Previdência Privada ou Tesouro Direto: como escolher?

Previdência Privada ou Tesouro Direto: como escolher?

Antes de escolher entre a Previdência Privada ou Tesouro Direto você deve analisar ambos com cautela, afinal é o seu dinheiro que está em jogo.

Neste artigo listamos as vantagens de cada tipo de investimento. Veja qual dos dois se encaixa com seu perfil e faça a melhor escolha para seu futuro.

Previdência Privada ou Tesouro Direto

Previdência Privada

Se você possui dificuldade para economizar dinheiro a previdência é uma poupança forçada, pois se optar a retirar o investimento antes do prazo final pagará altas taxas, por isso não é recomendável a desistência, pois a rentabilidade não compensa.

No mercado podemos encontrar dois formatos de Previdência Privada para serem comprados: PGBL  e VGBL Tanto o PGBL quanto o VGBL são investimentos que tem duas fases.

  • PGBL: Plano Gerador de Benefício Definido. Possibilita anular as aplicações na declaração anual do Imposto de Renda.
  • VGB: Vida Gerado de Benefício Livre. É apropriado para pessoas assalariadas, ou que fazem a declaração simples do Imposto de renda.

A primeira fase é a acumulação, onde você opta por fazer depósitos periódicos a fim de juntar uma determinada quantia de dinheiro. O banco ficará responsável por administrar o seu dinheiro investindo em ativos para gerar rendimentos.

A segunda fase acontece depois de um tempo, onde o investidor receberá a renda mensal que foi acordada no Plano de Previdência.

Tesouro Direto

Se trata de um programa criado pelo Tesouro nacional juntamente com a BM&FBovespa, com a finalidade de ajudar a aproximação das pessoas aos títulos federais.

De forma mais clara os títulos do Tesouro Direto são empréstimos que se faz para o governo, e em troca recebe um valor anual, a corretora de sua preferência fica responsável por fazer o pagamento a você a cada 6 meses.

O tesouro direto é indicado para qualquer pessoa que deseja ter um complemento na renda.

Tesouro Prefixado

Como o próprio nome já diz possui uma taxa fixa de rentabilidade. É indicado para aquelas pessoas que concordam que os juros virão com o passar do tempo.

Com o tesouro prefixado você saberá exatamente o quanto irá resgatar no futuro.

Tesouro atrelado à inflação

Os títulos ligados à inflação são categorizados como híbridos, devido a taxa de rentabilidade que é formada por uma parte fixa e outra variável.

O investidor saberá que o dinheiro renderá de forma fixa, porém assim como o IPCA poderá sofrer alteração ao longo do tempo, podendo receber mais ou menos.

É recomendado para aquelas pessoas que querem proteger o seu dinheiro da desvalorização, o tesouro atrelado à inflação é uma forma de garantia para compras futuras.

Tesouro indexado à Taxa Selic

Apenas este título público possui rentabilidade indexada à taxa Selic. O tesouro indexado é um dos mais conhecidos sobretudo por sua flexibilidade. O investidor receberá retorno de 100% da taxa Selic.

Vantagens e desvantagens do Tesouro Direto

Vantagens

  • Baixo risco
  • Baixo custo
  • Previsibilidade
  • Alta liquidez
  • Diversificação
  • Acessível a todos
  • Comodidade
  • Vantagem tributária
  • Possibilidade de reinvestir para lucrar mais no vencimento

Desvantagens

  • Perda de rentabilidade na venda antecipada
  • É tributado pelo Imposto de Renda
  • Pouca rentabilidade em curto prazo

Previdência Privada ou Tesouro Direto: como escolher?

Vantagens e desvantagens da Previdência Privada

Vantagens

  • Menos impostos
  • É possível modificar o valor ou suspender o investimento quando desejar, também é possível alterar a data do pagamento mensal.
  • Pode ser descontada no Imposto de Renda
  • Sucessão patrimonial, o investimento vai para algum herdeiro.
  • Não há incidência de come-cotas
  • Portabilidade sem reiniciar alíquotas da tabela regressiva do imposto de renda
  • Aportes regulares via débito automático
  • Modelo tributário sob medida

Desvantagens

  • Baixa rentabilidade
  • Taxa de carregamento
  • Taxa de saída
  • Baixa liquidez
  • Não funciona a curto prazo

Para uma boa carteira de investimentos

O ideal é diversificar os investimentos para diversificar também os riscos. O ponto positivo da diversificação é aumentar a sua rentabilidade.

Independente do investimento o investidor precisa estar ciente dos riscos. Normalmente os que apresentam rentabilidades maiores são:

Produtos com:

  • Maiores carências
  • Maiores riscos e,
  • Bancos de pequeno porte.

Como escolher entre Previdência Privada ou Tesouro Direto?

Os dois são investimentos seguros e prometem bons retornos, no momento de escolher qual o melhor para você coloque na balança as vantagens e desvantagens de cada um.

O Tesouro Direto por sua vez ostenta maior versatilidade, já a Previdência Privada tem como opção a dedução do IR.

Independente da sua escolha faça um planejamento financeiro e mantenha a disciplina necessária para cumprir o que foi planejado.

A dica é, em caso de dúvida, procurar por ajuda profissional, analisar com cautela as possibilidades de ganhos e, a partir disso, tomar a decisão final sobre o melhor investimento a ser contratado.

Agora que você já sabe as características, indicações e vantagens de cada tipo de investimento, pode optar pela Previdência Privada ou tesouro direto de acordo com as suas possibilidades e expectativas.

Qual dos dois você prefere: Previdência Privada ou Tesouro Direto? Conte para nós!

CLIQUE AQUI para conhecer o Sistema 3C da Construção de Riqueza!

Equipe Eduardo Moreira.

Você também pode gostar

Deixe um comentário