Como fazer bons negócios em leilões

Como fazer bons negócios em leilões

Em meio as dificuldades financeiras que o brasileiro tem passado nos últimos tempos, os leilões ganham espaço a cada dia e o principal motivo é porque oferecem preços baixos nas mercadorias, se comparado ao mercado desses produtos.

Neste artigo, você ficará por dentro das melhores estratégias para fazer bons negócios em leilões. Os leilões são interessantes em muitas situações. As mais comuns incluem sair do aluguel ou para investimento.

Em alguns casos, os valores de imóveis, por exemplo, podem alcançar até 45% do valor real.

Sem sombra de dúvidas, uma das maiores vantagens em adquirir um imóvel em leilão é o preço. Contudo, é importante lembrar que a aquisição implica em um montante de detalhes que não podem passar despercebidos, o que exige muita atenção de quem está participando do leilão.

Um exemplo comum é que o imóvel ter um tipo de pendência a ser acertada pelo novo comprador.

Entenda como funcionam os leilões imobiliários

No Brasil existem vários sites do ramo. Para que você consiga participar, é necessário realizar o cadastro no site desejado e ir acompanhando as ofertas. Sempre fique atento ao prazo do início e fim do lance que deseja.

Os leilões imobiliários oferecem uma variedade de propriedades com preços variáveis. Alguns leilões acontecem em tempo real ou em semanas, sempre com preço mínimo.

A partir daí, o preço vai aumentando de acordo com as ofertas dos licitantes até que o lance de um licitante permaneça. Quando isso acontecer o leiloeiro fechará o leilão e concederá a propriedade ao licitante vencedor.

Dependendo do leilão, o licitante precisará pagar pelo imóvel imediatamente ou pagar um depósito de 5 a 10% e o saldo restante dentro de 30 a 45 dias.

Defina seus parâmetros de investimento

O próximo passo ao comprar imóveis em leilão é definir seus parâmetros de investimento. Cada parâmetro limita sua pesquisa de investimento a oportunidades mais específicas.

Como fazer bons negócios em leilões

Dicas para fazer ótimos negócios em leilões

Leia atentamente os termos

Fique atento o edital, leia com atenção a todos os pormenores que possa encontrar, como detalhes sobre as condições de venda e pagamento.

Conheça o imóvel de forma presencial

Assim que possível e o quanto antes agende uma visita ao imóvel. Essas visitas são possíveis desde que os leilões sejam extrajudiciais, ou seja, os idealizadores são empresas que não possuem nenhuma interferência do Estado.

Se por algum motivo não conseguir ir até o imóvel desejado, observe no edital se consta os dados de conservação do “bem” de uma maneira detalhada, ou então faça uma ligação para a empresa responsável a fim de sanar todas as possíveis dúvidas.

Busque informações sobre a empresa que está oferecendo o leilão

Entre nos sites de busca e leia atentamente todos os detalhes encontrados, procure saber o nível de reputação da empresa no site “Reclame Aqui”.

Não tenha pressa ao escolher, mas tenha cuidado e se atente se a gestora do leilão é confiável. Procure saber informações como há quanto tempo atua no mercado, sua transparência, se o site da empresa é esclarecedor e de fácil navegação.

Os detalhes e um olhar atento fazem a diferença na hora de fechar um negócio.

Faça comparação de preços

Não é porque se trata de um leilão que você não precise fazer comparações. Procure saber o valor real do imóvel e se o preço do leilão está de fato atrativo.

Pesquise as propriedades e os leiloeiros na área que você deseja comprar

Decida a área em que está interessado e entre em contato com as casas de leilão, principalmente do seu Estado. Elas poderão aconselhá-lo sobre os próximos leilões e adicioná-lo a uma lista de discussão para que você receba catálogos dos próximos pregões.

Esteja preparado para agir rápido

Embora seja importante dedicar algum tempo a considerar qualquer propriedade, geralmente há apenas quatro semanas entre a publicação do edital e o leilão, portanto, você terá que agir rapidamente.

Defina seu orçamento

Pense no preço máximo que você está disposto a pagar pela propriedade. Se as propriedades do leilão estão mais baratas que o valor de mercado, é porque provavelmente são necessárias reformas.

Saiba quanto é o depósito e verifique qual o método de pagamento necessário para que você possa providenciar os fundos suficientes e para que não seja pego de surpresa.

Conclusão

Como muitos imóveis leiloados ainda estão ocupados, é necessário pensar que moradores irritados com a obrigatoriedade de deixar os imóveis podem cometer algum ato vandalismo. Por isso, o mais seguro é arrematar apartamentos ao invés de casas.

O ambiente de um condomínio acaba inibindo grandes estragos. Apartamentos dificilmente estão em péssimo estado de conservação.

Os negócios em leilões são muito comuns. Você já participou de algum? Fale sobre sua experiência nos comentários.

CLIQUE AQUI para conhecer o Sistema 3C da Construção de Riqueza!

Equipe Eduardo Moreira

Você também pode gostar

Deixe um comentário