Aplicativo ou planilha: o que é melhor para controlar finanças?

Aplicativo ou planilha: o que é melhor para controlar finanças?

Um orçamento mostra quanto dinheiro você recebe e como esses fundos são gastos. É uma das ferramentas mais importantes na construção de um futuro financeiro bem-sucedido porque ajuda você a aproveitar ao máximo seu dinheiro. Mas qual é a melhor opção para controlar suas finanças, aplicativo ou planilha?

Independente da posição econômica ou da geração em que você se encaixa, todos os consumidores podem se beneficiar da criação e do gerenciamento de um orçamento.  O planejamento das finanças dá às pessoas um senso de controle sobre seu dinheiro.

Aplicativo ou planilha: o que usar?

Aplicativos

A tecnologia está cada vez mais presente no dia a dia da maioria das pessoas ao redor do mundo. Por isso, nos dias de hoje, a utilização de aplicativos é uma realidade para boa parte das pessoas que possuem um smartphone ou tablet, seja para atividades profissionais e pessoais.

Uma ferramenta essencial para aqueles que possuem um dia a dia corrido e acabam deixando de utilizar outros métodos de controle financeiro por falta de tempo.

Planilha

O software de planilha mais popular para orçamentação é o Microsoft Excel. Muitos sites oferecem amostras gratuitas de planilhas de orçamento do Excel que os consumidores podem usar, em vez de tentar criar as suas próprias. Uma planilha permite organizar facilmente muitas informações e faz as contas por você.

Esta é a maneira tradicional de acompanhar tudo. Basicamente, você mantém uma planilha ou lista de todas as suas contas e as atualiza manualmente todo mês, à medida que paga suas contas.

Esse método exige mais trabalho do que qualquer outro método e é difícil obter dados em tempo real, a menos que você esteja online e verifique suas contas. A maioria das pessoas que usam esse método confia em declarações em papel e as reconcilia quando chegam.

Criando um orçamento

As estratégias e técnicas de orçamento variam em toda a linha.  Haverá diferenças, por exemplo, entre o que funciona para um jovem estudante universitário e outro para um aposentado.

Mas existem 5 etapas básicas na criação de um orçamento. Eles são todos importantes porque eles constroem uns sobre os outros, ajudando você a organizar suas finanças de maneira sensata. Veja:

#1. Defina metas

Existem dois tipos de objetivos financeiros: imediato e longo alcance. Os objetivos imediatos se concentram em usar seu dinheiro hoje, enquanto os objetivos de longo prazo lidam com economia e gastos ao longo de décadas.

Ambos são importantes e se complementam: poupar dinheiro hoje afeta o que você gasta agora, mas também o quanto você terá mais tarde na vida.

Você precisa determinar quais objetivos atendem às necessidades e quais cobrem os luxos. Então, você pode priorizar seus objetivos financeiros de acordo.

Aplicativo ou planilha: o que é melhor para controlar finanças?

#2. Calcule suas receitas e despesas

Depois de determinar seus objetivos financeiros, você precisa de um plano para alcançá-los. Para fazer isso, você precisa avaliar sua renda e suas despesas.

A maioria das pessoas faz o orçamento mensal porque a maioria das contas segue um cronograma mensal.Comece por fazer uma lista das suas fontes de rendimento mensal, incluindo o seu salário.

#3. Analise os gastos e equilibre o cartão de crédito

O objetivo do orçamento é garantir que suas despesas não excedam sua renda. Se o fizer e mais dinheiro sair do que está entrando, precisará fazer ajustes.

Isso não significa necessariamente que você precisa começar a economizar, significa apenas que é hora de rever a categoria de custo discricionário e ver onde você está disposto e capaz de cortar a gordura. Este é o caso do cartão de crédito.

#4. Revise seu orçamento original

Depois de ter a chance de monitorar suas receitas e despesas por um mês ou dois, você estará mais ciente das áreas que precisam ser ajustadas.

Talvez suas estimativas iniciais de rendimento mensal tenham sido baixas, ou talvez não tenha contabilizado despesas como consertos de carros ou contas de veterinários. Faça ajustes, mas sempre equilibre as entradas com as saídas.

Depois de resolver todas as dificuldades do seu orçamento,  se comprometa a segui-lo. Nenhum orçamento é para sempre, por isso revisões periódicas são a chave para o sucesso.

#5. Compromisso

Criar um orçamento é um ótimo passo para se trabalhar em prol de um futuro mais financeiramente sólido para você e sua família.

Comprometendo-se com seu orçamento, você chegará lá. Permaneça realista, avalie com frequência e não tenha medo de se ajustar. Orçamento é tudo sobre equilíbrio.

Seja por meio de app ou planilha, organizar as finanças e controlar o seu dinheiro todos os meses é uma prática necessária para manter um bom planejamento financeiro e conquistar objetivos de curto, médio e longo prazo com maior facilidade.

Com estas ferramentas você conseguirá tomar as rédeas da sua vida financeira de uma vez por todas e nunca mais passar por apertos financeiros por conta de descontrole ou desconhecimento em relação ao seu próprio dinheiro! Faça o teste e surpreenda-se!

Conte para gente: você prefere utilizar aplicativos ou planilha para organização das finanças? 

CLIQUE AQUI para conhecer o Programa Mente Rica!

Equipe Eduardo Moreira.

Você também pode gostar

Deixe um comentário