Tudo o que você precisa saber sobre renda variável

Tudo o que você precisa saber sobre renda variável

É normal o investidor iniciante ter dúvidas sobre renda variável, principalmente se vale ou não a pena. São tantos produtos disponíveis que nós acabamos ficando meio que confusos mesmo, mas saiba que você chegou no lugar certo.

Vamos te mostrar tudo o que você precisa saber, como um tipo de guia para te ajudar a escolher o melhor produto de acordo com o seu perfil.

O que é renda variável?

A melhor maneira para você entender o que é renda variável, é saber primeiro o que é renda fixa, que é aquela que você já tem a informação, no momento da contratação, qual é a taxa de juros que vai ser aplicada.

Então, tudo que é renda fixa você sabe qual é a fórmula de ganho antes de fazer a aplicação.

Já a renda variável, são todos aqueles investimentos onde você não sabe qual é a fórmula para o cálculo de juros. Isto é, você não sabe quanto vai ganhar e nem quanto pode perder.

E é justamente por isso que os investidores possuem um perfil mais agressivo e não se importam com os riscos envolvidos.

Investimentos de renda variável

Agora que você já entendeu o que é renda variável, que só para lembrar, é o investimento que você não faz a mínima ideia do que pode acontecer no segundo seguinte, veja agora alguns investimentos nessa modalidade:

  • Ações: você compra cotas, que são ações, de uma empresa e assim, você se torna sócio dessa empresa. Lembrando que as ações são negociadas na Bolsa de Valores.
  • Fundos de ações: aqui você compra cotas do fundo e o gestor dele é quem vai fazer toda a compra e venda.
  • Fundos multimercado
  • Fundos imobiliários
  • Clubes de investimentos
  • Câmbio
  • Mercado Futuro
  • ETFs – Exchange Traded Fund

Apesar das ações serem os investimentos mais conhecidos, agora você já conhece outros tipos de investimentos nessa modalidade.

Por falar em ações, você precisa saber a hora de comprar e a hora de vender. E por isso a importância de você procurar todas as informações sobre a reputação e a saúde financeira da empresa, além é claro de entender o mercado.

Fatores que influenciam no retorno

Mesmo sendo impossível você prever qual será o retorno do investimento, é importante conhecer alguns fatores que podem influenciar. São eles:

  • Taxa de juros
  • Mercado
  • Desempenho das empresas
  • Inflação
  • Câmbio
  • Economia do país
  • Oferta e procura
  • PIB

Na verdade, esses são apenas alguns fatores. Por isso que você deve avaliar muito bem cada um deles antes de investir o seu dinheiro na renda variável.

Mesmo alguns especialistas falarem que o perfil do investidor deve ser mais arrojado e tolerante a riscos, outros dizem que é indicado para qualquer tipo de investidor, desde que ele tenha um objetivo a longo prazo.

Tudo o que você precisa saber sobre renda variável

Principais características da renda variável

Apesar de nós já termos te explicado tudo sobre renda variável, preparamos um resumo com suas principais características:

  • Alto risco
  • Maior rentabilidade
  • Não é possível prever o retorno
  • Muitas opções de investimento
  • Requer um estudo mais aprofundado
  • Investimento a médio e longo prazo
  • Perfil tolerante a riscos
  • Não possui garantias

Mesmo com alto risco e não ter garantias, é um ótimo investimento para você diversificar sua carteira.

Lembrando mais uma vez a importância de você ter uma reserva para se manter, enquanto aguarda o retorno das suas aplicações.

E se você pensar que algumas modalidades de renda fixa estão rendendo muito pouco, muitos investidores têm buscado outras modalidades para justamente obter um maior retorno. 

Vale a pena investir em renda variável?

Em primeiro lugar, você tem que ter um perfil que suporte os riscos, pois assim como você lucrar muito com os investimentos de renda variável, você também pode perder dinheiro.

Mas muitos investidores preferem essa modalidade porque os ganhos são bem maiores do que os de renda fixa, por exemplo.

Se você está pensando em investir em renda variável, é fundamental conhecer muito bem como funciona cada tipo de investimento.

Por exemplo, as ações. Você precisa ter uma ideia de como anda o mercado, a economia do país, a saúde financeira da empresa. Só assim, você pode avaliar os riscos.

Um outro ponto: você deve ter em mente que é um tipo de investimento a médio e longo prazo. Por isso que os especialistas recomendam que o investidor tenha uma reserva financeira para poder esperar o retorno.

O ideal é você possuir algum tipo de investimento em renda fixa e não colocar todo o seu dinheiro na renda variável.

Conclusão

Na renda variável, o investidor não sabe qual será o retorno no momento da aplicação, diferente da renda fixa.

É por isso que alguns investidores definem essa modalidade de investimento de alto risco e direcionada para perfis mais agressivos.

Mas se você está pensando em fazer aplicações na renda variável, procure estudar bastante antes de começar e tenha em mente que é um tipo de investimento a médio e longo prazo.

Apesar de ter um risco maior, ao mesmo tempo é bem mais rentável que a renda fixa. Mesmo assim, os especialistas recomendam que todo investidor deve diversificar sua carteira, aplicando em renda fixa e variável.

Pesquise cada tipo de investimento e se possível, peça ajuda para quem realmente entenda do assunto. Assim, você vai poder aplicar o seu dinheiro com mais segurança.

Qual dos investimentos em renda variável está mais de acordo com seu perfil?

CLIQUE AQUI para conhecer o Programa Mente Rica!

Você também pode gostar

Deixe um comentário