Não sonhe – Planeje! Aprenda a dar realidade ao que deseja

Não sonhe – Planeje! Aprenda a dar realidade ao que deseja

É fácil se planejar financeiramente? Sim. Infelizmente, é raro o número de pessoas que conseguem realizar seus sonhos de forma concreta e sem se martirizarem todos os meses por não terem feito com antecedência um bom planejamento. Por isso, não sonhe – planeje!

Os planejamentos financeiros são feitos com o objetivo controlar seus gastos mensais e evitar que você pare de concretiza-los por causa de falta de verba. Quando você se planeja para uma viagem, uma festa que quer dar ou a faculdade do seu filho, você deve levar algumas coisas em consideração, inclusive os riscos.

Um bom planejamento fará com que você não interrompa o pagamento do seu carro, adie a viagem ou até mesmo tranque a faculdade do seu filho. Trágico, mas mais comum do que se imagina.

Todavia, temos o conhecimento de que o principal motivo das pessoas interromperem seus sonhos e de não se planejarem de forma devida é a falta de conhecimento e informação sobre como realizar esse planejamento.

É por isso que estamos aqui. Neste artigo encontrará alguns passos para poder começar a se planejar sobre aquilo que deseja. Não importa qual seja o seu sonho, o princípio é o mesmo.

Como me planejar financeiramente?

Trace objetivos

O primeiro passo antes de qualquer coisa é definir o que quer alcançar. Se você não tem foco não conseguirá chegar a nenhum lugar. Sendo assim, antes de tudo, defina o que você pretende realizar como objetivo — em termos financeiros — em curto, médio e longo prazo.

Agora que já definiu seus objetivos, trace as metas a serem alcançadas, ou seja, os pequenos passos que você terá que dar para conquistar o que foi definido como objetivo.

Uma coisa muito importante é que você estabeleça uma data para isso acontecer, caso contrário, sua meta não estará definida, tornando seu sonho longe de ser alcançado.

Além do mais, você desafia a sua mente a fazer tudo o que for preciso para concluí-lo no tempo determinado. Por tanto estabeleça uma data para atingir suas metas e alcançar seus objetivos.

Crie um orçamento

Agora você está dando vida ao seu projeto seja ele qual for. A compra de uma casa, de um carro ou realizar uma viagem exige que você monte um orçamento.

O orçamento é um controle financeiro onde estarão descritas todas as suas despesas e recebimentos (receitas) esperados em um determinado período, que, normalmente, é mensal. Para criar um orçamento, você deverá seguir estes passos:

  • Descrever como o seu dinheiro é gasto atualmente;
  • Criar uma lista de suas despesas mensais;
  • Criar uma categoria de despesas como gastos fixos ou variáveis
  • Listar todo o dinheiro que entra em sua casa.

Com esses dados em mãos você pode criar uma planilha eletrônica, onde você deverá elaborar o seu orçamento contendo as previsões para os meses seguintes, bem como o que foi efetivamente realizado no mês atual ao que você está.

Não sonhe – Planeje!

Controle gastos

Estamos tratando de como nos planejar financeiramente para atingir um objetivo material e não há como planejar esse assunto sem mencionar o controle de gastos. É muito importante que você saiba onde o seu dinheiro está sendo gasto e quais despesas são realmente importantes.

Não se trata de você não poder mais se divertir, sair com a família e amigos. A diferença é que agora e mais do que nunca tais despesas deverão ser incluídas em seu orçamento e controladas minuciosamente. Dessa forma, você saberá exatamente quais despesas é possível cortar ou reduzir.

Constitua uma reserva para contingências

Outro detalhe que é muito importante é que você construa uma reserva para suprir possíveis emergências ou de sua família. Sabemos que certas situações podem ocorrer e é recomendado estar sempre preparado para elas, sendo assim, criar um “caixa” para as emergências é bastante interessante.

É fundamental que você crie certa tranquilidade financeira para trabalhar e desenvolver os seus objetivos. Sendo assim, é de suma importância planejar um pequeno lastro de dinheiro para lhe atender em casos de necessidades.

