Renda Fixa: 3 investimentos que você precisa conhecer

Renda Fixa: 3 investimentos que você precisa conhecer

Está afim de investir o seu dinheiro da maneira mais segura possível, utilizando então a renda fixa? Conheça alguns investimentos para começar a investir hoje mesmo.

O que é renda fixa

De forma bem simples, a renda fixa é um tipo de investimento onde você consegue prever qual será a sua rentabilidade.

Por isso, a renda fixa é sempre uma das modalidades mais buscadas para o investimento, principalmente por iniciantes, por ser considerado um negócio mais seguro.

A renda fixa, é por exemplo, bem diferente da Bolsa de Valores, onde o seu investimento é imprevisível e por isso o retorno é uma incerteza.

Por ser um caminho mais garantido, essa modalidade acaba atraindo muitos investidores e movimentando a economia interna, como no caso dos investimentos em agronegócios, imobiliários, entre outros.

Por funcionar através de instituições privadas ou públicas, investir com a renda fixa significa estar em contato com bancos, instituições financeiras, empresas ou também com o governo.

Como funciona a renda fixa

De forma geral, a renda fixa funciona como um tipo de empréstimo para um emissor.

Com esse valor emprestado, é definido em um acordo contratual qual será a taxa de juros e o tempo do investimento. O resultado é que você sabe quando será possível resgatar o valor do empréstimo somados os juros.

Por isso, esse acordo é chamado de renda fixa, no ato do investimento, você sabe quanto e quando vai receber.

Esses empréstimos funcionam para que os negócios consigam aumentar ações ou desenvolver um plano de atividade.

Os bancos, por exemplo, fazem esse tipo de negócio para conseguir fornecer empréstimo para outros clientes ou até saldar dívidas de cartão.

Dessa forma, a instituição e você (que faz o investimento) ganham dinheiro e ainda facilita no desenvolvimento de diversos setores que são de extrema importância para a economia.

Vale ressaltar que você pode escolher pela opção de títulos pré-fixados ou pós-fixados. Esse tipo de acordo pode acarretar oscilações de taxa e, consequentemente, no retorno do seu investimento.

Entretanto, é comum que essas taxam sejam sempre positivas (principalmente a da Selic) ou seja, você irá sair ganhando.

3 investimentos que você precisa conhecer com renda fixa

Está na hora de falarmos sobre alguns tipos de investimento de renda fixa que você ainda não conhece, mas que já está na hora.

– CRA

O CRA, Certificado de Recebíveis do Agronegócio, partem de negócios que envolvem os produtores rurais e bancos privados, abrangendo os financiamentos à comercialização, produção entre outras implementações.

Assim como acontece com qualquer outro investimento de renda fixa, a sua remuneração no CRA é previsível. Quando você compra o título você já consegue saber quanto você irá ganhar pelo negócio.

Você pode adquirir o CRA através do próprio emissor ou comprar dentro do mercado secundário. É necessário um valor mínimo para que você possa investir nele, cerca de R$ 1 milhão.

Renda Fixa: 3 investimentos que você precisa conhecer

– CRI

Ao investir no CRI, Certificado de Recebíveis Imobiliários, você está ajudando no financiamento do mercado imobiliário antecipando assim créditos que serão entregues ao setor.

Mas, como funciona? Uma empresa (construtora) que tem um empreendimento imobiliário (suponhamos ser um condomínio) vende essas unidades, mas que ainda estão em construção.

Essa empresa (construtora) em vez de esperar os pagamentos dessas parcelas, consegue antecipar contratando uma companhia que irá se responsabilizar em transformar essa dívida em títulos, onde você investidor poderá aplicar.

Logo, a construtora irá conseguir receber o dinheiro, sem a necessidade de esperar pelo dinheiro da parcela.

No caso, você irá receber o valor investido durante um determinado tempo, com as aplicações de juros emitidas, esse valor poderá ser obtido ao final da data ou de maneira periódica, dependendo a maneira que você irá querer.

Assim como no CRA você consegue prever o quanto você irá receber ao final desse investimento e o valor mínimo é de R$ 1 mil.

– Debêntures

Os títulos debentures é conhecido como um título de dívida, onde o seu investimento, assim como qualquer outra renda fixa, é um empréstimo para uma empresa, mas desta vez não poderá ser uma instituição de credito imobiliário ou uma instituição financeira.

Aqui há dois tipos de títulos:

  • Simples: não poderá ocorrer a conversão em ações;
  • Conversíveis: são os possíveis a conversões para ações das empresas que emitiu o título, ao final do período que ficou estabelecido e o prazo.

Além dos títulos prefixados e dos pós-fixados a um outro tipo, os híbridos, que nada mais é que uma junção entre esses dois anteriores.

Você receberá então uma taxa de juros que de maneira combina poderá ser acrescida a um percentual indexado com o IPCA.

Ou seja, aqui o título terá oscilações de valores e você só saberá o valor que irá receber ao final do prazo que ficou estipulado entre você e a instituição financeira.

Esses investimentos são os investimentos de médio e longo prazo, onde não podem serem feitos com um prazo menor de 2 anos e podem passar de 10 anos caso esse seja o desejo. Sendo assim, aqui você precisa traçar muito bem os seus planos de investimentos.

Vale ressaltar que esse investimento não tem a cobertura do Fundo Garantidor de Crédito, FGC se tornando um investimento de maior risco e que precisa ser avaliado muito bem, inclusive a empresa da qual irá escolher.

Qual destes investimentos mais se encaixa em seu perfil? Comente!

Você também pode gostar

Deixe um comentário