Você sabia que na prática só existem DOIS tipos de investimentos? 

Você sabia que na prática só existem DOIS tipos de investimentos? 

O Mercado Financeiro é visto como um “bicho de 7 cabeças” por muita gente. Mas a verdade é que para entender praticamente TUDO sobre finanças, você precisa saber que na prática só existem dois tipos de investimentos. 

Você vai descobrir quais são eles e entender como funcionam com o exemplo abaixo. 

Imagine que uma empreendedora decide abrir uma padaria. Para construir todo o negócio ela gasta R$ 200 mil

Em pouco tempo depois na inauguração, a padaria tornou um sucesso na cidade e todo o investimento de tempo e dinheiro está valendo a pena. 

Certo dia, a casa que fica ao lado da padaria é colocada à venda. 

A dona do negócio enxerga uma ótima oportunidade para expandir a padaria e assim atrair mais clientes. 

O único problema é que ela não tem dinheiro suficiente para pagar essa ampliação. 

Existem somente duas opções para conseguir esse dinheiro:

1ª opção – Um dos tipos de investimentos

Convidar outra pessoa para se tornar sócia dela. 

Nesta opção, ela mostra para essa possível sócia que foi investido R$ 200 mil para abrir a padaria.

Um dos tipos de investimento é ter um terceiro para investir em seu negócio.

E para ela entrar na sociedade, deve investir os mesmos R$ 200 mil. Assim ela terá direito a 50% da padaria, ou seja, metade do negócio. 

Isso não é simples de entender? 

Se você entendeu isso, você acaba de entender TUDO que existe para ser entendido sobre Ações.

Uma Ação é exatamente isso: entrar como sócio em um negócio. A ação é um dos tipos de investimentos.

Ao comprar uma Ação, o investidor aplica dinheiro em uma empresa e se torna dono de uma pequena parcela dessa empresa. 

E quando a pessoa entende que ela se torna dona de uma parcela da empresa, ela sabe quais são as perguntas certas a se fazer antes de comprar uma Ação. 

Existem pessoas que investem há meses e até anos no Mercado de Ações, mas fazem o processo errado para escolher esses investimentos. Por isso, além de conhecer os tipos de investimentos é fundamental entender como funciona e como usa-lo da maneira correta.

Muitas pessoas confiam no que diz o corretor, sem antes estudar o Mercado em que estão entrando. Mas se esquecem que o corretor também têm interesses ($$). 

Se você quer saber algumas das perguntas que você deve fazer antes de entrar como sócio em algum negócio, dê uma olhada abaixo:

  • Quem são os outros sócios?
  • Há quanto tempo esse negócio está aberto?
  • Qual lucro ele tem dado?
  • Quanto esse negócio tem de dívidas?
  • Quais são seus principais concorrentes?
  • Quais são os planos de expansão desse negócio?
  • Quem administra?

Não é difícil pensar nas perguntas que você faria antes de entrar como sócio em um negócio. E são exatamente as mesas que você deve fazer antes de comprar uma Ação. 

Mario Quintana já dizia…

“Não existem respostas corretas, existem perguntas corretas.”

Se antes de comprar uma Ação o investidor começar a pensar nelas como um negócio, tomar a decisão certa vai ser muito mais fácil. 

Mas voltando às opções da empresária que quer expandir a padaria… 

2ª opção 

Pegar dinheiro emprestado com alguém. Aqui, veremos o segundo tipo de investimento.

Suponhamos que alguém empreste o dinheiro a ela. 

Quem emprestou vai dizer o seguinte:

“Você me deve R$ 100 mil e terá que me pagar daqui há um ano, com uma taxa de juros de 15%.”

Passa a existir entre elas um Título de Dívida

Se você entendeu isso, você entendeu tudo o que existe para ser entendido sobre Renda Fixa

O Mercado de Renda Fixa é o Mercado de Títulos de Dívida. Ou seja, o segundo dos dois tipos de investimentos.

Por exemplo, o Governo não pode emitir uma Ação, simplesmente porque não dá para ser dono de uma parcela do país. 

O que ele pode fazer é emitir uma Dívida para financiar as operações no país. 

Funciona da seguinte maneira: 

O Governo emite uma dívida para pegar dinheiro emprestado. Ele paga uma taxa fixa ao investidor desde o começo (pode ser 9%, 10%), e essa taxa passa a ser pré-fixada

É pré-fixada porque você já sabe quanto você vai ganhar daqui 2, 3 ou 4 anos. E esse Título de Dívida do Governo se chama Letra do Tesouro Nacional, ou Tesouro pré-fixado. 

Também existem Títulos de Dívida que pagam a variação da inflação e mais uma pequena porcentagem, que são as Notas do Tesouro Nacional, por exemplo. 

Existem também as notas que pagam a porcentagem de juros dependendo da taxa de juros do país no dia do pagamento, para você não correr risco de perder dinheiro de acordo com a variação da taxa de juros do país. 

Nesses Títulos, o investidor só sabe depois quanto vai ganhar de juros, por isso esses Títulos são chamados de pós-fixados. Como por exemplo, as LFT (Letras Financeiras do Tesouro) ou Tesouro SELIC

É de fato simples entender quais são os únicos dois tipos de investimentos que existem. Concorda?

O Mercado Financeiro não é tão complexo quanto parece. 

Por isso quero te convidar a assistir uma Aula que eu gravei, onde te mostro os principais conceitos sobre o Mercado Financeiro que você precisa saber hoje. 

Neste momento, esse é o primeiro e mais importante passo que você precisa dar para começar a transformação da sua vida financeira. 

CLIQUE AQUI PARA ASSISTIR

Nessa aula você vai aprender:

  • Porque a grande maioria dos brasileiros não conseguem construir riqueza
  • Os 3 Pilares para Construção de Riqueza Vitalícia!
  • O que os donos do poder não querem que você saiba!
  • O verdadeiro significado de dinheiro!
  • A maneira mais fácil de entender o que são Títulos de renda fixa e Ações!

Inscreva-se gratuitamente e aprenda Finanças de uma forma você nunca viu. 

Grande abraço, 

Equipe Eduardo Moreira.

Você também pode gostar

Deixe um comentário