Manual para diminuir as contas e despesas da casa

Manual para diminuir as contas e despesas da casa

Uma das principais premissas da educação financeira é economizar e, por causa disso, a gente vive falando que temos que cortar gastos. Para isso, conheça este manual para diminuir as contas e despesas da casa.

Apesar de não precisar deixar de viver bem para economizar, chega uma hora que você não vê mais como poupar. Pode parecer uma tarefa quase impossível, mas existem algumas técnicas que pode seguir se quer saber como reduzir as despesas de casa.

Como diminuir as contas e despesas da casa

Separamos algumas dicas simples que podem ajudar o seu orçamento a ficar no azul no fim do mês. Confira!

1. Reduzir as despesas com água

O preço do consumo da água é definido pelos municípios e, por isso, as tarifas variam entre as diferentes regiões.

Ainda assim, há formas de poupar água: feche a torneira enquanto lava os dentes, desligue o chuveiro enquanto toma banho e regule a frequência de lavar roupa para que utilize a máquina na sua capacidade máxima. Caso tenha plantas em casa, pode aproveitar a água que utilizou na cozinha para regar.

Você sabia? Se fechar a torneira enquanto faz a barba ou lava os dentes pode poupar 44 litros de água por dia. Além de economizar, contribui com o meio ambiente.

2. Reduzir a conta de luz

Desligue sempre a luz das divisões da casa que não está utilizando, não deixe os aparelhos em modo stand-by, ou seja, desligue-os da tomada enquanto não está utilizando.

Fazer  um bom isolamento das janelas e portas para que não precise ficar com o ar condicionado ligado o tempo todo durante o verão e o aquecedor durante o inverno é outra opção.

Durante o dia, aproveite a iluminação natural, abrindo cortinas e janelas. Opte por lâmpadas de LED, o consumo baixa cerca de 70% e a conta para pagar também.

Mantenha o congelador sem gelo e coloque a geladeira longe de fontes de calor (fogão, por exemplo) para que não gaste mais energia do que a necessária para refrescar os alimentos.

Acumule a maior quantidade possível de roupas e passe-as de uma só vez, evitando ligar o ferro constantemente. Siga a temperatura indicada para cada tipo de tecido.

Passe primeiramente as peças que necessitam de baixas temperaturas e vá regulando o aparelho à medida que os tecidos forem necessitando de mais calor para serem desamassados. Antes de terminar o trabalho, desligue o ferro, aproveitando o calor restante para passar peças leves e pequenas.

3. Compras de mês

Antes de ir ao supermercado, elabore uma lista de tudo o que você precisa. Desta forma, evitará gastos desnecessários. Fique atento à disposição dos produtos nas prateleiras: supérfluos e itens mais caros estão, normalmente, sempre ao seu alcance.

Procure os dias de promoção. É bem comum que os supermercados tenham dias específicos para comprar cada coisa. Por exemplo, quinta é dia da carne, já na segunda é dia de material de limpeza. Dessa forma você vai ter sempre produtos em promoção na sua despensa.

Um comportamento que pode ser revisto e que deve passar a ser uma regra é o de comer fora de casa. Para isso, comece a levar a comida de casa para o trabalho. Além de poupar, vai poder comer mais saudável todos os dias!

Caso seja adepto a alimentação com frutas, aposte na fruta da época, que é sempre mais barata do que a importada. Outro truque é procurar os produtos em fim de validade nos supermercados.

Ovos, iogurtes e outros produtos perecíveis são exibidos com etiquetas laranja e tendem a ser considerados em fim de validade quando ainda resta uma semana para serem consumidos.

Manual para diminuir as contas e despesas da casa

4. Mensalidades

Atente-se às cláusulas referentes às datas de vencimento dos pagamentos, assim como às penalidades previstas em contrato. Procure, se possível, adequar os vencimentos a datas posteriores a do recebimento do seu salário.

5. Aluguel e condomínio

Procure não comprometer mais do que 1/3 de seu orçamento com o aluguel e condomínio. Pague sempre em dias essas despesas, evitando juros e multas.

Impostos como IPVA, IPTU e outros devem ser considerados na elaboração de seu orçamento. Contribuições a órgãos de classe e compromissos com instituições assistenciais não podem ser esquecidos e devem ser relacionados.

6. Gasolina

Sempre se pergunte se realmente é necessário pegar o carro para ir a algum lugar. Faça uma lista antes de ir até o supermercado para não precisar fazer viagens extras. Não dirija apenas por prazer, caminhe ou procure outras formas de entretenimento.

Quanto menos andar com o carro, menos precisa trocar pneus, óleo ou fazer manutenção. Essa é uma poupança de longo prazo, mas que atinge um valor razoável.

Outra forma de economizar gasolina (e dinheiro) é mudar seus hábitos de direção. Dirigir mais devagar e de forma menos agressiva pode economizar muito dinheiro. Faça o cálculo.

Uma opção é trocar o carro pelo transporte público durante a semana, ou então a bicicleta se houver condições. Outra ideia é dividir os gastos com um colega do trabalho e adotar as caronas para o dia-a-dia.

7. Reduzir a conta de telefone fixo e celular

Pesquise combos de serviços: pacotes de telefone, internet e televisão costumam sair mais barato do que contratar cada um desses serviços individualmente. Também é uma boa escolher a mesma operadora de celular que as pessoas com quem você mais conversa usam ou então utilize um celular de dois chips.

Ao invés de ter um pacote de TV a cabo, opte por portais que transmitem filmes e seriados online via streaming, como Netflix e Netmovies. Há opções de planos por menos de R$ 20,00 por mês e que você pode compartilhar com familiares e amigos.

8. Faça disso um processo familiar

Aproveite essa mudança de comportamento para ensinar para os seus filhos como economizar. A educação financeira deve ser ensinada desde criança e nada melhor do que dar o melhor exemplo dentro de casa. Você verá que vai haver resultado!

Respeitando estas dicas básicas, não vai ficar rico, mas vai notar uma diferença agradável no resultado final do orçamento mensal. É um bom começo para quem quer começar a ser disciplinado nas finanças!

Quais hábitos sua família adquiriu para economizar? Lembre-se: CLIQUE AQUI para conhecer o Programa Mente Rica!

Equipe Eduardo Moreira

Você também pode gostar

Deixe um comentário