Como resgatar o FGTS inativo

Como resgatar o FGTS inativo

Provavelmente você ouviu notícias falando sobre o resgaste do FGTS inativo, contudo, a maior parte das pessoas está confusa por não saber ao certo, ao que têm direito.

Lembrando que, para todo trabalhador registrado em carteira, o empregador é obrigado a depositar todos os meses o valor correspondente ao FGTS.

Saiba que o presidente Jair Bolsonaro assinou uma medida provisória para liberar saques de contas ativas e inativas, com previsão para setembro.

Se você ainda está em dúvida, veja agora tudo o que deve fazer para resgatar o FGTS de uma conta inativa, se você tem ou não direito ao saque e muito mais.

O que é FGTS

Antes de saber se você tem direito a resgatar o FGTS inativo, é melhor lembrar o que significa FGTS.

A sigla FGTS quer dizer Fundo de Garantia do Tempo de Serviço e seu principal objetivo é proteger o trabalhador quando demitido sem justa causa.

Depois de aberta uma conta na Caixa Econômica para esse fim, todos os meses, os empregadores depositam o equivalente a 8% do salário do empregado.

Além do trabalhador poder levantar esse valor no caso de demissão sem justa causa, é possível resgatar quando se aposenta ou usar para a compra da casa própria, por exemplo.

O que é FGTS inativo

O FGTS inativo é o fundo de garantia que foi depositado até o dia 31 de dezembro de 2015, que o contribuinte não sacou.

Acontece que, até mesmo devido ao tempo, muitas pessoas esquecem que tem esse valor depositado.

Se você é uma delas, basta dirigir-se até a uma agência da Caixa com sua carteira de trabalho e um documento de identificação.

Em 2017, o governo liberou o resgate dessas contas inativas. E agora, o presidente da República assinou um decreto liberando novamente o saque.

Para você entender melhor o que é uma conta inativa: é basicamente uma conta vinculada a um contrato de trabalho extinto.

Apesar de não receber depósitos mensalmente, é possível que tenha saldo na conta. E o trabalhador não sacou porque não se enquadrava nos termos exigidos para saque, por exemplo, quando se aposentasse.

Quem tem direito de sacar

Como já foi dito, tem direito a resgatar o FGTS inativo, todos aqueles que tinham um contrato de trabalho até 31 de dezembro de 2015 e o valor, por algum motivo, não foi sacado.

Por isso que é importante fazer uma consulta. Veja o passo a passo para consultar o FGTS:

  • Acesse o site da Caixa;
  • Informe o número do PIS/PASEP;
  • Crie uma senha.

Depois de criada a senha, basta ir na opção “Consulta FGTS” e você vai ter acesso ao extrato da sua conta, inclusive se já houve algum saque.

Se você preferir, pode fazer essa consulta em uma das agências da Caixa. Basta levar sua carteira de trabalho ou o número do PIS/PASEP e não se esqueça do documento de identificação.

Quando sacar o FGTS de uma conta ativa

Apesar do nosso foco ser das contas inativas, vale lembrar quando uma pessoa pode sacar seu FGTS:

  • Demissão sem justa causa;
  • Casos de doenças graves;
  • Comprar casa própria;
  • Liquidar, amortizar ou pagar prestações de financiamento habitacional;
  • Em caso de morte do trabalhador.

Como resgatar o FGTS inativo

Como resgatar FGTS inativo

Vale lembrar que inicialmente só será liberado o valor de R$ 500,00 por conta, que é o programa chamado “Saque Certo” e, no próximo dia 5 de agosto, a Caixa Econômica vai divulgar o calendário de pagamento e os canais para recebimento.

Mas é preciso se enquadrar naquele caso, que é ter uma conta inativa até o dia 31 de dezembro de 2015.

Tiramos como base os canais que foram utilizados da outra vez e acreditamos que devam ser os mesmos para esse resgate do FGTS inativo:

1. Agência da Caixa Econômica Federal

Para valores superiores a R$ 3 mil, basta apresentar o número do PIS e um documento de identidade, valendo também a carteira de trabalho.

Agora, se o valor a resgatar for mais do que R$ 10 mil, é exigida a apresentação da carteira de trabalho.

2. Casas Lotéricas

É possível sacar nas Casas Lotéricas valores até R$ 3 mil, mas é necessário apresentar carteira de trabalho e o Cartão Cidadão.

3. Caixas Eletrônicos da Caixa

Com o Cartão Cidadão, você pode sacar até R$ 1,5 mil. Lembrando que é necessário digitar a senha do cartão.

4. Correntista da Caixa

Para quem possui uma conta corrente ou poupança na Caixa, o crédito é feito automaticamente, só é preciso autorizar.

Apesar de ainda não ter sido divulgado o calendário para o resgate do FGTS inativo, essas são as formas de sacar o dinheiro.

O trabalhador também terá a opção, a partir de abril de 2020, de sacar um percentual do saldo do FGTS anualmente, que é chamado “Saque Aniversário”.

Nesse caso, o trabalhador continuará com o direito de receber o valor referente à multa rescisória e não recebe o saldo total.

E o trabalhador que optar por essa modalidade, poderá contar com linhas de crédito com taxas de juros mais atraentes.

Vale a pena sacar todo o valor?

Claro que vale, principalmente porque o rendimento do FGTS é muito baixo. E existem vários investimentos que possuem uma rentabilidade muito melhor.

Na verdade, você pode usar o dinheiro para qualquer finalidade, mas a nossa dica é, dependendo de quanto for receber e se está com problemas na sua vida financeira, procure eliminar suas dívidas.

E se esse não for o caso, busque por investimentos e faça o dinheiro trabalhar para você!

É fundamental que você faça uma consulta para saber se tem direito a resgatar o FGTS inativo.

Talvez você tenha perdido a oportunidade em 2017, e como o governo liberou o saque novamente, pode aproveitar e sacar o dinheiro da sua conta inativa.

Procure acompanhar os meios de comunicação para saber das últimas notícias, mas saiba que a partir do dia 5 de agosto, a Caixa Econômica vai divulgar o calendário de pagamento, as formas de receber o FGTS e as instruções caso o trabalhador opte pelo “Saque Aniversário”.

Você é uma das pessoas que podem sacar o FGTS inativo? Comente abaixo!

CLIQUE AQUI para baixar o Ebook Gratuito “Como evitar os 7 Pecados dos Investidores”!

Equipe Eduardo Moreira.

Você também pode gostar

Deixe um comentário