Como se proteger dos riscos ao investir

Como se proteger dos riscos ao investir

A primeira coisa que vem à cabeça quando se pensa em investir são os riscos envolvidos, principalmente porque existe o medo de perder todo o dinheiro aplicado. Nada melhor do que você buscar o máximo de informações sobre os investimentos e saber quais são os mais arriscados ou não.

Também vai depender do seu perfil, pois alguns investidores têm o perfil mais conservador e outros mais arrojado. Então, se você está começando agora, separamos algumas dicas para você se proteger, de forma que tenha a maior segurança possível.

O que são os riscos 

É importante saber que no mercado financeiro, quanto melhor o rendimento, mais riscos tem aquele investimento. Isso é um fato. O risco nada mais é do que ter um retorno não esperado e a maior probabilidade de você perder dinheiro.

Por isso, é necessário conhecer bem todos os tipos de investimentos e optar por aquele que tenha mais a ver com o seu perfil de investidor. Por que é essencial saber qual o seu perfil? Porque você poderá investir em algo mais assertivo, conforme o seu perfil.

É possível fazer testes para identificar o seu perfil, basta preencher um questionário ou adequar suas características e será mais fácil escolher o investimento mais alinhado com seus objetivos.

Conheça todos os tipos de riscos

Antes de saber como se proteger dos riscos, vale a pena conhecer quais os tipos de riscos mais frequentes:

1. Risco de liquidez

É querer vender uma ação e não encontrar alguém que compre, por exemplo. Ou seja, precisar daquele dinheiro de imediato e não poder ter. Os títulos do Tesouro Direto Selic possuem alta liquidez e podem ser vendidos a qualquer momento.

2. Risco diversificável

É quando um determinado investimento não tem a rentabilidade desejada, comparando com outros investimentos similares. Um exemplo para entender melhor: vamos supor que uma pessoa comprou várias ações da Petrobrás porque naquele momento estavam muito valorizadas. Só que ocorreu uma mudança no mercado e elas caíram.

Como se proteger dos riscos ao investir

3. Risco de mercado

O risco de mercado, como o próprio nome diz, está relacionado à economia do país como aumento do dólar, inflação, queda nas exportações etc. É algo que envolve o mercado como um todo e não um investimento específico.

4. Risco de crédito

O risco de crédito significa quando o investidor não recebe o valor do rendimento acordado. Isso pode ocorrer por uma série de motivos, como a falência de uma instituição financeira.

5. Risco legal

Está relacionado a leis. Vamos imaginar que um investidor aplicou em um fundo de investimentos que na época estava regulamentado por uma determinada lei. Só que uma outra lei foi instituída e agora o seu investimento está atrelado a ela. Ou ele continua e se adequa às novas regras ou procura outro investimento.

6. Risco operacional

Na verdade, o risco operacional acontece quando há algum problema no sistema ou até mesmo falha humana. Apesar de ser um pouco mais difícil, pode ocorrer.

Como se proteger dos riscos ao investir

Se você está iniciando nesse mundo de investimentos, é importante estar bem protegido, a fim de evitar perdas financeiras. Veja agora como se proteger:

Diversificar sua carteira de investimentos:

Não aplique o seu dinheiro em apenas um investimento e sim o máximo que puder. Assim, se acontecer um problema com um deles, os outros estarão resguardados.

Investir em uma empresa sólida:

Busque informações sobre a empresa e opte por aquela que tem uma boa reputação no mercado.

Opte por investimentos que têm a garantia do FGC:

O Fundo Garantidor de Crédito é uma entidade sem fins lucrativos que protege até R$250 mil da sua aplicação, caso haja intervenção na instituição financeira ou seja decretada a falência.

Fazer um acompanhamento constante:

É importante que se faça um acompanhamento de todos os seus investimentos e caso perceba que algum não oferece o rendimento desejado, é o momento de diversificar.

Como viu, existem várias formas de se proteger dos riscos ao investir. Por isso, vale a pena repetir: conheça o seu perfil de investidor e escolha um investimento mais adequado a ele.

Qual é a importância de definir o perfil do investidor

A partir do momento que você conhece qual o seu perfil do investidor, vai ajudar o investidor iniciante a ter uma noção real até onde pode suportar determinados riscos.

Talvez, o perfil seja mais conservador, onde vai buscar por investimentos mais seguros, mesmo que a rentabilidade seja menor. Por outro lado, se for mais arrojado e é mais tolerante às variações, busque por investimentos mais arriscados.

Independente do perfil, todo investidor deve buscar o máximo de informações sobre todos os tipos de investimentos e quanto mais diversificar sua carteira, melhor. Muitas pessoas acabam não investindo o seu dinheiro por conta dos riscos e, principalmente, porque não querem perder dinheiro.

Mesmo que esteja começando agora, saiba que tem como se proteger. Tenha em mente de elaborar um planejamento financeiro, de forma que sobre para que consiga investir.

Você já passou por algum destes riscos ao investir? Conte para nós!

CLIQUE AQUI para baixar o Ebook Gratuito “Como evitar os 7 Pecados dos Investidores”!

Equipe Eduardo Moreira.

Você também pode gostar

Deixe um comentário