Como segurar a onda com os gastos do fim do ano

Como segurar a onda com os gastos do fim do ano

Você está preocupado com os gastos do fim do ano? E não faz a mínima ideia de como pode economizar, principalmente por causa das contas do início do ano?

De repente a sua lista de presentes é enorme, afinal, são muitos familiares e amigos que deseja presentear, mas se você quer realmente não gastar tanto, vai ter que rever tudo isso.

Por mais que você se empolgue, é preciso pensar no que virá pela frente. E é justamente por isso que estamos aqui, para lhe ajudar a segurar a onda com os gastos do fim do ano.

Por que é importante segurar a onda com os gastos do fim do ano?

Antes de você saber a importância do controle dos gastos do fim do ano, saiba que é o período do ano que, na maioria das vezes, as pessoas se endividam mais, por que? Porque gastam além do seu orçamento.

Só que tudo isso pode acarretar em sérios problemas financeiros. Por exemplo, você não ter dinheiro para pagar as contas que chegam no início do ano.

E assim, já vai começar o ano no “vermelho”, sem qualquer reserva financeira.

Dicas de como segurar a onda com os gastos do fim do ano

Separamos aqui algumas dicas para ajudar você a segurar a onda com os gastos do fim do ano:

1. Não compre por impulso

É muito normal as pessoas comprarem por impulso e muitas vezes acabam comprando itens totalmente desnecessários.

Por isso que toda vez que você for às compras, tenha uma ideia prévia do que você vai comprar e quanto tem para gastar. E tente seguir à regra isso!

O grande problema é que no final do ano, as lojas oferecem muitos descontos, parcelamentos a perder de vista, e nós acabamos sendo contagiados por tudo isso. Só que a conta chega para pagar.

Então, mais uma vez, só compre o estritamente necessário e procure seguir o planejamento que você fez antes de sair de casa.

2. Use o cartão de crédito de forma inteligente

O cartão de crédito pode ser um ótimo aliado, mas também pode ser um grande vilão. É tudo muito fácil, ele está ali à mão, basta abrir a carteira.

Um dos grandes problemas é o parcelamento. Provavelmente você já passou por isso: “Ah, a parcela é bem pequena, dá pra pagar”. Só que se você fizer isso várias vezes, a conta ficará impagável.

Uma grande parte das pessoas associam o cartão de crédito como uma extensão do seu salário, mas não é assim que funciona.

Procure usar o cartão de crédito de forma inteligente e consciente e nunca além do que você não possa pagar. E isso vai lhe ajudar muito a não extrapolar e, principalmente, no controle dos gastos do fim do ano.

Como segurar a onda com os gastos do fim do ano

3. Guarde uma parte do seu 13º

Os especialistas afirmam que a melhor forma de se utilizar o 13º é quitar dívidas. Ou se não der para quitá-las, pelo menos tentar uma negociação.

É super normal nós querermos presentear as pessoas, mas o que adianta isso e ficar todo endividado?

E o melhor a ser feito é começar o novo ano totalmente ‘zerado’ de dívidas. Por isso, pense com muita calma em relação ao 13º e procure não gastar com o que realmente não é prioritário.

Agora, caso você não tenha dívidas, uma dica é reservar uma parte do 13º para as contas do início do ano, como IPTU, IPVA, material escolar, uniforme, etc.

4. Compre à vista

Nas suas compras de Natal, dê preferência para o pagamento à vista e que tenha certeza que não irão interferir no seu orçamento.

Um dos grandes problemas é quando se gasta além do que cabe no bolso e, por consequência, vai faltar dinheiro no momento que precisar.

Uma dica para o controle dos gastos do fim do ano é você estipular um valor X para cada presente e não extrapolar.

Quando falamos no pagamento à vista é porque, em determinados casos, o desconto oferecido vale muito a pena.

5. Compare preços

Hoje, com a internet, você pode fazer uma boa pesquisa e comparar preços. Além disso, em alguns sites, é possível comprar alguns produtos bem mais baratos.

Mas para isso, é fundamental que você faça um planejamento. Faça uma lista com todos os presentes e compare os preços.

E procure não deixar para comprar na última hora porque isso sim pode te levar a comprar mais caro e descontrolar seu orçamento financeiro.

6. Planejamento

Deixamos essa dica por último porque talvez seja a mais importante no controle de gastos do fim do ano. O que não pode acontecer é você comprometer todo o seu 13º, salário de dezembro e janeiro para pagar as compras que fez no Natal.

Isso até já foi falado, mas é importantíssimo você se conscientizar que o início do ano vem acompanhado de uma série de contas, como IPVA, IPTU, material escolar e muito mais.

E imagine se você gastou toda a sua reserva com os presentes de Natal, como é que vai fazer para pagar essas contas?

Não é tão difícil assim…

Você percebeu que não é tão difícil assim segurar a onda com os gastos do fim do ano, mas é preciso tomar muito cuidado com as promoções, parcelamentos, compras por impulso e, especialmente comprar além das suas condições financeiras.

É muito importante você pensar no seu futuro e o ideal é que não comece o ano cheio de dívidas. Caso isso aconteça, suas dívidas podem virar uma verdadeira ‘bola de neve’ e te trazer consequências bem sérias.

Agora, procure se planejar com antecedência e nunca se esqueça que ter um planejamento financeiro é o primeiro passo.

Quais são as suas táticas para não gastar muito no fim do ano? Conte nos comentários!

CLIQUE AQUI para conhecer o Programa Mente Rica!

Equipe Eduardo Moreira

Você também pode gostar

Deixe um comentário