Você ainda usa crediários? Veja prós e contras

Você ainda usa crediários? Veja prós e contras

Era muito comum, a alguns anos atrás, as pessoas optarem pelos crediários para parcelar suas compras.

Recebiam um carnê e iam pagando as parcelas. Mas com o surgimento do cartão de crédito, essa modalidade de compra ficou meio que esquecida.

Mas saiba que ainda existe e cerca de 10% dos brasileiros compram no crediário. Talvez você se pergunte: será que vale a pena? E é exatamente isso que vamos lhe mostrar: os prós e contras do crediário.

O que são crediários

Os crediários nada mais é do que você parcelar suas compras, que geralmente é através de um carnê.

Apesar de não ser muito utilizado, muitos consumidores ainda preferem, principalmente aqueles que não possuem um cartão de crédito ou cheque.

É a única forma para que eles possam adquirir um produto, que à vista não conseguiriam pagar. No crediário, você sabe exatamente qual será o valor da parcela e a data de vencimento.

Conheça os prós e contras dos crediários

  • Veja agora os prós dos crediários.

1. Juros mais baixos

Se você comparar com os juros cobrados pelo cartão de crédito, que são em torno de 12% ao mês, é bem mais vantajoso comprar no crediário, pois os juros giram em torno de 5,50%.

Isso acontece porque as administradoras de cartões cobram taxas do dono do estabelecimento e a partir do momento que ele é quem oferece ao seu cliente, pode oferecer taxas de juros mais atrativas.

Além disso, se você é um cliente antigo e bom pagador, ainda pode negociar o valor dos juros.

2. Não ter dinheiro para pagamento à vista

Hoje em dia, uma boa parcela da população não dispõe de dinheiro à vista para comprar, por exemplo, uma geladeira ou um fogão.

Os crediários são a única maneira deles terem acesso a isso, pois pode ser que não possuam nem cheque nem cartão de crédito.

3. Maior prazo para pagamento

Os crediários oferecem um maior prazo de pagamento, podendo em alguns casos chegar até a 48 vezes.

Se você tem um cartão de crédito, sabe que no máximo vai poder parcelar suas compras em até 12 vezes. E aí optar por um crediário pode valer a pena.

Dependendo do valor do produto, o prazo de 12 meses para pagamento pode tornar as prestações mais altas e para quem não tem disponibilidade de dinheiro ou está com o orçamento mais apertado, é melhor fazer um crediário.

Você ainda usa crediários? Veja prós e contras

  • Confira os contras do uso dos crediários:

1. Mais burocracia

Grande parte dos estabelecimentos só liberam os crediários após comprovação de renda, o que torna o processo mais burocrático.

O setor responsável irá fazer uma análise de crédito, verificar se há alguma restrição no seu nome e se a sua renda é compatível.

Você também terá que apresentar uma série de documentos, como documentos pessoais, comprovante de residência, de renda ou até o pagamento das suas últimas faturas do cartão, se você tiver um.

2. Menor praticidade

Em alguns estabelecimentos, o pagamento do carnê só pode ser feito na própria loja. Assim, todos os meses, você terá que se deslocar até o local para efetuar o pagamento.

Na verdade, eles fazem isso porque é uma forma do cliente comprar novamente. Por isso fique bem atento e só compre o que for realmente necessário.

3. Comprometer o orçamento

Muitos consumidores são atraídos pelos juros mais baixos e podem acabar comprometendo o seu orçamento.

Como o parcelamento é mais longo, eles têm a falsa ilusão que estão tendo uma vantagem, mas se esquecem que essas parcelas podem impactar sua vida financeira futura. Por isso, não se deve comprometer mais de 30% da renda com as prestações.

4. Juros embutidos

É importante ver o valor, porque os juros já podem estar embutidos. E nesse caso, o consumidor fica sem saber que juros estão sendo cobrados.

Agora, se você notar que o preço à vista é o mesmo do valor parcelado, vale a pena pedir um desconto e se você tiver dinheiro, pague à vista.

Vale a pena fazer um crediário?

Se você usa crediários, já deve saber que é uma forma de comprar produtos e pagá-los em parcelas.

Apesar das prestações serem fixas, há a cobrança de juros e correção monetária.

O crediário vale a pena para aquelas pessoas que não têm dinheiro à vista para comprar um determinado bem, mas é preciso ter um pouco de cuidado.

Geralmente, compras parceladas podem levar ao descontrole financeiro, pois se você não tiver um bom planejamento financeiro, essas parcelas mensais podem lhe trazer problemas, inclusive o endividamento.

É importante também lembrar que caso haja atraso no pagamento, ainda será cobrada uma multa e mais juros.

Por isso, toda vez que você optar por fazer um crediário, faça as contas primeiro. E veja se o valor da prestação não será superior a 30% da sua renda.

Uma outra coisa bem comum é que os lojistas podem afirmar que o parcelamento é sem juros, mas se você comparar o valor à vista com o parcelado, vai ver sim que tem diferença. Lembre de não ter muitos crediários ao mesmo tempo. Caso contrário, sua dívida pode virar uma bola de neve.

Preste muita atenção e avaliar se o valor da prestação não irá comprometer seu orçamento mensal.

O ideal é tentar juntar dinheiro e pagar à vista. Além de você conseguir um bom desconto, não corre o risco de se endividar.

Você ainda faz uso dos crediários? Por que prefere este tipo de pagamento? Deixe seu comentário!

CLIQUE AQUI para conhecer o Programa Mente Rica!

Equipe Eduardo Moreira.

Você também pode gostar

Deixe um comentário