4 de maio de 2022

Como definir objetivos antes de investir? 5 passos para seguir!

Como definir objetivos antes de investir? 5 passos para seguir!

Você deseja trocar de carro? Quer sair do apartamento alugado para uma casa própria? Espera pagar uma faculdade particular para os filhos?

Todos nós precisamos de dinheiro para viver uma vida digna e alcançar nossos sonhos. Mas nem todos sabemos como definir objetivos para investir de maneira realista e rentável. Se você precisa de ajuda nas finanças das suas metas, esse texto é para você!

Como definir objetivos antes de investir? 5 passos simples para te ajudar!

1º passo – Entenda quais são suas prioridades

Antes de sequer pensar em como definir objetivos, é importante entender primeiro quais são as metas no seu radar. É claro que nossos desejos e prioridades mudam com o tempo, mas existem alguns objetivos que acreditamos que todos devemos ter, como uma reserva de emergências e uma aposentadoria.

Além disso, depende de você entender quais são os objetivos que melhor se encaixam na sua vida atual.

Ao longo desse texto, vamos imaginar que você já possui um fundo de emergência e tem como prioridades:

  • viajar para Londres em até 2 anos, ou seja, meta de curto prazo;
  • comprar uma casa em até 5 anos, ou seja, meta de médio prazo;
  • se aposentar daqui a 25 anos, ou seja, meta de longo prazo.

2º passo – Calcule os gastos necessários para alcançar objetivos

Com suas prioridades definidas, é o momento de entender quais serão seus objetivos financeiros. Isso porque, além de prazos, é necessário entender quais são os gastos que envolvem essa meta.

No exemplo da compra de uma casa, qual o valor do imóvel? Você quer pagar à vista ou dar uma entrada? Quais são os gastos com o corretor de imóveis e documentação?

Ou seja, enquanto comprar uma casa é um sonho, economizar R$ 250 mil para comprar uma casa à vista em até 5 anos é um objetivo definido.

3º passo – Analise seu orçamento considerando gastos atuais e objetivos futuros

Após definir todos os seus objetivos, chegamos na etapa mais difícil do processo: encaixá-los no seu orçamento atual. O ideal é que todos os objetivos definidos se encaixem simultaneamente nas finanças para evitar priorizar gastos mais “divertidos”, como a viagem e a casa ao invés da aposentadoria.

Entretanto, sabemos que nem sempre é possível economizar grandes quantias de dinheiro, por isso podem ser necessárias adaptações na rotina financeira, como:

  • cortar objetivos para seguir apenas com as metas necessárias ou prioritárias;
  • aumentar a entrada de dinheiro com negociações de aumentos salariais ou buscar rendas extras;
  • estender os prazos dos objetivos para melhor se acomodar no orçamento atual;
  • reduzir o valor dos objetivos financeiros.

Mas também existe outro ponto a ser considerado antes de deixar seus objetivos de lado, que são os investimentos.

Leia também: Carteira de investimentos: 5 dicas para diversificar seus ganhos

4º passo – Comece a investir

Logo no início do texto, nós afirmamos que um dos objetivos era comprar uma casa de R$ 250 mil a vista em até 5 anos. Mas o que muitos deixam de considerar é que com a ajuda dos juros compostos dos bons investimentos, você pode alcançar esse objetivo de uma forma mais rápida do que se apenas acumulasse o dinheiro em um mau investimento.

como definir objetivos

De acordo com o simulador de investimentos da Nubank, é possível ter R$ 250 mil em 5 anos ao investir R$3.100,00 por mês, durante 60 meses. Em valores brutos, você estaria aplicando R$ 186 mil mas aplicados em CDBs,ou LCs – que são exemplos investimentos de renda fixa com boa rentabilidade e segurança do FGC – você acumularia os R$ 250 mil

Leia também: Investimentos para iniciantes: tudo que você precisa saber para começar a maximizar suas economias

Ou seja, os objetivos são mais fáceis de serem alcançados se tiverem os investimentos como aliados. Entretanto, antes de realizar qualquer aplicação, é preciso definir seu perfil de investidor. Ou seja, saber se você é mais conservador ou arrojado ao lidar com o dinheiro.

Quais são os perfis de investidor?

O perfil traz as características e atitudes do investidor quando o assunto é dinheiro. O questionário costuma ser aplicado quando entramos em uma corretora de valores ou em um banco.

Neste caso, o investidor iniciante deve responder a questões como: idade, renda mensal, tolerância ao risco, objetivos e experiência no mercado financeiro, entre outros pontos.

O resultado trará, basicamente, 3 perfis de investidores:

Conservador

Nesse caso, o investidor não gosta de correr riscos e, por conta disso, prefere investimentos mais conservadores, como a poupança. Esse perfil prioriza sempre aplicações que tenham mais segurança.

Moderado

O investidor moderado também gosta de segurança, mas é aberto às aplicações que sejam um pouco mais arriscadas. Por isso, esse investidor tende a diversificar seus investimentos, optando por investir a maior parte em aplicações seguras e outras com um pouco mais de risco.

Agressivo

O investidor agressivo é aquele que não tem medo de lidar com dinheiro. Ele entende dos riscos, mas não tem medo de perder, quando o assunto é investir e ganhar.

Nesse caso, esse investidor prioriza a rentabilidade maior, mesmo que isso significa correr maiores riscos. Com mais experiência, o perfil agressivo tende a investir em ações e outras opções de renda variável.

5º passo – Não deixe o conhecimento de lado

Outro valioso ajudante em como definir objetivos financeiros e alcançá-los é o conhecimento. Com ele, você conseguirá planejar melhor e entender quais são os melhores investimentos para transformar seus sonhos em realidade.

Agora que você já sabe como definir objetivos, que tal aprender mais sobre investimentos? Assista essa aula gratuita em que o Eduardo Moreira ensina como construir, aumentar e preservar patrimônio em qualquer cenário econômico.

Equipe Edu Moreira

🔴 Curta também as redes sociais! 📷Instagram / 👍Facebook / 🎥 YouTube

Eduardo Moreira
Eduardo Moreira

Eleito um dos três melhores economistas do Brasil pela Revista Investidor Institucional, Eduardo Moreira foi apontado pela Universidade da Califórnia como o melhor aluno do Curso de Economia nos últimos 15 anos. Autor de diversos best-sellers, Eduardo foi o primeiro brasileiro a ser condecorado pela rainha Elizabeth II no Castelo de Windsor, em junho de 2012.

Saiba Mais
Você também pode gostar
Início de ano: principais contas e como se organizar para pagar
+
Início de ano: principais contas e como se organizar para pagar O início de ano é amado por uns e odiado por outros. Enquanto algumas pessoas se empolgam com todas as possibilidades que o virar do ano oferece, outras se ...
20 de dezembro de 2021
Análise técnica de ações: como fazer
+
Análise técnica de ações: como fazer Fazer Análise Técnica de Ações é imprescindível para quem investe. Quando buscamos um imóvel, sabemos que a localização é tudo. O preço de uma roupa em ...
10 de dezembro de 2021
BDR: o que é? Qual a alíquota do IR? Como investir?
+
BDR: o que é? Qual a alíquota do IR? Como investir? Você tem vontade de investir em grandes empresas do exterior, como Netflix, Microsoft, Disney e Amazon? Se a resposta é sim, chegou a hora de você conhecer os ...
28 de dezembro de 2021