria das operadoras de cartão também não oferecem muitos benefícios para compras no débito, como por exemplo programa de milhagens.

Vantagens de pagar de crédito

Apesar de muitas vezes ser taxado como vilão, o cartão de crédito também oferece benefícios. As principais vantagens do cartão de crédito são:

  • Parcelamento de produtos caros;
  • Postergação de pagamento para o próximo mês;
  • Possibilidade de fazer reserva em hotéis que exigem este meio de pagamento;
  • Obtenção de pontos em programas de fidelidade;
  • Compras online com mais facilidade.

É possível fazer compras com o cartão de crédito sem se endividar além da conta, mas é preciso ter um bom controle do orçamento para que essa situação ocorra.

Poucas pessoas podem comprar um smartphone novo logo após o que estava em uso parar de funcionar ou ser roubado, por exemplo. Nestas situações emergenciais, o cartão de crédito pode ser um importante aliado, quer esta compra seja parcelada ou não.

Os cartões de crédito oferecem planos de pagamento parcelado que oferecem flexibilidade no pagamento, o que é uma vantagem. Pagar uma quantia total usando um cartão de crédito no momento do fechamento da fatura pode ser uma opção inteligente, pois o pagamento é adiado para o próximo mês de faturamento. Desta forma, terá um certo tempo para conseguir o dinheiro.

Desvantagens de pagar no crédito

A principal das desvantagens do cartão de crédito é a perda de controle de despesas. Isso ocorre porque há um descasamento entre a data da compra e o efetivo pagamento. Também, a possibilidade de parcelamento faz com que dívidas sejam “esquecidas”, aumentando o comprometimento de dinheiro que ainda nem foi ganho.

Outro grande problema são as taxas de juros que incidem quando a fatura não é totalmente paga. Conhecido como crédito rotativo, essa linha é extremamente cara e deve ser evitada ao máximo, para não cair em uma “bola de neve” de dívidas.

Além disso, diversas empresas cobram anuidade dos seus cartões, em especial os internacionais, o que encarece ainda mais as compras.

Débito ou Crédito: quando usar cada um?

Especialistas indicam que você escolha a função débito para compras do dia-a-dia, como supermercado e farmácia, para que você tenha um maior controle de quanto está gastando mensalmente.

débito ou crédito

Quando é melhor usar cada função?

Já compras de valor mais alto, como eletrônicos, eletrodomésticos, passagens aéreas, podem ser comprados na função crédito por dois motivos: você pode parcelar e acumular pontos em algum programa de pontuação.

Mas além de escolher entre débito ou crédito, é preciso saber se você precisa parcelar ou não as suas compras.

Comprar à vista ou parcelado? Itens a serem considerados

Reserva Financeira

Você tem uma reserva financeira? Uma reserva financeira variando de 3 a 6 meses de emergência deve estar prontamente disponível para você. Isso ajuda em casos de emergências como doenças, acidentes ou até mesmo a perda de um emprego.

Ao ter uma reserva financeira, terá uma sensação de segurança para si e para seus entes queridos. Não podemos prever o que vai acontecer no futuro.

Se está comprando um item caro como um laptop ou uma viagem ao exterior, não deve entrar na sua reserva financeira. Pode fazer mais sentido financiar a compra. E salvar a sua reserva para uma eventual necessidade.

Parcelas

Verifique sempre os termos e condições dos pagamentos parcelados. Em alguns casos, as parcelas têm juros zero ou taxas de juros razoáveis.  É bom aproveitar os pagamentos diferidos nestes casos, assim você pode gastar sem medo de contratempos financeiros.

Vantagens das parcelas

Se está comprando uma casa, pode ser melhor ir para parcelas. Se optar pelo pagamento à vista com parcelas baratas. Caso escolha as de grande valor, você pode ser capaz de suportar um pagamento fixo, ou mesmo se puder pagar, ele pode fazer uma enorme diferença em seu orçamento.

Muitas lojas de eletrodomésticos oferecem para vender eletrodomésticos e produtos eletrônicos em parcelas com juros de 0%. Vá para essas ofertas como compras, como sistemas de entretenimento doméstico, unidades de ar condicionado são de natureza consumista.

