Sua vida condiz com sua realidade financeira?

Sua vida condiz com sua realidade financeira?

Seu estilo de vida nada mais é, do que escolhas que você faz. Sua vida está condizendo com a sua realidade financeira?

Viver consciente de acordo com o nosso padrão de vida faz toda a diferença, pois somos responsáveis pelas nossas decisões.

Existem dois grupos de pessoas: as que vivem além da sua realidade financeira e, as que vivem dentro. Mas como identificar?

Sinais que você não está vivendo sua realidade financeira

Viver além da sua realidade financeira é muito fácil, principalmente porque estamos em mundo que o cartão de crédito é norma.

Sinais que você está vivendo um estilo de vida que simplesmente não pode pagar, confira abaixo:

Você deixa o medo ditar seus gastos

Todos nós sabemos o quão terrível é ficar de fora de eventos sociais devido a restrições financeiras, mas não deixe o medo de perder a socialização ditar seus gastos.

Reveja seus motivos para gastar e, encontre maneiras mais baratas de conseguir tempo de qualidade com seus amigos.

Você está pagando apenas uma parcela do cartão de crédito

Não é incomum usar um cartão de crédito como principal método de pagamento. Se tornou um modo de vida para muitos fazer compras utilizando o cartão, que já não carregam dinheiro em suas carteiras.

Mas se você já carrega um saldo do mês anterior, com certeza está gastando mais do que a sua realidade financeira permite.

Sua vida condiz com sua realidade financeira?

Você não consegue economizar nem 5%

Se você não conseguir economizar pelo menos 5%, mesmo quando já estiver quitado as dívidas, isso pode ser um sinal de que esteja vivendo além de seus recursos.

Se não está conseguindo economizar, provavelmente está gastando com itens de que não precisa. Corte uma ida ao cinema, um almoço fora já será o começo.

Você está utilizando o cheque especial

O cheque especial é outro sinal de que você está gastando o dinheiro que você literalmente não tem.

Sua pontuação de crédito é baixa

Existem vários fatores que entram em sua pontuação de crédito, alguns dos quais carregam mais peso do que outros.

Os dois maiores, no entanto, são seu histórico de pagamento, que fala sobre sua capacidade de pagar suas contas em dia e sua utilização de crédito, que é a medida em que você está usando seu crédito disponível.

Se você está vivendo além de seus recursos e gastando demais, é menos provável que você pague suas contas em tempo hábil.

Dicas: começar a viver de acordo com a sua realidade financeira

Para viver de acordo com os seus ganhos e construir melhores hábitos de gastos, sigas estas dicas:

Comece por criar um orçamento

Fazer um orçamento significa simplesmente examinar suas receitas e despesas, a fim de determinar exatamente quanto dinheiro você tem e onde você está gastando.

Uma vez que você tenha uma compreensão clara do seu orçamento atual, que receita está recebendo e de que despesas você é responsável, dê uma olhada mais de perto e encontre lugares onde você pode gastar menos.

Identifique desejos e necessidades

Uma maneira eficaz de simplificar um orçamento é identificar seus gastos arbitrários x os gastos essenciais (necessidades).

Reconhecer a diferença entre desejos e necessidades pode ajudá-lo a entender melhor quais gastos são necessários e em quais categorias você pode economizar.

O primeiro passo é analisar seus gastos e reduzir as compras não essenciais. Isso pode fazer uma diferença significativa no seu orçamento anual ao liberar fundos para serem salvos ou usados ​​em outro lugar.

Gaste menos dinheiro do que você recebe

Depois de saber o quanto você ganha, você pode se concentrar em reduzir seus gastos para se adequar à sua renda.

Se você já tentou o orçamento e não funcionou, tente novamente. Às vezes, você só precisa fazer algumas pequenas alterações no orçamento para que ele funcione.

Pare de confiar em cartões de crédito

Quando você planeja seu orçamento, descarte completamente os cartões de crédito como forma de fazer face às despesas.

Os cartões de crédito não são confiáveis ​​porque sua empresa de cartão de crédito pode diminuir seu limite de crédito, ou até mesmo fechar o seu cartão a qualquer momento, sem aviso prévio, todo cuidado é pouco.

Economize para compras em vez de colocar a crédito

As pessoas costumam usar cartões de crédito para grandes compras que não podem pagar. Ponha de lado um pouco de dinheiro todo mês até economizar o suficiente para comprá-lo imediatamente. Se você não puder se dar ao luxo de economizar para a compra, então não poderá comprá-lo.

Consiga uma reserva financeira

Ter economias dedicadas a emergências impedirá que você recorra à cartões de crédito sempre que tiver uma emergência financeira.  Uma reserva financeira de três a seis meses de despesas de vida é o ideal, mas começar.

E a sua vida condiz com a sua realidade financeira? Comente abaixo!

CLIQUE AQUI para conhecer o Sistema 3C da Construção de Riqueza!

Você também pode gostar

Deixe um comentário