O que é um orçamento inteligente e como fazer o seu

O que é um orçamento inteligente e como fazer o seu

Fazer um orçamento inteligente é tudo o que você precisa para ter uma vida financeira tranquila e um dos primeiros passos para você atingir todos os seus objetivos.

Não pense que é um bicho de sete cabeças, é muito simples e com certeza vai te ajudar muito a ter um maior controle de todas as suas finanças.

Mas se você não faz a menor ideia de como fazer o seu, basta dar uma olhada no passo a passo que preparamos para você.

O que é um orçamento inteligente

O orçamento inteligente nada mais é do que um planejamento financeiro muito mais elaborado, onde você vai registrar todos os seus gastos.

E isso é que vai te dar um norte quanto a melhor maneira de usar o seu dinheiro.

Qualquer pessoa, mesmo aquela com uma renda mais baixa, deve ter um orçamento inteligente. Por quê?

Para que possa gerir de uma maneira inteligente as suas finanças, pensar em estratégias para ter uma vida financeira estável e, principalmente, economizar e investir.

Você já tem, pelo menos, um planejamento financeiro? Você sabe realmente para onde o seu dinheiro está indo?

Se eu fosse você, não perderia mais tempo e começaria hoje mesmo.

Aprenda a como fazer um orçamento inteligente

Para você fazer o seu orçamento inteligente é só seguir o passo a passo abaixo:

1. Montar um planejamento financeiro

O primeiro passo é você montar um planejamento financeiro, onde vai registrar todos os seus gastos.

É praticamente impossível você conseguir ter um controle das suas finanças se não souber onde está gastando o seu dinheiro.

Você pode fazer isso em um caderno, em uma planilha no computador ou baixar um app de planilha de gastos.

2. O que colocar na planilha de gastos

Você deve colocar todas as suas despesas e receitas. Veja como fazer:

  • Anote todos os seus gastos fixos: aluguel, financiamento de imóvel, contas de casa, mensalidade escolar, plano de saúde, etc.
  • Registre despesas eventuais: remédios, presentes, lazer, etc.

É importante também você não se esquecer de colocar na sua planilha todos os gastos diários, assim como suas dívidas, por exemplo com cartão de crédito e cheque especial.

Depois é só comparar com as suas receitas. É a melhor maneira de você ter a noção real para onde está indo o seu dinheiro.

3. Analisando a sua planilha

Você conseguiu ver onde pode estar gastando mais? É bem provável que tenha levado um susto com tantos gastos supérfluos.

A ideia aqui é você “enxugar” o seu orçamento, com o objetivo de fazer sobrar dinheiro no fim do mês. Reveja suas contas e avalie como pode reduzi-las, tanto as suas despesas fixas como as eventuais.

É claro que alguns itens são mais difíceis, como o aluguel ou a prestação de um financiamento, mas outros isso é possível. Por exemplo, diminuir a conta de gás, o plano de celular, não ir com tanta frequência a restaurantes, entre outras coisas.

4. Trace metas

Quais são seus sonhos? É comprar uma casa própria? Realizar uma viagem ou trocar de carro? Não importa qual seja. O importante é você traçar metas para conquistar esses sonhos.

E essa é a base do orçamento inteligente: que é você ajustar as suas contas para alcançar as suas metas. A dica aqui é começar com metas de curto prazo e, aos poucos, ir inserindo outras a médio e longo prazo.

Isso ajuda porque a partir do momento que você for alcançando suas metas de curto prazo, te motiva a seguir em frente.

O que é um orçamento inteligente e como fazer o seu

5. Refaça o seu planejamento financeiro

Então, com base nas suas metas, é a hora de refazer o seu planejamento financeiro.

Vale lembrar aqui também que caso você tenha alguma dívida, o melhor a fazer é se livrar delas o mais rápido possível, seja tentando uma renegociação com seus credores ou trocando essa dívida por uma menor por meio de empréstimo pessoal.

6. Separe uma parte do dinheiro para reserva de emergência

No momento de você refazer o seu orçamento inteligente, não se esqueça de separar uma parte da sua receita para fazer uma reserva de emergência.

Você precisa estar resguardado financeiramente caso aconteça algum imprevisto ou emergência.

Os especialistas recomendam que o valor dessa reserva de emergência deve corresponder a seis meses das suas despesas.

7. Busque investir seu dinheiro

Não tem como, nos dias de hoje, deixar o dinheiro embaixo do colchão. Por isso que você deve buscar investir seu dinheiro, mesmo que sobre pouco no final do mês.

Acontece que a maioria das pessoas têm uma ideia errada sobre investimentos, e acham que só vale para quem tem muito dinheiro.

Mas saiba que hoje é possível fazer o dinheiro trabalhar para você mesmo com pouco. É o caso, por exemplo, do Tesouro Direto que com 30 reais, você já pode investir.

Conclusão

Você acabou de ver que é muito fácil fazer um orçamento inteligente e caso você já tenha o costume de registrar todos os seus gastos, é meio caminho andado.

E tenha em mente a importância de você estar sempre revendo o seu planejamento e ajustá-lo para que suas metas sejam atingidas.

O que importa aqui é que você assuma o controle da sua vida financeira, caso contrário fica bem mais difícil a conquista dos seus sonhos. Mas com esse passo a passo, você tem tudo para ter esse controle, só depende de você!

Qual é sua maior dificuldade em montar um orçamento inteligente? Comente abaixo!

CLIQUE AQUI para conhecer o Sistema 3C da Construção de Riqueza!

Equipe Eduardo Moreira.

Você também pode gostar

Deixe um comentário