Como se preparar para as despesas do início do ano

Como se preparar para as despesas do início do ano

Você já deve saber que todo início ano é exatamente a mesma coisa: contas do Natal para pagar, IPVA, IPTU, material escolar e muito mais. Mas como se preparar para as despesas do início do ano?

Acontece que a grande parte das pessoas ficam tão empolgadas com as festas de fim de ano que acabam se esquecendo que é essencial ter um controle das suas finanças. Caso contrário, mal começou o ano e os problemas já vão começar a aparecer.

Se você é uma dessas pessoas, saiba que é possível sim se preparar, basta fazer um planejamento e ter uma certa disciplina. Por isso que separamos aqui algumas dicas de como você deve se preparar para as despesas do início do ano.

Importância do planejamento para as despesas do início do ano

Porque se você não tiver esse planejamento financeiro e não investir bem o seu dinheiro, possivelmente terá muita dor de cabeça.

Mas isso não deve ser feito apenas no final do ano, mas sim ao longo de todo o ano. Conseguir poupar todos os meses e não gastando em supérfluos, é uma ótima estratégia para você já ir se preparando para as despesas do início do ano.

E como fazer isso? Veja aqui algumas dicas:

Saber realmente como estão as finanças

Qualquer pessoa precisa saber quais são os seus gastos, isto é, para onde está indo o seu dinheiro. E a partir daí tentar cortar todos as despesas necessárias.

Por exemplo, quando você for fazer uma compra de Natal, preste atenção para ver se cabe ou não no seu orçamento, já prevendo o que ainda está por vir.

Do que vai adiantar você comprar um presente caro e não ter dinheiro depois para pagar o material escolar dos filhos, por exemplo?

A ideia aqui é já ir pensando em economizar para arcar com todas as despesas do início do ano.

Onde você pode economizar

Primeiro, faça uma lista de todas as suas contas, as essenciais e as supérfluas.

Compara com a sua receita e veja onde você vai poder economizar:

  • Conta de luz:

Apague as luzes sempre que sair de um cômodo;

Junte uma quantidade de roupa suficiente para ligar a máquina de lavar e o ferro de passar;

Caso use chuveiro elétrico, coloque na função ‘verão’;

Faça manutenção no ar-condicionado.

  • Supermercado:

Antes de ir ao supermercado, faça uma lista com todos os itens necessários e evite os supérfluos;

Não vá com fome e nem leve as crianças.

  • TV por assinatura:

Avalie se precisa de todos os canais ou algum ponto pode ser cortado.

  • Celular:

Faça uma pesquisa sobre planos de celular e veja todas as opções disponíveis.

  • Evite comer na rua:

Comer fora de casa pode impactar muito nas suas finanças, pois é muito caro.

Enfim, esses são apenas alguns exemplos. O que você precisa ter em mente é a importância de se ter um controle financeiro para ajudar nas despesas do início do ano.

Depois que você tiver feito essa análise, é possível saber quanto deve dispor para as compras de Natal e quanto deve guardar para as outras contas que ainda virão.

Não fazer novas dívidas

Geralmente, nós contraímos dívidas com presentes de Natal. O grande problema é que essa conta vai chegar junto com muitas outras.

Por isso que o ideal é só comprar o que realmente é necessário e pensar que quando começar o ano, terá muitas outras contas para pagar. Nunca faça novas dívidas sem quitar aquelas já existentes.

Economizar no material escolar

Uma dica são as compras coletivas, onde vários pais se reúnem e compram o material escolar no atacado. Sai muito mais em conta e é possível fazer uma grande economia.

Outra ideia é entrar em contato com outros pais e ver a possibilidade de trocar material.

Como se preparar para as despesas do início do ano

Evitar usar o cartão de crédito

O cartão de crédito é um dos grandes vilões do endividamento, principalmente porque os juros são altíssimos.

Caso você tenha alguma dívida com cartão, uma ideia é usar o seu 13º salário para quitar todas elas. Assim, você vai começar o ano ‘zerado’ e o seu dinheiro será para pagar o que é prioritário, como IPVA e IPTU.

Como usar o 13º salário

Caso você ainda não tenha comprometido o seu 13º salário, saiba que alguns especialistas recomendam que se guarde uma parte para as despesas do início do ano.

Falam ainda que o melhor em determinados casos é optar por pagar o IPTU e IPVA à vista, porque os descontos valem a pena.

Estabelecer um valor para as compras de Natal

Então, depois que você quitou as suas dúvidas, quanto é que vai sobrar do seu 13º e do seu salário?

Com base nisso, faça uma previsão das contas do começo do ano e o restante, seria destinado para as compras de Natal.

Por mais que você queira dar presentes para todos, tente não se endividar por causa disso, pois senão terá muitos problemas futuros.

Ter uma renda extra

Hoje, está cada vez mais difícil fechar as contas do mês e aí é que procurar por uma renda extra pode ser uma ótima alternativa.

Se você possui alguma habilidade, por que não colocar isso em prática para ter um dinheiro a mais?

Na internet, existem diversas possibilidades, como ser freelancer, vender o que você não usa mais, fazer algum tipo de comida para fora, etc. Tudo como uma maneira de você complementar o seu orçamento.

É claro que o final do ano é uma época muito prazerosa, mas se você não fizer e nem tiver um planejamento financeiro, tem grandes chances de já começar o ano endividado.

Além de ter que pagar tudo o que gastou no Natal, é muito importante pensar nas outras despesas do início do ano. Isso se você não quiser já entrar o ano no vermelho.

Talvez você ache que é um pouco complicado, mas se criar o hábito no seu dia a dia, com certeza, conseguirá pagar todas as suas contas sem se endividar.

Conte para nós: qual é sua estratégia para organizar as finanças em 2019? CLIQUE AQUI para conhecer o Programa Mente Rica!

Você também pode gostar

Deixe um comentário