Ao invés de pagar antecipadamente e bagunçar o orçamento, é melhor seguir o caminho da prestação. Pagar em parcelas é melhor quando você está com um orçamento apertado. A divulgação das despesas ao longo de um período de tempo não impõe restrições ao fluxo de caixa.

Se você tem um uso produtivo para a grande quantidade de dinheiro, é melhor pagar em parcelas. Use o dinheiro para investimentos ou comprar algo que precise.

Desconto para pagamento adiantado em dinheiro

Você está recebendo um bom desconto para pagar adiantado? Se sim, então você deve pagar um montante fixo, especialmente se for uma despesa necessária. Um desconto de cerca de 5% ou mais é um bom motivo para pagar integralmente.

Vantagens do pagamento à vista

É melhor pagar à vista alguns casos. Se a taxa de juros das parcelas for muito alta e você poderá gastar uma quantia significativa de dinheiro na manutenção dos pagamentos.

Em alguns momentos, talvez seja melhor pagar uma quantia total pela depreciação de ativos.  Por exemplo, é mais em conta comprar móveis pagando uma quantia total, seu valor será depreciado e você não quer pagar juros sobre um empréstimo, certo?

As tendências de design de interiores mudam, a mobília envelhece e você não terá um grande valor de revenda por ela.  Outro exemplo é um carro. Em alguns casos, o carro não é necessário, mas um desejo ou um símbolo de status. Você não tem dinheiro suficiente para comprar o carro que você realmente quer.

Mas o custo de financiar um carro é caro. Além disso, a taxa de depreciação de um carro é alta. Pode ser melhor comprar um carro que é menos caro pagando um determinado montante fixo ou espere até poder comprar o carro dos seus sonhos pagando totalmente à vista.

Como fazer a escolha certa

Sabemos que nem sempre é fácil decidir débito ou crédito. Porém, existem certos cenários em que faz sentido fazer uma compra em prestações e alguns em que pagar à vista ou uma parte em dinheiro é a melhor opção.

Escolha débito ou crédito através de uma decisão racional, com base no que quer comprar, por que quer comprar e não esqueça de avaliar seu status financeiro e a situação financeira da sua família.

Lembre-se de colocar seu dinheiro em uso produtivo se estiver usando a abordagem parcelada e, tenha em mente suas despesas correntes, despesas futuras imediatas se usar a abordagem de pagamento integral. Pense antes de tomar uma decisão, avalie com calma e boas compras!

Ficou mais fácil escolher entre débito ou crédito? Se você quer ajuda para fazer escolhas mais inteligentes quando o assunto é dinheiro e negócios, aqui vai um convite: assista essa aula especial que transformará completamente a forma como você pode construir patrimônio e gerar a boa riqueza!

Equipe Edu Moreira

🔴 Curta também as redes sociais! 📷Instagram / 👍Facebook / 🎥 YouTube

Eduardo Moreira
Eduardo Moreira

Eleito um dos três melhores economistas do Brasil pela Revista Investidor Institucional, Eduardo Moreira foi apontado pela Universidade da Califórnia como o melhor aluno do Curso de Economia nos últimos 15 anos. Autor de diversos best-sellers, Eduardo foi o primeiro brasileiro a ser condecorado pela rainha Elizabeth II no Castelo de Windsor, em junho de 2012.

Saiba Mais
Deixe um comentário
Você também pode gostar
Brasil exporta Ipê ilegal a preço de compensado para EUA – Live com Alexandre Saraiva
+
Brasil exporta Ipê ilegal a preço de compensado para EUA – Live com Alexandre Saraiva Alexandre Saraiva é delegado e ex-superintendente da PF do Amazonas. Assista a live completa no YouTube. Equipe Edu Moreira
27 de abril de 2021
SEGREDO REVELADO sobre o plano do Bolsonaro!
+
SEGREDO REVELADO sobre o plano do Bolsonaro! Por trás do governo Bolsonaro há um grande e assombroso segredo, que vai impactar todas aquelas pessoas que lutam, pelo empreendedorismo, para correr atrás dos ...
10 de junho de 2021
Dívida: 5 dicas de como negociar
+
Dívida: 5 dicas de como negociar Ter uma dívida e não saber como negociar é uma realidade para muitos brasileiros. Em 2020, o número de endividados no país chegou ao maior patamar em 11 anos, ...
26 de julho de 2021