Fies: saiba como funciona o programa de financiamento estudantil do Governo Federal

Fies: saiba como funciona o programa de financiamento estudantil do Governo Federal

Muitas pessoas já ouviram falar, mas não sabem exatamente o que é, para que serve e como funciona este Programa do Governo e se pergunta: “Como participar do Fies”?

E é isso que iremos tratar neste artigo voltado para aqueles que querem cursar uma faculdade através de um Programa do Governo.

Fies: o que é?

O FiesFundo de Financiamento Estudantil – se trata de um programa desenvolvido pelo governo brasileiro com o intuito de proporcionar a estudantes cursos de graduação, ou seja, uma faculdade, que eles teriam dificuldade em pagar. Em suma, o Fies é uma forma de financiamento estudantil.

Ao que muitos acham, ele não é um sistema que concede bolsas de estudos. Na verdade é um “empréstimo” para que um indivíduo possa fazer sua faculdade, mas que terá que devolver ao governo a quantia emprestada após a conclusão da faculdade.

Criação do Fies

O Fies foi desenvolvido pelo Ministério da Educação (MEC) no ano de 1999. A intenção desta implementação, e proporcionar o acesso imediato ao curso de graduação a estudantes de baixa renda oferecendo assim, um acesso a faculdades privadas.

Para estudantes que não têm a possibilidade financeira de arcar com as mensalidades dos cursos de graduação o Fies pode ser uma excelente alternativa.

Quem pode ter acesso a este financiamento?

Os estudantes que querem cursar uma faculdade privada, o estudante precisa ter feito o Enem a partir de 2010, sendo que, sua pontuação deve ter sido de no mínimo 450 pontos e sua nota em redação maior do que zero. Fies: saiba como funciona o programa de financiamento estudantil do Governo Federal

deve estar matriculado em um curso de graduação privado, ou seja, pago e, Para participar do Fies, o estudante precisa estar matriculado em um curso de graduação presencial pago, cujo conceito obtido pelo Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) seja maior ou igual a três.

Além desses candidatos, os estudantes bolsistas (Prouni) também podem participar do programa e financiar 50% do valor da mensalidade do curso de graduação.

Todavia, esses estudantes não poderão participar de dois programas para cursos em universidades diferentes e o processo ocorre em um período determinado.

Sendo assim, os candidatos de todo o território nacional, sendo graduados ou não, poderão se inscrever no programa, tendo em vista que, as modalidades dependem diretamente unica e exclusivamente da renda familiar, uma vez que este programa serve para ajudar estudantes de baixa renda. Veja quais são elas:

Modalidades de financiamento

Fies

Uma modalidade de financiamento que atende os candidatos que apresentam baixa renda familiar per capita, ou seja, por pessoas que vai até de até três salários mínimos.

Quando aprovado, o estudante deverá pagar uma pequena taxa de coparticipação todos os meses durante o período estudantil do curso. Isso serve para estimular a frequência do candidato.

Quando concluir a graduação, a restituição do financiamento aos cofres públicos será feito por meio de parcelas mensais dependendo da situação financeira do graduado. O que é ótimo e não há cobrança de juros.

Fies: saiba como funciona o programa de financiamento estudantil do Governo Federal

P-Fies

Esta outra modalidade se dá para os estudantes que possuem renda familiar por pessoa que varia de 3 a 5 salários mínimos. Já as condições do financiamento são impostas dependendo do banco, que tem um papel de agente financeiro cedente de crédito.

Como faço para me inscrever para o Fies?

É muito fácil, siga o passo a passo:

Seleção

Primeiro Passo: o candidato deverá informar alguns de seus dados no Sistema de Seleção do Fies (FIES Seleção), como:

  • CPF;
  • Data de nascimento;
  • E-mail.

Segundo Passo: Quando terminar o pré-cadastro, um e-mail será enviado para a caixa de e-mail do candidato para que haja validação.

Depois que o e- mail for validado, o candidato terá que fornecer seus dados pessoais, o curso e a universidade para finalização de sua inscrição.

Inscrição no SisFies

Terceiro Passo: Será divulgação da pré-seleção no site do Fies o que deve ser acompanhado pelo candidato, e após isso, os candidatos selecionados deverão fazer a sua inscrição no SisFies.

Nesta etapa, o estudante terá que informar todos os seus dados do financiamento a ser contratado, tais como:

  • Fiador;
  • Renda;
  • Outros documentos solicitados.

Validando das informações novamente

Após a realização da inscrição no SisFIES, o candidato terá que ir até seu local de ensino, na faculdade que cursará o curso de graduação, para validar as informações cadastradas no sistema na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA).

Sem exceção, todas as instituições que participam deste programa do governo disponibilizam de uma unidade do CPSA, onde tratam dos assuntos relacionados ao Fies.

Ultima etapa: contratação do financiamento

Aqui, em no máximo 10 dias após todas as informações serem validadas, o candidato terá que ir a um agente financeiro público do Fies, sendo estes apenas a Caixa Econômica Federal ou o Banco do Brasil, juntamente com o seu fiador, e na agencia que escolher.

No banco, é que será visto as condições do financiamento e é importante que o fiador esteja apto a fazer esta transação de empréstimo.

Quanto ao P-Fies, o candidato deverá ir ao operador de crédito para apresentar a documentação solicitada e assim formalizar a contratação do financiamento.

Quem deseja participar dos Programas de financiamentos deve estar cientes das datas e prazos para cada etapa. Para isso, basta acessar o site do Fies.

As datas costumam ser lançadas junto com o edital, depois da divulgação dos resultados do Prouni.

Documentos são necessários para contratar o financiamento

Para concluir a contratação do financiamento na instituição financeira, o estudante deverá ter em mãos de todos os seus documentos como:

  • RG e CPF;
  • Comprovante de residência;
  • Documento de regularidade de inscrição (DRI).

Já no caso do fiador, deverá ter que apresentar sua documentação como:

  • RG e CPF;
  • Comprovante de residência;
  • Comprovante de rendimentos;
  • Certidão de casamento e documentos do cônjuge se for o caso, o nascimento.

Uma informação importante:

Não poderá ser fiador do estudante o cônjuge ou outros participantes do Fies.

Conte para nós: você participa ou já participou de algum programa estudantil do governo?

CLIQUE AQUI para conhecer o Sistema 3C da Construção de Riqueza!

Você também pode gostar

Deixe um comentário