Como antecipar a restituição do Imposto de Renda

Como antecipar a restituição do Imposto de Renda

Muitos contribuintes ainda têm dúvidas sobre como funciona a restituição do Imposto de Renda e como antecipar.

Uma coisa é certa: você pode solicitar o pagamento da restituição se pegar um empréstimo no banco, onde o seu diferencial é que os juros geralmente são mais baixos se comparados aos cobrados pelo crédito consignado.

Mas se esse for o seu caso, vamos explicar tudo o que deve fazer para pedir a restituição. Todo o passo a passo, se realmente vale à pena e muito mais.

O que é restituição do Imposto de Renda

Quando o contribuinte faz a sua declaração anual de Imposto de Renda, alguns têm o direito de receber um valor, que seria a restituição. O contribuinte vai ter direito se for constatado que foi pago um valor a mais para a Receita Federal.

Por isso que os especialistas recomendam que quanto antes você enviar a sua declaração, se for o caso de receber a restituição, mais cedo vai receber. Lembrando também que contribuintes acima de 60 anos têm prioridade quanto ao recebimento.

Como saber se tenho restituição para receber

No momento em que você fizer a sua declaração, o próprio sistema da Receita Federal já faz os cálculos automaticamente. E aí você já fica sabendo se tem ou não direito à restituição ou terá que pagar.

Mas o ideal é acompanhar pelo site da Receita Federal as datas de pagamento da restituição e se por um acaso você tiver direito e não receber, entre em contato com a Receita Federal.

O valor da restituição é creditado diretamente na conta do contribuinte, a qual é informada juntamente com a declaração. E quem tem Imposto de Renda para receber, os valores são pagos entre os meses de junho e dezembro de 2019, exceto nos casos em que o contribuinte caia na malha fina.

Caso isso aconteça, a restituição só é liberada depois que o contribuinte regularizar sua situação junto à Receita Federal.

Como antecipar a restituição do Imposto de Renda

Quando você antecipa a restituição do Imposto de Renda, nada mais é do que um empréstimo que você pega com o banco. E lembre-se sempre de indicar na sua Declaração o banco que quer que seja depositado o crédito.

E para isso, você precisa ser correntista do banco e claro, ter o valor do crédito aprovado. Você sabe por que os juros são mais baixos?

Porque o banco tem a garantia que vai receber o dinheiro. Por isso, é necessário que você apresente o recibo de entrega da declaração.

Só lembrando que o valor do empréstimo varia entre 70 a 100% do total da restituição, onde o valor dos juros varia de banco para banco, mas geralmente é de 2,5%.

Passo a passo de como antecipar:

  • Entre em contato com o gerente do seu banco e leve uma estimativa do valor da restituição;
  • Será feita uma análise de crédito e se tiver tudo certo, a linha de crédito é liberada.

Agora, se por um acaso você caiu na malha fina, como já foi dito, deve regularizar a sua situação. E se já tiver pego o empréstimo, terá que arcar com os juros cobrados pelo banco.

Verifique qual é o valor da taxa de juros antes de contratar o empréstimo e compare essa taxa com a da dívida que pretende quitar.

Mesmo que você tenha indicado um banco para receber a instituição e encontrar um outro com melhores condições, será preciso fazer uma retificação informando o outro banco para o recebimento.

Como antecipar a restituição do Imposto de Renda

Como é feito o pagamento do empréstimo

Então, a Receita Federal faz a restituição do Imposto de Renda em lotes, onde o último é em dezembro. Dessa forma, quando sair a sua restituição, o valor é debitado integralmente da sua conta, juntamente com a cobrança de juros pré-fixados e IOF.

Por exemplo, vamos supor que a data estipulada seja de 15 de dezembro de 2019. Se a restituição sair antes desta data, a dívida é automaticamente quitada.

Uma dica é quando você for solicitar a restituição no banco, é que o valor seja menor do que a restituição total. De repente pode acontecer algum problema e você terá que arcar com a diferença.

Vale à pena antecipar a restituição do Imposto de Renda?

Vale à pena se você possui dívidas com juros mais altos, como cartão de crédito e cheque especial. Porque mesmo que seja um empréstimo que você está contraindo, os juros são menores.

O ideal é que o valor da restituição seja o suficiente para cobrir toda a sua dívida. Não adianta você quitar apenas metade da dívida do cheque especial, por exemplo, pois no restante ainda vai continuar incidindo juros, que por sinal, são altíssimos.

E nesse caso, você teria duas dívidas: a do cheque especial mais a da antecipação da restituição. Vários economistas não aconselham antecipar a restituição para comprar um bem de consumo. Porque se você pensar bem, é um empréstimo e, como todo empréstimo, são cobrados juros.

Preste atenção que mesmo que você, por algum motivo, não receba a restituição do Imposto de Renda, o valor será debitado da sua conta, logo, faça uma previsão e procure deixar o valor na sua conta. Nesse caso, o melhor é ter um pouco de paciência e esperar o valor ser liberado pela Receita Federal.

Não é complicado pedir a antecipação da restituição do Imposto de Renda, mas para isso faça a sua Declaração com muita calma e preencher todos os campos com os dados corretos. Caso contrário, corre o risco de cair na malha fina e aí pode demorar mais para receber.

E saiba que o melhor é entregar a sua declaração o quanto antes, pois além de poder receber a restituição no menor prazo, ainda tem tempo para retificar, caso tenha preenchido de maneira incorreta. Se você ainda tem dúvidas em relação ao preenchimento, peça ajuda de alguém que entenda, como um contador, por exemplo.

O importante é entregar no prazo estabelecido e com todas as informações corretas.

Você irá antecipar a restituição do Imposto de Renda? Conte para nós!

CLIQUE AQUI para conhecer o Programa Mente Rica!

Equipe Eduardo Moreira

Você também pode gostar

Deixe um comentário