Novo Cadastro Positivo: o que muda para você

Novo Cadastro Positivo: o que muda para você

O Cadastro Positivonada mais é do que um banco de dados onde são inseridas todas as informações sobre os bons pagadores.

Na verdade, essa inclusão é feita de forma automática, tanto de pessoas físicas como jurídicas, mas, se você quiser pode solicitar a exclusão.

No início de abril desse ano, o presidente Jair Bolsonaro sancionou um decreto quanto às regras dessa inclusão. Por isso,  mostraremos o que é, como funciona e, principalmente o que muda para você.

O que é Cadastro Positivo

O Cadastro Positivo foi criado em 2011 e nada mais é do que um banco da dados com todas as informações financeiras e de pagamentos, seja de pessoas físicas como empresas.

Mas é importante ressaltar que para haver esse compartilhamento de informações, o consumidor tem que dar a sua autorização.

Seu principal objetivo é fornecer todos os registros de pagamentos de forma a se fazer uma avaliação mais completa do consumidor. E assim, é possível conseguir melhores condições de negociações de crédito junto às instituições financeiras.

Como funciona o Cadastro Positivo

Para fazer parte do Cadastro Positivo, é necessário que o consumidor faça a adesão. Dessa forma, você está autorizando as instituições financeiras a terem acesso a todas as suas informações.

Veja algumas dessas informações:

  • Valor do limite do cheque especial utilizado;
  • Empréstimos, financiamentos, consórcios e cartões;
  • Valor contratado e prazo;
  • Datas, valores e pagamentos das parcelas.

Para fazer a adesão, você deve preencher um formulário, onde irá autorizar os Gestores de Banco de Dados a compartilharem suas informações de crédito.

Hoje em dia, esses gestores são: BVS (Boa Vista), QUOD, Serasa e SPC Brasil. Depois da abertura do cadastro, em até 7 dias corridos, os Gestores terão acesso aos seus dados.

E toda vez que você paga uma conta, esse dado vai diretamente para esse banco de dados, o qual pode ser acessado por bancos ou financeiras para conceder crédito.

Vantagens do Cadastro Positivo

Uma das principais vantagens é você ser reconhecido como bom pagador. E isso pode te trazer muitas vantagens:

  • Mais agilidade na aprovação de um novo empréstimo;
  • Taxas melhores na contratação de empréstimos e financiamentos.

Agora, para ter acesso a todos esses benefícios, é essencial que mantenha suas contas sempre em dia.

Todas as suas informações fazem parte de um “score”, que vai da nota zero até a nota 1000, que varia conforme a pontualidade do pagamento.

Assim, quanto maior for a nota, significa que você é um excelente pagador e tem a chance de conseguir empréstimos a juros mais baixos.

Novo Cadastro Positivo: o que muda para você

Novo Cadastro Positivo: o que muda para você

Você viu que o Cadastro Positivo leva em conta todos os seus pagamentos, o que faz de você um bom pagador. Ao contrário do cadastro negativo que mostra quem está com o nome sujo, por conta de atraso de pagamentos.

Mas o que mudou? Anteriormente, você deveria fazer uma adesão, autorizando o compartilhamento de todos os seus dados. Agora, essa inclusão é automática. Mas se não quiser, pode solicitar a retirada.

Veja as principais mudanças:

  • O consumidor deve ser informado sobre a inclusão, assim como sobre os canais disponíveis para solicitar a retirada, em até 30 dias;
  • Quem paga as contas em dia, vai ter aumentada sua pontuação;
  • O cancelamento e a reabertura só poderão ser feitos pelo próprio consumidor;
  • O consumidor tem acesso ao seu histórico e caso haja alguma informação incorreta, pode solicitar a correção;
  • Todos os seus dados são protegidos;
  • Novas empresas podem ter acesso aos dados, por exemplo, as fintechs, ou seja, empresas financeiras que usam tecnologia.

Se você analisar bem, é uma forma de estimular as pessoas a manterem suas contas em dia, evitando assim a inadimplência.

Outra mudança é que até mesmo aqueles profissionais autônomos e informais que não têm como comprovar a renda, poderão conseguir crédito e conseguir negociar melhores taxas graças ao novo Cadastro Positivo.

Você sabe que os inadimplentes têm muitas dificuldades na hora de solicitar um empréstimo, fazer um financiamento, ficam impedidos de usar o cheque especial, etc.

Mas vai ser possível analisar se o consumidor inadimplente está pagando as suas dívidas ou foi só um problema pontual. Entretanto, quem não tem muitas contas em seu nome ou não utiliza muito crédito, não sentirá essas mudanças.

Por isso, o ideal é fazer um bom planejamento financeiro, tentar quitar todas as suas dívidas, e assim ter uma boa nota no Cadastro Positivo.

Só lembrando que as mudanças que foram incluídas na lei, que foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro no último dia 8 de abril, só devem entrar em vigor daqui a 6 meses.

Conclusão

O principal ponto que mudou no Cadastro Positivo foi a inclusão do consumidor sem a autorização prévia. Mas você pode pedir a retirada, se desejar.

Um dos principais objetivos com esse cadastro é que você pode conseguir crédito mais facilmente, afinal, você mostrou que é um bom pagador.

Você pode ficar despreocupado porque as únicas informações compartilhadas são as financeiras e não mostra o que foi adquirido. Mas para construir um bom histórico e ser considerado um bom pagador, basta pagar as contas em dia.

Conte para nós: o que achou do novo Cadastro Positivo? Comente abaixo!

CLIQUE AQUI para baixar o Ebook Gratuito “Como evitar os 7 Pecados dos Investidores”!

Equipe Eduardo Moreira.

Você também pode gostar

Deixe um comentário