2 de dezembro de 2020

Quem pode financiar imóvel?

Quem pode financiar imóvel?

Financiar imóvel é o caminho mais procurado por quem quer realizar o sonho da casa própria. Afinal de contas, você pode parcelar em até 35 anos!

É um período longo e, com certeza, precisa de uma decisão muito bem tomada. Os bancos geralmente  oferecem um simulador para te ajudar nessa tomada de decisão.

O financiamento de um imóvel funciona assim: o interessado deve solicitar junto à instituição financeira um crédito imobiliário para financiar o imóvel. A quantidade de parcelas a serem pagas vai variar de financiamento para financiamento,  e pode chegar até 35 anos.

Pagar as parcelas em dia é de suma importância, para não correr o risco de perder seu imóvel, pois ele só será realmente seu após quitar toda a dívida.

Quem pode financiar imóvel?

Para financiar imóvel, você deve:

  • ter mais de 18 anos ou ser emancipado com 16 anos completos;
  • ser brasileiro ou possuir visto permanente;
  • ter cadastro sem restrições junto aos órgãos de proteção ao crédito;
  • possuir capacidade civil e de pagamento.

É fundamental que você possa comprovar a sua renda, que é a soma de todos os rendimentos dos integrantes da família que irão morar no imóvel. A regrinha básica é que o valor da parcela não pode ultrapassar 30% da renda mensal da sua família.

Exemplo: suponhamos que você queira financiar um imóvel no valor de R$ 300 mil, 80% financiado e com um prazo máximo de 35 anos.

De acordo com uma simulação em um banco, o valor de prestação será em torno de R$ 2.200 mensais e a renda mínima familiar deverá ser de aproximadamente R$ 8 mil.

Mas lembre-se, esses dados variam de acordo com cada situação. Esse é apenas um exemplo para você se basear.

Quais as exigências para financiar imóvel?

Para ser financiado, o imóvel precisa:

  • estar localizado no mesmo município do seu trabalho, nos municípios limítrofes ou integrantes da mesma região metropolitana; ou ainda no mesmo município onde você comprove residência há mais de um ano;
  • custar até R$ 3 milhões.

Quais os tipos de financiamento?

Além de poder financiar imóvel novo e usado, é possível também financiar a construção em um terreno, a aquisição de um terreno e até reforma.

Imóvel novo: esse financiamento é feito através do Sistema Financeiro de Habitação e você ainda pode usar o seu FGTS como parte do pagamento.

Mas para isso, é preciso ter, pelo menos, 3 anos com carteira assinada. Lembrando que a prestação não pode ser maior do que 30% da sua renda.

Imóvel usado: também é possível usar o FGTS e oferece até 35 anos para pagar o financiamento.

Construção em terreno próprio: disponível para clientes que já possuam a escritura definitiva do terreno.

Compra de terreno: financiamento para compra de terreno, desde que tenha toda a infraestrutura, como vias de acesso, energia elétrica, saneamento básico.

Reforma ou ampliação: voltado para o financiamento da obra ou serviços para a melhora ou aumento da área construída, mas é necessário ter a escritura definitiva.

Como funciona o pagamento do financiamento

Tomando como exemplo um financiamento em um grande banco, são disponibilizados dois sistemas para você pagar as prestações:

  1. Sistema de Amortização Constante – SAC: onde as parcelas diminuem ao longo do tempo.  Neste caso, os juros e o capital são calculados uma única vez e divididos para o pagamento em várias parcelas durante o prazo de quitação;
  2. Tabela Price: geralmente, as parcelas são pagas mensalmente em valores iguais, já com os juros embutidos.

Alguns especialistas dizem que é melhor sair do aluguel, mas outros não recomendam, em razão dos juros cobrados. Tudo vai depender do seu objetivo, que para muitos é ter a sua própria casa.

Como contratar um financiamento imobiliário

O primeiro passo de quem está pensando em financiar imóvel é fazer a simulação. Dessa forma, você vai ter uma noção do valor da prestação e se vai caber no seu bolso.

Depois de ter feito a simulação, basta se dirigir a uma das instituições financeiras que oferecem esse tipo de financiamento, levando toda a sua documentação, que é a seguinte:

  • Para Compradores Pessoa Física: documento oficial de identificação e comprovante de renda atualizado, emitido no máximo há 2 meses; comprovante de estado civil; comprovante de endereço.
  • Para quem quer usar o FGTS: última declaração do Imposto de Renda e recibo de entrega à Receita Federal; carteira de trabalho ou extrato de FGTS.

As instituições financeiras contam com uma equipe para avaliar o imóvel. E estando tudo certo, é o momento da assinatura do contrato. Dependendo do tipo de financiamento escolhido, você terá até 35 anos para pagar.

Dicas para agilizar a sua aprovação no financiamento

Tenha o nome limpo

Dificilmente você terá crédito aprovado se seu nome estiver em serviços de proteção de crédito, como o SERASA ou SPC.

Uma recomendação é procurar os seus credores e negociar o pagamento da dívida. Tente obter descontos nos juros e possibilidade de parcelamento.

Prepare a documentação

Junte todos os documentos necessários antes de dar entrada no processo de financiamento.  Confirme se não há nada vencido e se está com tudo em mãos.

Caso contrário, procure o cartório ou outros estabelecimentos para a regularização dos documentos.

Tenha um bom valor de entrada

A lógica é simples: quanto mais você der de entrada, menor será o valor do financiamento.

O mais recomendado é que você tenha pelo menos 30% do valor a ser pago pelo bem, financiando o restante em parcelas mais suaves.

Peça ajuda

Para ter tranquilidade durante o processo, peça ajuda de profissionais como contadores, advogados ou corretores imobiliários de confiança.

Eles poderão te ajudar nos trâmites, para que o processo corra bem.

Como investir de forma inteligente?

Quer se aprofundar nesse assunto e aprender mais para ter segurança na hora de investir? Assista à aula gratuita e exclusiva com Eduardo Moreira.

Ele revela todos os benefícios para você investir sem correr os riscos mais comuns e sem ter que gastar uma fortuna. Aprenda a dar os primeiros passos, os erros que você deve evitar, estratégias de investimento e muito mais!

Equipe Edu Moreira

🔴 Curta também as redes sociais! 📷Instagram / 👍Facebook / 🎥 YouTube

Eduardo Moreira
Eduardo Moreira

Eleito um dos três melhores economistas do Brasil pela Revista Investidor Institucional, Eduardo Moreira foi apontado pela Universidade da Califórnia como o melhor aluno do Curso de Economia nos últimos 15 anos. Autor de diversos best-sellers, Eduardo foi o primeiro brasileiro a ser condecorado pela rainha Elizabeth II no Castelo de Windsor, em junho de 2012.

Saiba Mais
Deixe um comentário
Você também pode gostar
Entenda o que é FIDC e como investir nesse tipo de fundo de investimento
+
Entenda o que é FIDC e como investir nesse tipo de fundo de investimento Os fundos de investimento são uma opção cada vez mais escolhida por pessoas que buscam um retorno mais agressivo. Mas nem todos os tipos de fundos são tão ...
19 de outubro de 2021
Brasil exporta Ipê ilegal a preço de compensado para EUA – Live com Alexandre Saraiva
+
Brasil exporta Ipê ilegal a preço de compensado para EUA – Live com Alexandre Saraiva Alexandre Saraiva é delegado e ex-superintendente da PF do Amazonas. Assista a live completa no YouTube. Equipe Edu Moreira
27 de abril de 2021