5 sugestões para hábitos financeiros mais saudáveis

5 sugestões para hábitos financeiros mais saudáveis

Conseguir ganhar dinheiro nos dias atuais é um desafio. Além de pensar em maneiras diferentes de lucrar, também é preciso correr atrás de uma vida financeira saudável para sobreviver (e viver bem) em nossa sociedade cujo sistema capitalista é voraz e competitivo.

Por isso, é comum as finanças influenciarem a vida das pessoas. Aos desorganizados, principalmente, a falta de controle financeiro chega a tirar a liberdade para realizar sonhos. Isso se deve ao fato de não conseguirem seguir simples dicas de hábitos financeiros saudáveis. Você, quer melhorar o jeito que lida com as finanças? Confira cinco dicas.

Finanças como item essencial na vida pessoal

Saber lidar com o dinheiro e ter uma vida financeiramente agradável é algo desafiador no Brasil por diversos motivos. Um deles é a falta de ensino de finanças para as crianças.

Em outros lugares do mundo, desde pequeno se aprende o valor do dinheiro e como controlar as suas finanças pessoais de forma objetiva fazendo com que ela se multiplique. As crianças e adolescentes normalmente são ensinadas que para ter uma vida financeiramente agradável é necessário nunca deixar as contas no vermelho.

O fato é que cada povo tem uma relação diferente com o dinheiro e pelo Brasil ser um país emergente, a nossa relação com as finanças é algo ainda dicotômico. O controle das finanças, sejam elas pessoais ou empresariais, é um dos ou o aspecto mais importante para o desenvolvimento das mesmas.

As finanças e itens como poupar e investir o dinheiro são deixados à parte ou são esquecidos devido a esta falha que vem desde a base educacional. Estas pessoas terão uma vida financeira – e consequentemente pessoal – desorganizada.

Em síntese, a escola não ensina como ganhar, administrar e investir, deixando as finanças destes, desabastecidas de conceitos técnicos importantes. Essas atitudes muitas vezes levam o adulto à falência ou ao SPC/SERASA. Por isso, é de suma importância ter hábitos financeiros saudáveis e não negligenciar as finanças pessoais.

Hábitos financeiros mais saudáveis

Agora que já entendemos a importância de hábitos financeiros saudáveis, devemos saber que existem meios práticos para alcançar essa rotina de organização. São conceitos já testados durante longas experiências e que verdadeiramente auxiliam aqueles que desejam ser um vencedor financeiramente falando.

É preciso que estas sugestões entrem em sua cabeça para que realizem uma mudança de mentalidade e programe a mente para por estes métodos vencedores de administração financeira como algo essencial a ser seguido.

Dessa forma, a prática dará às finanças um suspiro de salvação e a tão sonhada liberdade para a vida. Seguir esses passos com paciência e força de vontade trará os resultados desejados.

As sugestões a seguir estão listadas em um grau de sequenciamento, no qual cada passo levará a uma evolução no hábito do investir e de controlar o dinheiro. Se aplicadas com esmero, mostrarão como é ter uma vida financeira agradável sem dor de cabeça, tirando você do desespero da sobrevivência.

1. Tenha o controle das suas finanças

Aqueles que detêm o total controle das suas finanças e têm uma vida mais organizada são frequentemente chamados de “mão de vaca”. São eles os que mais ligam para a vida financeira e sabem onde cada moeda do seu capital está alocada e qual é seu destino.

Na concepção popular, ser denominado com esse termo é pejorativo. Pode reparar: o rico, mesmo o de berço, sempre é o mais seguro e enjoado com o seu dinheiro, tendo controle deste, na palma de suas mãos. Pode ter certeza de que um dos segredos destas gerações de famílias com dinheiro vem desses hábitos financeiros passados de geração em geração.

Ao administrar as suas finanças, uma boa sugestão é controle monetário. Saiba para onde está indo cada moeda. Não fique de mãos abanando sem saber onde o seu dinheiro está sendo posto, vendo as finanças do mês minguando grau a grau.

2. Gaste menos do que você ganha

Agora que você sabe onde o seu dinheiro está sendo posto e aplicado, e sua vida financeira está sob o total controle, chegou o momento de tentar por em prática outra sugestão que irá ajudar: corte as despesas que não são essenciais e defina aqueles gastos supérfluos.

Essa dica é válida porque colabora para que você não se torne um gastador compulsivo. Os gastos que irão ser discriminados e postos em seu orçamento, farão com que aja um controle mais assíduo das finanças.

Se em sua opinião esse hábito não pode ser aplicado por conta de dificuldade em cortar velhos hábitos, que tal dar uma olhadinha no cartão de crédito e no cheque especial, ambos com juros altos que minam financeiramente a sua vida e o fazem viver na sobrevivência?

Esta sugestão de mudança de hábito pode ser aplicada devagar, mas é de suma importância que seja posta em ação para que tenhas costumes financeiros mais saudáveis.

3. Siga conselhos de pessoas experientes em finanças

Na hora de aplicar novos métodos financeiros ou de realizar investimentos para multiplicar o seu dinheiro, não entre em negócios obscuros que você não compreende. Também não entre de cabeça em algo por puro achismo.

Use a razão, procure algo que demonstre ser bom e recorra à orientação de pessoal de quem já está naquele negócio ou em análogos. Se atente em cada aspecto que poderá ser um divisor de águas entre o sucesso e o fracasso, tendo em mente que pedir orientação não é vergonhoso e, sim, algo sábio da sua parte.

4. Aprenda a melhor forma de gastar suas finanças

Para que você seja um expert em finanças pessoais, uma sugestão super valiosa é aprender a pechinchar e a bater perna por todos os lugares atrás dos melhores preços de qualquer produto.

Não compre nada na primeira loja. Sempre pesquise e escolha o melhor custo benefício. Na vida financeira, este hábito realizado, diversas vezes, em uma somatória básica já se mostrará vantajoso.

Se conseguir praticar esse conceito, o valor monetário poupado já dará um alívio financeiro maior que poderá ser separado para outras despesas ou essencialmente para investimentos.

5. Separe 10% das suas finanças para surpresas

Podemos praticar o controle financeiro que for, reduzir financeiramente os gastos, saber para onde vai o dinheiro e negociar todas as compras, além de ouvir opiniões das pessoas certas de como administrar as contas. Nada disso adianta se na emergência todo o dinheiro poupado ir por água abaixo com gastos emergenciais.

Uma sabedoria comum é a de que um bom administrador se prepara para tempos difíceis e no momento em que uma forte chuva surge, este não desmorona por completo, mas segue firme em sua empreitada. Desta forma, prepare-se financeiramente para emergências, tenha um valor destinado para que se algum imprevisto ocorrer, você possa ter certeza de que este não derrubará nem seu emocional e nem as suas finanças.

E você, o que faz para organizar suas finanças? Conte para nós.

CLIQUE AQUI para conhecer o Programa Mente Rica!

Equipe Eduardo Moreira

Você também pode gostar

Deixe um comentário