Brasileiro está fazendo mais seguro de vida: vale mesmo a pena?

Brasileiro está fazendo mais seguro de vida: vale mesmo a pena?

Houve um crescimento considerável por seguro de vida no ano de 2018. Isso pode ser explicado pois as pessoas estão cada vez mais preocupadas com o seu futuro e de sua família.

Uma das principais finalidades dos seguros é promover a segurança da família, especialmente financeira, caso aconteça algum imprevisto com o provedor da casa.

Lembrando também que hoje existe uma modalidade, chamada de seguro de vida resgatável, onde você pode fazer o resgate, se achar necessário.

Mas será que vale mesmo a pena?  Veja uma visão geral de como funciona, qual é a cobertura e aí você decide se deve ou não fazer um.

O que é seguro de vida

Seguro de vida é um contrato feito entre você e uma seguradora com o objetivo de dar proteção financeira à sua família, no caso da sua falta.

Tudo vai depender do contrato, o qual pode ter várias coberturas. Veja algumas:

  • Morte
  • Invalidez por acidente
  • Invalidez permanente por doença
  • Invalidez laborativa permanente por doença
  • Doenças graves
  • Diária de internação hospitalar
  • Diária de incapacidade temporária
  • Desemprego
  • Perda de renda

Como funciona o seguro de vida

Então, você deve procurar uma seguradora para firmar o contrato. Na verdade, você compra uma apólice de seguro e determina quem será o beneficiário (ou beneficiários).

Você é quem define qual o valor que será segurado, o qual será pago pela seguradora caso aconteça algum sinistro estipulado no contrato.

Existem vários planos, como os de convênios de saúde. E quanto mais coberturas incluir, maior será a mensalidade.

Como você viu acima, existem várias coberturas. Por isso que é importante você avaliar cada uma delas a fim de contratar o seguro de vida que mais atenda às suas necessidades.

Por exemplo, se o local de seu trabalho é um ambiente de risco, vale a pena contratar um seguro que tenha a cobertura de invalidez.

Outro caso é que se na sua família tenha um histórico de pessoas com câncer, por exemplo, você deveria pensar em uma apólice que garantisse doenças graves.

Benefícios do seguro de vida

Listamos aqui os principais benefícios do seguro de vida:

1. Proteção financeira à família

Talvez esse seja a principal finalidade, que seria fornecer ajuda financeira em caso de falecimento do segurado.

E aqui é possível incluir outras coberturas: seguro educacional (cobrir custos com a educação), seguro habitacional (pagamento de parcelas de financiamento) e seguro prestamista (quitação de dívidas).

Brasileiro está fazendo mais seguro de vida: vale mesmo a pena?

2. Ter mais tranquilidade

Quando se contrata um seguro de vida, você ficaria muito mais tranquilo pois tem a certeza de que sua família não passará por dificuldades financeiras, em caso da sua falta.

3. Cobertura de doenças graves

Dependendo do seguro contratado, há a possibilidade da cobertura caso o seguro seja acometido por uma doença grave. Os tratamentos para determinados tipos de doenças são muito caros e desta forma, caso precise, o seu vai estar garantido.

4. Seguro de vida resgatável

Essa modalidade tem crescido bastante e segue os mesmos procedimentos de um seguro tradicional. A diferença é que é possível fazer o resgate total ou parcial, sem a obrigatoriedade de morte ou invalidez do segurado.

5. Reembolso de despesas médico-hospitalares

Dependendo do tipo do contrato, pode solicitar o reembolso em caso de despesas médicas, hospitalares e odontológicas.

Mas isso se o segurado estiver em tratamento. Um dos seus diferenciais é que você pode escolher o profissional que desejar, sendo necessário que o tratamento inicie a partir de 30 dias do incidente que está coberto pelo seguro.

6. Reembolso de diárias hospitalares

Você sabe como são extremamente caras as diárias durante uma internação hospitalar e o seguro cobriria todas essas despesas. Se informe, pois, dependendo do contrato firmado, há um limite de dias para obter o ressarcimento.

7. Isenção de Imposto de Renda

Você sabia que não é preciso pagar Imposto de Renda de seguro de vida? Então, no momento do pagamento do seguro, não há a incidência do imposto.

Vale a pena fazer um seguro de vida

Você viu alguns dos benefícios de se contratar um seguro e não se baseia apenas na indenização no caso de morte ou invalidez. Pode ser contratado para muitas outras finalidades.

A primeira coisa que você tem que ter em mente é que seguro de vida não é um investimento e sim uma proteção financeira caso alguma coisa aconteça com o provedor da família.

Pode ser considerado um investimento se você pensar na garantia que terá caso seja preciso ser utilizado, como é o caso de invalidez permanente e você fica sem o seu salário.

Acontece que os brasileiros estão mudando o pensamento sobre os seguros, principalmente porque estão vivendo mais.

Além disso, a maioria das pessoas que procuram por um seguro de vida é para que sua família não fique desassistida caso ocorra uma morte, uma doença grave ou um acidente, por exemplo.

Conclusão

No último ano, houve um aumento de cerca de 10% pela procura por seguro de vida, principalmente porque o brasileiro está mais preocupado em deixar sua família amparada financeiramente.

Também cresceu a demanda por seguros com outras coberturas, por exemplo, para doenças graves. O importante é que avalie quais são as suas necessidades e escolha um que irá lhe atender da melhor forma.

 Você tem ou já pensou em fazer um seguro de vida? Comente!

CLIQUE AQUI para conhecer o Sistema 3C da Construção de Riqueza!

Equipe Eduardo Moreira.

Você também pode gostar

Deixe um comentário