Os principais tipos de investimento em Renda Fixa

Os principais tipos de investimento em Renda Fixa

Você está pensando em investir, mas não faz a mínima ideia do que seja renda fixa? A grande questão aqui é que a maioria das pessoas só pensam na caderneta de poupança, mas desconhecem que existem outros investimentos que também são super seguros.

E é bem provável que continuem na poupança, justamente pela falta de conhecimento. Foi por isso que resolvemos preparar esse artigo para você, que tem dúvidas, não sabe o que significa e nem como funcionam os investimentos em renda fixa.

O que é renda fixa

Então, renda fixa nada mais é do que um investimento onde você sabe qual será o seu lucro, independentemente de qual for o investimento. E não sei se você sabe, mas a caderneta de poupança também se enquadra nesse tipo de investimento.

Geralmente, quem procura por esse tipo de investimento é aquela pessoa com um perfil mais conservador, ou seja, ao mesmo tempo que desejam um bom retorno, querem ter toda segurança possível.

Como investir em renda fixa

Então, você terá que procurar um banco ou uma corretora de valores, pois são eles que disponibilizam os investimentos em renda fixa.

Na verdade, as corretoras possuem uma maior diversidade, funcionando como uma intermediária.

Mas lembrando que, o Tesouro Direto, como é um título emitido pelo Governo Federal, você pode negociar diretamente no site. Mesmo assim, ainda é preciso que você abra uma conta em uma corretora ou em um banco.

Como é a classificação dos investimentos em renda fixa

Antes de te falar sobre os tipos de investimentos em renda fixa, é melhor você entender como que se classificam:

1.Pré-Fixados

Como o próprio nome diz, você já sabe qual será o seu lucro quando contratar. Um exemplo são as LCI- Letras de Crédito Imobiliário -, onde você sabe quanto vai receber no momento do resgate.

2. Pós-Fixados

Já no investimento pós-fixado, você só saberá de quanto será o seu rendimento no final do período da aplicação. É possível até fazer algumas simulações. Assim, você tem uma ideia aproximada do valor.

Esses investimentos pós-fixados são influenciados por alguns índices: CDI, taxa Selic ou IPCA. E como esses índices são variáveis, não tem como prever o valor exato do seu rendimento.

Conheça os tipos de investimentos em renda fixa

Agora que você já sabe o que é renda fixa e sua classificação, é a hora de conhecer os tipos de investimento em renda fixa que existem:

CDB – Certificado de Depósito Bancário

O CDB pode ser pré e pós-fixado. Funciona mais ou menos assim: o banco emite um título, você compra esse título e no final da aplicação, recebe os juros.É como se você estivesse emprestando dinheiro ao banco e ele usa isso para emprestar para outros clientes ou outras ações.

Não precisa se preocupar porque é muito seguro, pois o investimento tem a garantia do Fundo Garantidor de Crédito, o FGC. O que é isso?

No caso de acontecer algum problema com o banco, como por exemplo, uma falência, o FGC garante a você o valor de até 250 mil reais por CPF. E assim, você recebe o dinheiro que investiu.

LCI – Letra de Crédito Imobiliário e LCA – Letra de Crédito do Agronegócio

Nesse caso, o banco utiliza o dinheiro para disponibilizar empréstimos ou para o setor imobiliário ou o agronegócio. Também têm a garantia do FGC, onde a diferença para o CBD, é que não é preciso declarar no Imposto de Renda.

Tesouro Direto

No CDB, você estaria como que emprestando dinheiro para o banco e no Tesouro Direto, o empréstimo seria para o Governo Federal. O Governo pega o dinheiro para arcar com contas públicas ou mesmo financiar alguns projetos.

É muito seguro e com apenas 30 reais, você já pode investir. O Tesouro Direto está atrelado à taxa Selic e se por um acaso, você quiser resgatar antes, não vai perder o seu dinheiro.

investimento em Renda Fixa

LA – Letra Financeira

A questão da LA é que o investimento inicial é um pouco mais alto, em torno de 150 mil reais e o prazo mínimo de aplicação é de 2 anos.

Tenha em mente que não vai poder resgatar antes dos 2 anos. Assim, se você busca por uma maior liquidez, talvez a LA não seja o ideal para você.

Qual tipo de investimento em renda fixa escolher

Tudo vai depender do seu objetivo. Mas se você não precisar do dinheiro de imediato, é indicado investir em títulos a longo prazo. E só para você saber, quanto maior for o prazo de investimento, maior será o seu retorno.

Outro ponto a considerar é em relação à incidência de imposto. Por exemplo, na LCI e LCA, há a isenção do Imposto de Renda.

Já no CDB e Tesouro Direto, se você aplicar num período inferior a 30 dias, há a cobrança de Imposto de Renda e IOF. Mas se for aplicar por mais de 30 dias, somente terá que pagar Imposto de Renda.

Eu nunca fiz investimento, por onde começar

Essa pergunta é muito frequente e é exatamente pela falta de conhecimento, que as pessoas acabam recorrendo à velha caderneta de poupança.

Veja aqui algumas dicas:

  • Quanto você quer investir?

É importante saber qual é a sua disponibilidade, pois dependendo do investimento em renda fixa, há a exigência de um valor mínimo

  • Devo escolher pré ou pós-fixado?

O ideal é você ter uma ideia de qual é o seu objetivo com o investimento. O ideal é fazer uma simulação para ver quanto será o seu retorno.

  • Entenda o seu perfil de investidor

A maioria das corretoras disponibilizam um questionário para você saber qual é o seu perfil de investidor. E com base nisso, você avalia as melhores opções.

Agora que você já conhece todos os tipos de investimentos em renda fixa, analise cada um deles e escolha aquele que mais tem a ver com o seu perfil.

Tenha em mente sempre de buscar por uma instituição financeira ou uma corretora de valores sólidas, com boa reputação no mercado.

Caso tenha ainda alguma dúvida, os sites de bancos e, principalmente, das corretoras, contam com toda uma equipe de suporte para te dar todas as orientações.

Conte para nós: qual tipo de investimento tem mais a ver com você?

Conheça o Programa Mente Rica: CLIQUE AQUI!

Equipe Eduardo Moreira

Você também pode gostar

Deixe um comentário