Tenha disciplina

A disciplina é o principal fator das finanças controladas. Sendo assim, pessoas que são controladas e disciplinadas realmente veem bons resultados financeiros obtidos por meio do controle do seu dinheiro e dos gastos feitos.

Claro que, não queremos que você seja conhecido como uma pessoa sovina, mas, se você tiver todos os seus objetivos bem definidos, saberá o momento em que é possível gastar, ou quando é necessário ser disciplinado.

Como gastar menos

Através do seu planejamento financeiro e planilha de orçamento é possível analisar com o que você tem gasto o seu dinheiro. Se seu objetivo é comprar uma casa ou um carro, você deve renunciar a pequenos gastos rotineiros, por exemplo, almoçar fora todos os dias ou quase todos os dias.

Se você planeja em 24 meses trocar de carro e comprar um novo, e ainda sim continua a comer fora semanalmente, teremos uma situação como essa, por exemplo:

Você e uma família de quatro pessoas gastam em um almoço, juntos o valor mínimo de R$ 150,00, por vez. Suponhamos que a frequência que vocês saem para almoçar seja de duas vezes por semana.

Vamos calcular o quanto você pouparia em um prazo de 24 meses se você poupasse todo mês com o objetivo de comprar um carro novo: R$ 150,00 x 2 vezes na semana x 4 semanas = R$1.200,00

R$ 1200,00 x 24 meses de economia = R$28.000,00. Veja bem, você iria conseguir poupar em um curto prazo quase R$30.000,00 reais!

Não queremos que deixe de levar sua família para comer fora, não é isso. Este é apenas um exemplo de que os sacrifícios valem a pena se forem em prol de algo maior. Você não precisa deixar de comer fora, mas pode reduzir a frequência, o que já será uma grande economia.

Não tenha gastos desnecessários

Ainda sobre o cálculo acima fizemos uma boa análise de como você pode reduzir gastos desnecessários com sua família e com você mesmo. O ideal nesta hora é reunir todos os interessados e explicar para eles o quão importante será se todos colaborarem em uma economia e redução de gastos para algo bem maior e mais satisfatório.

Dentro daquele orçamento que criou defina quais gastos serão momentaneamente cortados ou reduzidos até que sua meta e objetivos sejam alcançados.  Os maus hábitos financeiros e pequenos gastos devem ser detectados e evitados.

Analise, você precisa comprar sapatos novos a cada mês? Há a possibilidade de cozinhar em casa e levar marmitas para o trabalho ao invés de almoçar no restaurante todos os dias?

Quais são as formas que você pode economizar? O que vale mais a pena para você: transporte público, aplicativos de mobilidade urbana ou ter um carro próprio? Organize-se e analise todos esses pontos.

Pague à vista

Se há verba você compra, caso não haja, então espere até que tenha. Deixar o cartão de crédito de lado durante este período é aconselhável e o óbvio a se fazer. O cartão de crédito é muito útil, mas neste momento é importante que você saiba que ele pode descontrolar suas finanças e desestabilizar sua planilha de orçamento.

Abra uma poupança para o seu sonho

Bem, agora que já passou pelas etapas de: objetivos, planejamento, orçamento e redução de gastos o que irá fazer com o dinheiro que consegue poupar a cada mês? Irá deixar em sua conta onde recebe o seu salário? Ou na conta conjunta com sua esposa, ou marido? Não.

Você deve abrir uma poupança exclusivamente para guardar o dinheiro mensal que está poupando. Assim, seus sonhos ficarão bem mais organizados e “protegidos”.  Outro detalhe, quanto mais você ver aquele valor crescer, mais metas construirá depois desta. Logo, você será tão bem sucedido e organizado que adotará um novo estilo de vida financeira.

Agora que você já conhece os 5 passos para realizar seus sonhos, coloque em prática e nos conte como foi a experiência. Lembre-se: não sonhe – planeje!

CLIQUE AQUI para baixar o Ebook GratuitoComo evitar os 7 Pecados dos Investidores“!

Equipe Eduardo Moreira

Você também pode gostar

Deixe um comentário