23 de setembro de 2020

Mercado de ações para iniciantes

Mercado de ações para iniciantes

O mercado de ações está se tornando cada vez mais popular para os investidores iniciantes. A B3, bolsa de valores brasileira, atingiu em maio deste ano o pico de 2 milhões de investidores pessoas físicas.

Essa atração pelas ações se deve à redução histórica da taxa Selic, tornando os investimentos em renda fixa menos rentáveis que antes.

Se você já tem investimento em renda fixa e quer migrar para a renda variável ou tem interesse em investir com alto risco, preparamos um guia do mercado de ações para iniciantes.

O que é mercado de ações?

Mercado de ações é o ambiente onde são negociadas as ações de uma empresa.

Uma ação representa uma fração do patrimônio de uma empresa. Ao comprar ações, o investidor assume os direitos e deveres de um sócio.

Para uma empresa abrir o seu capital, ou seja, colocar as ações na bolsa, ela precisa provar que atende uma série de requisitos exigidos pela B3 e pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Quais são as estratégias para investir em ações?

Day Trade

Negociações de curtíssimo prazo realizadas na bolsa. Nessa operação, a compra e a venda de uma ação são feitas no mesmo dia.

Investimento a curto prazo

Todos os investimentos com até um ano para serem liquidados são considerados de curto prazo.

Uma técnica bem comum para fazer essas aplicações é o swing trade, onde as operações não são feitas no mesmo dia, mas em um curto espaço de tempo.

Exige do investidor um acompanhamento constante.

Investimento a longo prazo

Como dissemos aqui, ao comprar ações de uma empresa, o investidor se torna sócio e tende a ganhar conforme a sua receita aumente e a empresa se desenvolva.

Mas isso não acontece de um dia para o outro. Além disso, é comum que alguns acontecimentos de mercado influenciem o resultado.

Por exemplo, se um governante dá uma declaração negativa que gere impactos financeiros na economia, as ações podem sofrer consequências como queda na demanda e perda de valor.

Quem opera ações a longo prazo utiliza uma estratégia chamada position trade ou buy and hold, onde as posições em ações são mantidas por mais tempo.

Como saber onde investir?

Você só vai saber onde e/ou quando investir se realizar uma análise de investimento, que pode ser feita de duas maneiras:

Análise técnica

Baseada em gráficos de preço dos ativos, quem escolhe essa estratégia e abordagem deve procurar suporte e resistências nos padrões gráficos.

O suporte é um ponto em que ações estão em baixa e apresenta um momento de virada para o sentido contrário, em direção a uma alta dos valores.

Já a resistência é um ponto em que as ações estão em alta, mas começam a cair.

Análise fundamentalista

Baseia-se nas características financeiras da empresa, como perspectiva de crescimento e fluxo de caixa.

Neste caso, o investidor escolhe ações de acordo com a análise contábil e de mercado, estimando as  perspectivas de ganhos futuros da empresa.

Análise de risco

Diferente de investimentos em renda fixa, o mercado de ações é voltado para os perfis arrojados e agressivos, devido ao alto risco.

Ao mesmo tempo que podem ser mais rentáveis do que o CDB ou LCI/LCA, dependendo da situação, o investidor pode ter perdas.

Além disso, o mercado de ações tem mais volatilidade, pois os preços variam todos os dias, de acordo com as negociações feitas na B3.

Passo a passo para investir no mercado de ações

Passo 1: Descubra o seu perfil de investidor

A primeira coisa que você deve fazer antes de investir é traçar o seu perfil de investidor.

Tenha certeza de que este mercado é para você e que seu perfil de investidor é compatível com os riscos que irá assumir.

Passo 2: Abra conta em uma corretora de valores

Para negociar na bolsa, você precisa abrir uma conta em uma corretora. Essa instituição é autorizada a operar no pregão, recebe as ordens de compra e venda e executa as operações.

Alguns fatores que você deve levar em conta são, por exemplo:

  • as taxas de corretagem;
  • a facilidade de uso dos sistemas de negociação;
  • a disponibilização de relatórios e orientações sobre investimentos.

Com a conta aberta, realize uma transferência para disponibilizar os recursos para compras de ações.

Passo 3: Escolha a estratégia

Agora você vai escolher se fará Day Trade ou investimentos de longo prazo, por exemplo.

Tudo vai depender também de quanto tempo você estará disposto a dedicar à bolsa de valores cotidianamente.

Lembre-se que que quanto menor o prazo do investimento, maior o risco assumido.

