31 de julho de 2019

6 desculpas que você dá para viver endividado

6 desculpas que você dá para viver endividado

Existem algumas desculpas que você dá para viver endividado que poderiam facilmente mudar a sua vida financeira.

Tendo isso em mente, é preciso entender o que está impedindo que a conta mensal não feche e começar a fazer algumas alterações de rotina.

Então, descubra agora quais são as desculpas que você deveria parar de dar para quitar as dívidas de uma vez por todas. Vamos lá?

6 desculpas que você dá para viver endividado

– “Eu mereço, trabalho para isso”

Quem nunca viu algo caro e pensou: “bom, é para pagar coisas assim que eu trabalho todos os dias da semana”. E o resultado foi uma conta desnecessária.

A ideia de merecer o luxo ou algo caro é fácil de entrar na sua rotina, mas difícil de sair. Já que você se habitua com a ideia e com as recompensas.

Dessa maneira, uma das desculpas que você dá para viver endividado é a ideia de merecimento ou recompensa imediata, quando você poderia fazer um esforço para economizar.

Ao contrário disso, essa ideia de trabalhar duro e de merecer algo acaba se tornando uma desculpa constante para gastar cada centavo que você recebe.

– “Não entendo de finanças”

Uma das principais desculpas que você dá para viver endividado se refere a questão de não saber como as finanças funcionam.

Ainda que você não seja nenhum expert em administração, com certeza sabe o básico. Em outras palavras, você sabe quanto ganha, quanto paga em contas e quanto poderia gastar por fora.

Entretanto, algo bastante comum é que algumas pessoas acabam gastando mais do que recebem ou comprometendo o orçamento que serviria para saldar uma dívida.

Por exemplo, suponha que você conseguiu guardar R$ 200 e poderia continuar guardando até chegar ao total de pagar a conta atrasada.

Você sabe que gastar esse dinheiro significa voltar à estaca zero, mas decide sair com os amigos ou comprar algo que viu em alguma loja.

– “Mas estava com desconto ou na promoção”

Os descontos e promoções foram uma das maneiras efetivas que os comércios encontraram de vender aos montes sem que o cliente realmente pense que está gastando.

Acontece que quando você vê um produto com desconto ou promoção, logo um gatilho mental é ativado no seu cérebro junto com a questão: “mas e se um dia eu precisar? ”

Pode ser que você nunca use aquele item e pode até acontecer de você realmente não gostar daquele produto, mas o preço mais acessível traz a sugestão.

Assim, você arruma uma desculpa perfeita para gastar dinheiro, já que pagar menos por algo parece ser uma boa alternativa para fazer compras.

Observação: vale ressaltar que algumas promoções são enganosas, já que as lojas aumentam de preço antes de dar o desconto, deixando o item pelo preço que era vendido anteriormente.

Do mesmo modo, algumas promoções e descontos podem realmente valer a pena, quando se trata de itens que você precisa mesmo comprar, como um fogão ou uma geladeira.

Desculpas que você dá para viver endividado

– “Não vou conseguir economizar”

Entre as desculpas clássicas que você dá para viver endividado é a ideia de que é impossível economizar com aquilo que ganha ao mês.

Primeiramente, economizar não significa guardar R$ 400 ao mês, você pode começar com R$ 50. Em segundo lugar, não é que você não consegue economizar, mas é que pode doer deixar de lado algumas regalias.

Assim, ao invés de cortar o excesso de lanches, doces e blusinhas, você escolhe dizer que não ganha o bastante.

Mas, pode acreditar, cortar alguns gastos desnecessários e organizar as finanças, já seria o suficiente para sobrar dinheiro para aquela dívida que só cresce.

– “Se ganhasse mais, isso não seria um problema”

Outra desculpa comum que você dá para viver endividado é uma noção destorcida de recebimento ou gasto.

Ou seja, ao invés de pensar que você poderia economizar ou cortas gastos e viver bem com o seu salário, você continua gastando muito e acredita que o erro está em quanto ganha.

A questão é simples: o quanto você ganha, pelo menos a curto prazo, não vai mudar. Então, você precisa se virar com esse salário mesmo.

Pensando nisso, onde está o problema: no ganho ou no gasto?

A resposta é óbvia, mas a desculpa cabe tão bem no dia-a-dia, que você a utiliza como uma armadura para comprar em todas as lojinhas, promoções ou até para não fazer comida.

– “A dívida nem é tão grande assim”

Se você nunca disse ou pensou nessa frase, é porque você nunca deve uma continha para pagar.

Afinal, quase todas as dívidas começam pequenas, mas o problema está no constante deixar para lá, que faz com que os juros comecem a cobrar o seu preço.

Sendo assim, depois de poucos meses, algo que era R$ 50, passa a ser R$ 300. Isso quando não se trata de cartões de crédito. Nesse caso, a conta pode triplicar.

O desafio é deixar a desculpa de que a dívida ainda não é um problema e encarar o fato de que não pagar algo que você deve já é ruim, independentemente do valor.

Deixando essa ideia de lado, você seria capaz de saldar uma dívida logo no início, evitando juros e até problemas mais graves, como o bloqueio de um cartão.

Em alguns casos, você consegue até evitar uma dívida, que é entendida apenas como um atraso ou erro na hora de fazer as contas mensais.

Vale ressaltar que outra desculpa comum é a ideia de emergência, ou seja, surge uma situação qualquer e você está logo gastando, como a fome no meio da noite. Ao invés de fazer algo, você opta por comprar alguma coisa.

Conclusão

Ao conhecer as principais desculpas que você dá para viver endividado, é possível que tenha reconhecido cada um dos pontos em coisas que diz diariamente.

Então, comece a repensar em como você está cuidando das suas finanças para sair das dívidas de uma vez por todas e ter uma vida mais tranquila e confortável, sem a pressão de bancos e faturas.

Você está com dívidas? Usa ou já usou alguma das desculpas para viver endividado? Comente!

CLIQUE AQUI para baixar o Ebook Gratuito “Como evitar os 7 Pecados dos Investidores”!

Equipe Eduardo Moreira.

Eduardo Moreira
Eduardo Moreira

Eleito um dos três melhores economistas do Brasil pela Revista Investidor Institucional, Eduardo Moreira foi apontado pela Universidade da Califórnia como o melhor aluno do Curso de Economia nos últimos 15 anos. Autor de diversos best-sellers, Eduardo foi o primeiro brasileiro a ser condecorado pela rainha Elizabeth II no Castelo de Windsor, em junho de 2012.

Saiba Mais
Deixe um comentário
Você também pode gostar
Governo Bolsonaro: 2 denúncias que escancaram a podridão
+
Governo Bolsonaro: 2 denúncias que escancaram a podridão Dimitra Vulcana é Doutora em ciências da saúde, professora federal, produtora de conteúdo no podcast Hora Queer e no canal Doutora Drag, marxista e ...
27 de abril de 2021
Apagão: como a crise hídrica afeta o seu bolso?
+
Apagão: como a crise hídrica afeta o seu bolso? Basta abrir um site ou pegar um jornal nas mãos para se deparar com manchetes relacionadas com a crise hídrica e apagão. Mas se engana quem acredita que a ...
28 de setembro de 2021
URGENTE: Qual o plano por trás da Reforma Administrativa?
+
URGENTE: Qual o plano por trás da Reforma Administrativa? A proposta da Emenda à Constituição (PEC) 32/20, do Poder Executivo, a Reforma Administrativa, altera dispositivos sobre servidores e empregados públicos, ...
31 de maio de 2021