Quero Investir! Mas onde? Aprenda mais sobre 8 fatores que deve avaliar ao escolher um investimento

Quero Investir! Mas onde? Aprenda mais sobre 8 fatores que deve avaliar ao escolher um investimento

Você está com capital para investir? Ótimo, que bom! E sabe por onde começar? Nós iremos analisar juntos 8 fatores que devem ser levados em consideração antes de escolher um investimento.

Mas uma coisa nós já adiantamos: fuja das modinhas de investimentos. O que foi bom para seu vizinho pode não ser tão bom assim para você.

De qualquer forma, economizar é maravilhoso, mas investir é melhor. Embora os investimentos possam ser arriscados, eles geralmente renderão mais do que suas economias.

Antes de tudo, você deve se inteirar bastante sobre os tipos de investimentos disponíveis no mercado financeiro e avaliar qual deles é o mais interessante para você.

Existem muitos fundos de investimento. Aqui estão alguns deles.

  • Fundo do mercado monetário: baixo retorno, risco muito baixo;
  • Fundo de renda fixa: retorno variável de taxa de juros, risco baixo a médio;
  • Fundos equilibrados: retorno variável, risco baixo a médio;
  • Fundo de ações: retorno variável, risco médio ou alto;
  • Fundos internacionais: retorno variável e risco;
  • Fundos especializados: retorno variável e risco;
  • Fundos indexados: retorno e risco por índice selecionado;
  • Fundos socialmente responsáveis: retorno e risco variáveis.

8 fatores para avaliar ao escolher um investimento

Todos os tipos de fundos acima são muito bons dependendo de capital de investimento, mas todos também oferecem riscos. E quanto antes você analisar alguns fatores, menos chances de errar você terá.

Vamos analisar 8 fatores para ajudar a você a se definir e levantar critérios antes de investir:

A qual investimento você se refere?

É sempre bom ter pelo menos uma ideia de que tipo de investidor você é. Saber e conhecer suas habilidades e possibilidades o fará ser cauteloso e criterioso na hora de investir o seu dinheiro. Portanto, tenha o conhecimento sobre o mercado onde deseja entrar.

Que tipo de investidor você é?

Você é cauteloso ou ambicioso? Esta é uma questão crucial para se perguntar antes de escolher os investimentos. Determinar seu perfil de investidor significa se perguntar sobre sua tolerância ao risco. Geralmente, quanto maior o retorno de um investimento, maior o risco.

Defina seu investimento

Quando se trata de investir, a regra de ouro é a diversificação, é não colocar todos os ovos na mesma cesta, a fim de reduzir o risco geral de seus investimentos.

Você pode, por exemplo, investir em vários setores (instituições financeiras, recursos naturais, tecnologia, etc.) e diversificar o prazo de seus investimentos a termo (1 ano, 2 anos, 5 anos, etc.).

A distribuição dos seus investimentos também depende do seu horizonte de investimento. Quanto mais próximo estiver o seu horizonte, mais títulos você terá para garantir a segurança do seu capital.

8 fatores que deve avaliar ao escolher um investimento

Exemplo de diversificação: você quer investir R$ 20.000. Você coloca esse valor em um fundo de capital internacional. Como resultado, todo o seu portfólio se torna vulnerável a mudanças nos mercados externos.

Se, pelo contrário, você alocar esse valor entre vários tipos de investimentos – poupança a prazo, títulos, fundos de dividendos, fundos de ações nacionais e estrangeiras – você aumenta o potencial de um bom retorno geral, independentemente das condições do mercado.

Você tem um ou mais associados?

A estruturação da equipe fundadora é muito importante, é vantajoso que os fundadores tenham habilidades e habilidades diferentes e complementares, que só servirá para o projeto em seu desenvolvimento.

A equipe fundadora é um dos principais marcadores na fase de start-up e pode levar à desaceleração ou falha de um investimento se ela não compartilhar a mesma visão ou se submeter aos mesmos objetivos.

Qual é o seu plano de desenvolvimento?

O cronograma de desenvolvimento deve ser bem estruturado no início. O investidor terá que lidar com muitos aspectos, que irão determinar a sua permanência em um negócio seja ele qual for.

O que te levou a investir?

A escolha do investimento é fundamental como atividade profissional é motivada por diferentes razões. Toda mulher ou homem que embarca na aventura do investimento é motivado por razões pessoais: dar sentido ao seu negócio, ser independente, ganhar dinheiro, etc.

Duas visões distintas podem ser enfatizadas que não necessariamente excluem, elas envolvem apenas duas estratégias de desenvolvimento e enfatizam os interesses e motivações do investidor.

– a visão “de curto prazo” de investir e rapidamente ver o dinheiro rapidamente;

– o desejo de “longo prazo” de investir e estruturar seus negócios de forma sustentável e escalável.

Essas duas estratégias de desenvolvimento podem ser benéficas para o investidor, que só deve ter consciência disso e apreciá-lo para saber se o plano de desenvolvimento pode ser realizado corretamente no cronograma previsto pelo investidor.

Fatores de risco podem existir

Muitas pessoas podem ter a mesma ideia e desenvolvê-la ao mesmo tempo, mas nem todos terão recursos ou habilidades para alcançar a alquimia do sucesso.

Perigos podem surgir muitas vezes eles não são previsíveis e ainda assim o investidor deve ser visto como o melhor candidato para enfrentar esses desafios.

Defina suas metas de investimentos

Para quais projetos você quer investir? Você tem vários projetos? O que você quer alcançar a longo prazo ou a curto prazo?

Talvez você queira:

  • Economizar para uma viagem em 2 anos;
  • Prever o custo da educação de seus filhos;
  • Preparar-se para aposentadoria;
  • Tornar-se rico?

Fatores que influenciam o grau de tolerância ao risco

O horizonte de investimento: é o tempo que você definiu para alcançar seus objetivos. Então, se o seu horizonte de investimento é remoto, você pode correr mais riscos.

Necessidades de liquidez: Esta é a sua maior ou menor necessidade de converter rapidamente seus investimentos em dinheiro.

Sua atitude em relação às flutuações do mercado: Cada pessoa pode ter uma reação diferente às perdas e flutuações de seus investimentos.

Cabe a você determinar se uma queda potencial no valor do seu portfólio fará com que você perca o sono ou não. As razões podem ser inúmeras e elas irão definir também que tipo de investidor você.

E aí, já começou a escolher um investimento? Que tal começar 2019 com o pé na riqueza?

CLIQUE AQUI para baixar o Ebook Gratuito “Como evitar os 7 Pecados dos Investidores”!

Você também pode gostar

Deixe um comentário