5 consequências para quem é inadimplente

5 consequências para quem é inadimplente

É claro que você não fica inadimplente porque quer, afinal, a crise econômica atingiu grande parte da população, basta abrir os jornais e ver os noticiários da TV.

O índice da inadimplência subiu muito, mas acontece que a grande parte das pessoas não têm ideia das consequências.

E é exatamente isso que vamos tratar aqui hoje. Se você se encaixa nessa situação, é importante saber como pode afetar a sua vida.

Por isso, é essencial pensar em estratégias de como reverter essa situação e voltar a ter seu nome limpo.

O que é uma pessoa inadimplente?

O inadimplente é aquele que não paga algum compromisso financeiro dentro do prazo estipulado. E isso em qualquer tipo de conta, desde uma simples conta de celular até o não pagamento do cartão de crédito.

Aqui é importante você entender que para se ter uma inadimplência é porque você se endividou. Basta não pagar uma conta, independentemente do valor.

A questão que a inadimplência não para por aqui. Ela acaba te trazendo muita dor de cabeça.

5 consequências para quem é inadimplente

Veja como a inadimplência pode afetar (negativamente) a sua vida:

1. Ficar com o nome sujo

Assim que a pessoa fica inadimplente, o credor, geralmente, envia uma notificação avisando ao consumidor que, se não pagar até determinado prazo, seu nome será incluído nos órgãos de proteção ao crédito, como o Serasa e SPC. E assim que pagar o que deve, seu nome deve ser retirado do cadastro negativo em até cinco dias.

2. Não ter mais acesso ao cheque especial

Se por um acaso você tem cheque especial e seu nome foi negativado, o banco pode cortar o direito ao cheque especial.

3. Não poder fazer empréstimo, não poder abrir crediário e nem parcelar compras

É muito difícil, praticamente impossível uma empresa conceder um empréstimo ou financiamento para quem está inadimplente.

Geralmente se consulta os órgãos de proteção ao crédito e caso o CPF esteja negativado, a empresa, é claro, não vai correr o risco.

4. Dificuldade para conseguir um trabalho

Apesar de isso não ser correto, algumas empresas fazem uma análise da situação do CPF do candidato. Vamos supor que existam dois candidatos para uma vaga: a empresa vai selecionar aquele que está com o nome limpo.

5. Corte em serviços de consumo

Se por um acaso você deixa de pagar a conta de luz, por exemplo, além de ficar inadimplente, vai ter o corte de energia elétrica. O prazo pode variar de 10 a 30 dias, dependendo da prestadora de serviço.

5 consequências para quem é inadimplente

Tem como evitar a inadimplência?

É claro que tem. O primeiro passo é você procurar pagar suas contas sempre em dia. Acontece que às vezes isso fica um pouco difícil, mas o que iria facilitar muito é se você fizesse um planejamento financeiro. Mas como fazer?

  • Registre todos os seus gastos essenciais: aluguel, condomínio, IPTU, contas domésticas, mensalidades escolares, supermercado, etc.
  • Anote gastos eventuais: compra de um remédio, uma roupa, um presente, etc.

Não se esqueça de separar uma parte para os momentos de lazer, como a ida a um cinema ou a um restaurante, por exemplo.

Agora, some todos esses gastos e compare com o que você ganha. Conseguiu pagar todas as contas ou ficou alguma em aberto?

Saiba que para não ficar inadimplente, todas as suas obrigações financeiras devem ser pagas e se não está conseguindo arcar com alguma delas, é o momento de tomar uma atitude.

Avalie as contas, veja como pode reduzir e evite ao máximo os gastos com supérfluos. É claro que momentos de lazer são importantes, mas se a sua situação financeira se complicar, é melhor ficar um tempo mais em casa, até colocar sua vida financeira em dia.

Um outro ponto muito importante é você tentar poupar todos os meses e ir juntando para ter um reserva de emergência, ainda mais com tantas incertezas que vivemos hoje em dia.

Como organizar minha vida financeira?

Como já foi dito acima, elabore um planejamento financeiro, onde tenha o controle de todos os seus gastos.

E tendo dívidas, procure quitá-las o mais rápido possível, principalmente as de cartão de crédito e cheque especial. Os juros são altíssimos!!

Ou você tenta renegociar para reduzir os juros e muitas pessoas têm recorrido ao empréstimo pessoal, onde trocam uma dívida pela outra, só que com juros bem mais baixos.

Se você não quer ser mais um inadimplente, já sabe que manter o controle sobre suas finanças é fundamental. E talvez tenha que mudar alguns hábitos, como comprar só porque algo está barato, evitar os supérfluos, não ficar tanto tempo com o ar condicionado ligado, entre outras coisas.

Mas quando se define algumas metas na sua vida para sair dessa situação, tudo fica mais fácil. Você tem consciência do que precisa fazer para alcançar aquela meta.

Conclusão

Você viu quantos transtornos ficar inadimplente pode acarretar e é claro que você não quer passar por isso.

Elabore um planejamento financeiro, onde possa ter total controle dos seus gastos. E, principalmente, viva dentro das suas condições financeiras e nunca além.

Uma das grandes causas do endividamento e, por consequência, da inadimplência, é não conseguir pagar as contas em razão do descontrole financeiro.

Mas a boa notícia é que você tem como evitar tudo isso. Basta se organizar, pagar suas contas em dia e tentar, se possível economizar todos os meses.

Tenha em mente a importância de se ter uma reserva de emergência nos dias de hoje. Ninguém está a salvo de nenhum imprevisto e assim, você estaria resguardado diante de qualquer eventualidade.

Qual destas consequências para quem é inadimplente seria pior para você? Comente!

CLIQUE AQUI para conhecer o Sistema 3C da Construção de Riqueza!

Você também pode gostar

Deixe um comentário