Vale a pena ter um plano de saúde odontológico?

Vale a pena ter um plano de saúde odontológico?

Um plano de saúde odontológico é um ótimo complemento para sua cobertura de seguro de saúde. Ele pode ajudar a manter seu sorriso e seu orçamento na melhor forma.

A maioria das pessoas que possuem um plano odontológico nos dias de hoje, o recebem através de benefício da empresa que trabalha. Alguns empregadores oferecem esse seguro para ajudar a atrair e reter funcionários.

Como o seguro odontológico não é escandalosamente caro, algumas empresas o pagam integralmente. No entanto, outras empresas pagam apenas uma parte.

Algumas pessoas compram um plano odontológico por conta própria. Se você seguir esse caminho, espere pagar mais porque o custo do plano não é subsidiado pelo seu empregador.

Vale a pena ter um plano odontológico?

Antes de assinar na linha pontilhada, você deve ler atentamente o seu plano para determinar o quanto está realmente coberto. Um plano é sempre um bom negócio de acordo com os cuidados que você tem com os seus dentes.

Se você deixa para procurar um dentista apenas quando já não aguenta mais aquela dor, prepare seu bolso para gastar um bom dinheiro de uma só vez.

Por outro lado, quando você opta por um plano odontológico, saiba que a sua contribuição mensal pode incluir todos os serviços ou quase todos os procedimentos, como por exemplo limpeza, restauração, canal e extração. Porém, o valor em média pode variar entre R$ 26,00 a R$ 105,00 por pessoa.

A maioria dos planos possui carência de 180 dias, porém esse prazo varia de plano para plano. Saber o tempo de carência antes de adquirir pode te livrar de futuras surpresas, o ideal é pesquisar muito ver qual o melhor se encaixa com o seu perfil, tanto em termo financeiro quanto de cobertura.

Com toda a certeza possuir um plano odontológico pode economizar o seu bolso na hora de procurar um dentista.

Coberturas de plano odontológico

As coberturas vão desde o tratamento de uma cárie, até cirurgias de pequeno porte. Porém, essas coberturas variam um pouco de plano para plano.

Procedimentos simples

São procedimentos de limpeza, manutenção geral e prevenção da saúde bucal. Eles incluem:

– Consulta inicial a um dentista da rede, para avaliação;

– Restaurações e tratamento de cáries;

– Aplicação de flúor;

– Remoção de tártaro;

– Profilaxia: polimento coronário.

Procedimentos de nível médio

São procedimentos que visam a correção de algum problema mais sério nos dentes, que não se limitam mais a uma simples manutenção. Entre eles estão:

– Curativos e suturas;

– Colagem de fragmentos;

– Periodontia, ou seja, tratamento e cirurgia da gengiva.

Vale a pena ter um plano de saúde odontológico?

Procedimentos complexos

Alguns procedimentos considerados complexos que entram na cobertura de planos odontológicos são:

– Endodontia: o temido tratamento de canal, em que o dentista abre o dente e retira a polpa dentária (“nervo”);

– Exodontia: extração de dentes;

– Cirurgias de pequeno porte, como frenectomia (remoção do freio labial ou lingual);

– Biópsias, ou seja, a remoção de tecido por meios cirúrgicos para posterior exame.

Radiografias

São previstos três tipos de radiografia no rol de procedimentos odontológicos da ANS. São eles:

– Radiografia periapical: para exame das coroas, raízes e ossos dos dentes;

– Radiografia oclusal: exame especial para acompanhamento do nascimento e crescimento dos dentes;

– Radiografia bite-wing: para observação do alinhamento entre as arcadas dentárias superior e inferior;

Além desses, outro tipo de radiografia comumente pertencente às coberturas de plano odontológico em geral é a radiografia panorâmica. Ela permite uma visualização ampla de todos os dentes da boca em uma mesma imagem.

Exames laboratoriais

Nem todos os planos odontológicos cobrem exames laboratoriais.

Alguns planos oferecem exames como testes de saliva (fluxo e pH salivar) e exames de diagnóstico anatomopatológicos.

Pronto-socorro

A maioria dos planos odontológicos abrange atendimento emergencial, mas não custa verificar antes para não sofrer depois.

Dicas para escolher um bom plano de saúde

Veja se a empresa tem registro na ANS

O plano precisa estar em dia com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) para funcionar. Para obter essa informação é só perguntar no plano que está sendo cotado o número do registro de autorização pela ANS, depois disso é só entrar no site e fazer a consulta de forma rápida.

Confira quais os procedimentos que o plano irá cobrir

Para uma boa pesquisa a fim de escolher o que se encaixa com o seu perfil e suas necessidades, entenda exatamente o que cada plano te oferece, para poder fazer uma comparação justa.

Pesquise o plano no Reclame Aqui

Ir até o site do Reclame Aqui e dá uma avaliada no perfil do plano que deseja não faz mal a ninguém. As avaliações vão te dizer se o plano realmente vale a pena. Fique atento a qualquer informação, principalmente de como é o serviço prestado aos seus clientes.

Você tem um plano odontológico? Utiliza com frequência?

Não esqueça: CLIQUE AQUI para conhecer o Programa Mente Rica!

Equipe Eduardo Moreira

Você também pode gostar

Deixe um comentário