9 sugestões para colocar suas finanças em ordem

9 sugestões para colocar suas finanças em ordem

Como você está administrando seu dinheiro? Você está mantendo suas finanças em ordem? Quando se tem dinheiro guardado, é muito difícil manter tudo organizado. Sempre aparece um imprevisto e acontecem emergências.

Ou, por vezes, também nós optamos por gastar, seja em uma saída ou em compras. O que acaba bagunçando tudo.

Pois todos passam por isso, e é entendendo esse motivo que vamos aqui tratar sobre esse assunto e dar dicas valiosas para que você mantenha suas finanças em ordem.

A ideia é não passar por nenhum susto ou complicação  por causa da sua desorganização com as finanças. Vamos às dicas?

Faça sempre um balanço patrimonial

Um balanço patrimonial é fundamental para quem quer ter suas finanças sempre em ordem. Tenha sempre o controle dos seus ativos e dos seus passivos.

Essa é a primeira e mais importante dica para quem quer manter suas finanças em ordem, e a única maneira de organizar de vez sua vida financeira.

Fazendo isso todo ano você tem uma margem de gastos possíveis previstos para tempos à frente. É a melhor maneira de evitar imprevistos e poder desenvolver atividades que possam arrecadar mais lucros, visando ao controle e equilíbrio da dívida, mantendo tudo sob controle.

Faça um orçamento

Um orçamento é fundamental para quem tem que fazer um investimento mas não tem certeza se deve ou não. É a forma como você pode planejar bem os seus gastos, visando uma economia maior. Seja em qualquer modalidade de compra, um orçamento sempre vem ajudar.

Por isso, qualquer investimento ou compra, não hesite em colocar em um papel ou em uma planilha. É a forma com a qual você vai poder organizar o seu tempo de modo que todo investimento seja previsto, e o estrago seja o menor possível, amenizando os custos.

Quite as dívidas

A principal vilã de toda a nossa organização financeira é, sem dúvida, a dívida. Algumas delas temos dificuldades enormes para nos desfazer, seja pelo momento atual, seja por qualquer outro motivo. Fato é que quando ela se arrasta acaba atrapalhando bastante nossa vida financeira.

Portanto, o ideal é que você quite a sua dívida, por maior que seja. O parcelamento só vai fazer sangrar ainda mais o seu orçamento, e não vai ajudar em nada na sua organização. Quite o que deve, para que possa sobrar mais dinheiro no fim do mês.

Economize o máximo que puder

A economia anda de mãos dadas com a organização financeira. Quando você consegue economizar, vai ter mais dinheiro para controlar seus gastos e compromissos que não são adiáveis. A economia diz respeito ao máximo que você conseguir fazer, desde alimentos a vestuário.

O importante é ter disciplina o suficiente para que você controle os seus gastos e não saia por aí desperdiçando dinheiro. Deixe para gastar no que realmente importa e no que é útil.

E quando o fizer, busque as melhores condições e preços, para que o patrimônio não fique lesado.

Fuja de compras por impulso

É claro que sempre bate aquela vontade de comprar determinado produto porque está na promoção ou oferece bons benefícios. Essa é uma lógica equivocada e pode atrapalhar bastante a sua organização financeira, já que nem sempre, financeiramente, é um gasto viável.

Fuja dessa impulsão e passe a se perguntar sobre a real necessidade de comprar aquele produto. Procure entender o porquê de adquirir aquilo e se de fato ele vai caber no orçamento mensal. Em caso positivo, faça, mas lembre-se sempre de pensar com muito cuidado.

Escolha o banco certo

finanças em ordem 2

Determinados bancos oferecem mais vantagens do que outros, e você sabe disso. Por isso na hora de investir o seu dinheiro, procure saber detalhadamente sobre o banco que vai aderir e fazer o investimento. É uma forma de conseguir equilibrar as contas de maneira saudável.

Além dos custos e juros cobrados, você deve se atentar para os rendimentos que existem. Cada banco terá sua particularidade, e dentro deles, cada plano também terá as suas vantagens. Com uma boa pesquisa, você consegue fazer a melhor escolha, a depender da necessidade.

Organize bem os documentos

Todos os documentos são essenciais para um controle maior das finanças. Quanto mais organizado forem os seus documentos, maior controle você terá do fluxo de dinheiro. Por mais que pareça não ter ligações, os documentos podem ser muito úteis.

Alguns bancos costumam mudar planos sem consultar o cliente. Se você está de posse do contrato, perceberá que há algo errado. E é com esse contrato que conseguirá reverter a decisão, caso contrário terá sérias dificuldades para resolver esse problema específico, tendo muitas dores de cabeça no futuro.

Atente-se às compras do mercado

Mesmo parecendo banal as compras de mercado têm tudo a ver com o controle de nossas finanças. A grande quantidade de mercados oferece uma variedade de preços.

Ainda tem a variedade de produtos, o que dá ainda mais opções de economia. Pesquisar bem é sempre a melhor saída para cortar gastos.

Busque um consultor financeiro

Um consultor financeiro terá em mãos tudo o que você possui e poderá traçar um plano para que aquele bem não seja lesado ou você faça investimentos errados.

Com um trabalho de consultoria fica muito mais simples organizar a sua vida financeira, tendo maior qualidade nos métodos que serão aplicados.

E se você quer cuidar ainda mais das suas finanças, CLIQUE AQUI para conhecer o Sistema 3C da Construção de Riqueza!

Equipe Eduardo Moreira

Você também pode gostar

Deixe um comentário