Passo 4: Mesa de Operações x Home Broker

Home Broker é um sistema eletrônico com taxa de corretagem fixa, em que o próprio investidor cadastra suas ordens de compra e venda, podendo operar diretamente.

Já na Mesa de Operações, o investidor envia à mesa da corretora as ordens de compra e venda. É o operador da corretora que realizará os negócios em nome do cliente.

Passo 5: Forme sua carteira

Antes de escolher as ações, procure saber quem está por trás da empresa, seu nicho, seu comportamento, analise a fundo as empresas.

Ou seja, busque todas as informações possíveis e faça não só a análise técnica, mas também a fundamentalista. Lembre-se que você será um sócio.

O que não fazer

Você não é um expert (ainda)!

O mercado financeiro não é um bicho de sete cabeças, mas também não é tão simples.

Estude, leia, avalie, converse com seu assessor ou consultor de investimentos. Assuma apenas os riscos com os quais está confortável em lidar.

Não invista apenas na alta

Warren Buffett, um dos maiores investidores, tem a famosa frase: “Compro ações, quando os roedores estão indo na direção oposta”.

Lembre-se que boas oportunidades podem surgir justamente na crise.

Não leve em conta só o noticiário econômico

O mercado de ações é um mercado de risco. Portanto, não há garantias.

Alguns meios de comunicação sobre economia pertencem a corretoras. Por exemplo: o infoMoney, um dos principais portais sobre economia e investimentos, é da XP Investimentos.

Investir levando em consideração apenas o que está nos jornais e revistas pode não ser a melhor opção.

Não deixe de consultar um assessor de investimentos

A fama dos assessores não é lá muito boa pois há quem diga que esses profissionais possuem muitos conflitos de interesses. Essa fama gerou receio por parte dos investidores iniciantes em procurar esta consultoria.

Porém, quando não se tem tempo ou até mesmo interesse em gerenciar as ações, o indicado é que você busque uma ajuda profissional até ganhar confiança.

Ao encontrar uma empresa e um profissional sério e de confiança, você estará se prevenindo de conflitos e certamente terá muito mais benefícios do que se for se aventurar sozinho no mercado sem ter o conhecimento necessário.

Não ache que vai ganhar sempre

O mercado é muito volátil e de alto risco. Nem sempre você irá alcançar a rentabilidade desejada.

Nessa hora, avalie os prejuízos e veja se é o momento de vender a ação ou até mesmo se você está preparado para lidar com este risco.

Gostou das dicas? Compartilhe nos comentários se você é um investidor iniciante e como está sua jornada em busca de melhores resultados no mercado de ações.

Para se aprofundar mais nesse assunto, indicamos dois passos:

Baixe ebook gratuito
Como evitar os 7 pecados capitais dos investidores
A maioria dos erros que os investidores cometem são quase sempre os mesmos. Parando de cometer esses erros, alcance os resultados que você nunca alcançou até hoje.

Participe da aula gratuita
Descomplicando o mercado de ações
Eduardo Moreira revela todos os benefícios para você investir em ações sem correr os riscos mais comuns e sem ter que aplicar uma fortuna.

Equipe Edu Moreira

🔴 Curta também nossas redes sociais! 📷Instagram / 👍Facebook / 🎥 YouTube

Eduardo Moreira

Eleito um dos três melhores economistas do Brasil pela Revista Investidor Institucional, Eduardo Moreira foi apontado pela Universidade da Califórnia como o melhor aluno do Curso de Economia nos últimos 15 anos. Autor de diversos best-sellers, Eduardo foi o primeiro brasileiro a ser condecorado pela rainha Elizabeth II no Castelo de Windsor, em junho de 2012.

Saiba Mais
Deixe um comentário
Você também pode gostar
O que é Selic e tudo que você precisa saber sobre essa taxa
+
O que é Selic e tudo que você precisa saber sobre essa taxa Recentemente, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu por reduzir a taxa Selic de 2,25% para 2% ao ano. Com isso, o Brasil passa a ter um ...
7 de outubro de 2020
Como ser um investidor anjo?
+
Como ser um investidor anjo? Encontrar um investidor anjo pode ajudar o seu negócio a crescer. Como sabemos, para abrir uma empresa não basta apenas uma boa ideia. Ser um investidor anjo vai ...
28 de setembro de 2020
Periferia, Revolução e Capitalismo
+
Periferia, Revolução e Capitalismo “A periferia tem o maior potencial revolucionário contra o sistema capitalista”, diz Jones Manoel. Ele é historiador, professor de história, mestre em ...
17 de setembro de 2020