O que acontece com quem cai na malha fina do Imposto de Renda

O que acontece com quem cai na malha fina do Imposto de Renda

Em primeiro lugar, você sabe o que é cair na malha fina? É quando sua declaração de Imposto de Renda foi retida por causa de alguma pendência ou omissões.

É importante você estar atento e regularizar o mais rápido possível a sua situação junto à Receita Federal. E caso você tenha alguma restituição a receber, terá que resolver tudo.

Veja aqui o que acontece quando uma declaração fica retida e o que você deve fazer.

O que é cair na malha fina

Veja as principais razões para o contribuinte cair na malha fina:

  • Omissão dos rendimentos do titular ou dependentes;
  • Divergências entre o Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) e o informado na Declaração;
  • Informar despesas médicas diferentes dos recibos;
  • Incluir dependentes de forma incorreta;
  • Omissão de recebimentos de aluguel;
  • Dedução de previdência oficial ou privada, dependentes, pensão alimentícia e outras.

Na verdade, esses foram os principais motivos do ano de 2018. E, geralmente são erros que na hora que a Receita Federal cruza os dados, aparece algum erro.

É preciso estar bem atento na hora do preenchimento da declaração e de preferência, não deixe para os últimos minutos.

Como saber se cai na malha fina

É muito simples! Você deve acessar o site da Receita Federal e clicar na opção “Extrato”. Dessa forma, você consegue ver quais as pendências ou erros na sua declaração.

Muitas vezes, uma simples digitação de número errado, já faz cair na malha fina. Para acessar o extrato, é preciso usar o código de acesso que é gerado na própria página da Receita, ou por meio do certificado digital.

Lembre-se que para poder gerar esse código, a Receita exige os recibos das duas últimas declarações.

E quando clicar na opção “Extrato”, deve ir na seção “Pendências de malha”.

Só para você saber que nessa página, existem alguns links que te ajudam a ver por que sua declaração ficou retida e o que fazer para resolver.

Como fazer a retificação

Então, você acessou o extrato e viu que caiu na malha fina do Imposto de Renda. Agora pode enviar uma declaração retificadora e assim ter sua situação regularizada.

Essa declaração retificadora tem que ser do mesmo modelo daquela que você havia enviado. Por exemplo, se usou o modelo simplificado, a retificadora também tem que ser simplificada.

E como fazer essa retificação? Você deve informar os mesmos dados declarados, só com as alterações necessárias. E se for preciso alguma informação adicional.

Lembrando que você precisará informar o número do recibo da sua declaração original.

O que acontece com quem cai na malha fina do Imposto de Renda

Posso entregar os documentos na Receita?

Vamos supor que você caiu na malha fina, mas tem certeza que fez a declaração correta, não se esqueceu de nada. Nesse caso, você pode esperar ser convocado pela Receita e levar todos os documentos.

Mas se você preferir, também pode agendar e não esperar ser notificado. Geralmente, o agendamento começa no mês de janeiro do outro ano, ou seja, em janeiro de 2020.

Agora, depois da Receita fazer toda a análise e verificar que o contribuinte está errado, será cobrada uma multa de 75% em cima do imposto devido, acrescido de juros.

O que acontece com quem cai na malha fina do Imposto de Renda

Muitas pessoas quando ouvem a palavra malha fina, a primeira coisa que associam é à sonegação de impostos, mas pode ser simplesmente causada por um erro de digitação de um número.

A Receita Federal faz cruzamentos com os dados informados na declaração com bancos, estabelecimentos comerciais e todas as informações fornecidas na declaração. E caso seja verificado alguma inconsistência, a declaração fica retida.

Então, vai ser preciso fazer todas as correções, pois senão você vai ter que pagar multas, ter problemas com sua conta bancária, empréstimo, financiamento, compras parceladas.

Na verdade, dependendo do caso, nem é necessário pagar a multa, é só fazer a declaração retificadora. A multa só é aplicada se houver imposto a pagar e o mesmo não foi quitado.

Antes de receber uma notificação da Receita, a multa é de 20% sobre o valor do imposto. E como já foi dito, se for comprovado que o erro foi do contribuinte, a multa sobe para 75%.

O ideal é fazer essas correções o mais rápido possível, caso contrário se você tiver direito à restituição, pode demorar muito mais para receber.

Se você caiu na malha fina, pode ter também problemas com o seu cartão de crédito e fica bloqueado até serem resolvidas todas as pendências.

É claro que existem casos mais graves, por exemplo, fraudes, onde o valor do imposto pode chegar até 225%, além da cobrança da taxa Selic. Isso é bem mais raro de acontecer.

Conclusão

Você viu que muitas pessoas podem cair na malha fina e na maioria das vezes, foram erros até bobos, mas por falta de atenção mesmo.

Por isso, faça a sua declaração com muita calma e se houver algum erro, é só fazer a declaração retificadora.

Mas lembre-se: se você não resolver todas as suas pendências, pode ter problemas, por exemplo, com sua conta bancária ou conseguir um empréstimo.

E não se esqueça de acessar o site da Receita, consultar o extrato para verificar se há ou não alguma inconsistência – e tente resolver o mais rápido possível.

Você já caiu na malha fina do Imposto de Renda? Conte como foi sua experiência.

CLIQUE AQUI para baixar o Ebook Gratuito “Como evitar os 7 Pecados dos Investidores”!

Equipe Eduardo Moreira.

Você também pode gostar

Deixe um comentário