13 de julho de 2020

Qual a diferença entre ações e ETFs?

Qual a diferença entre ações e ETFs?

Quem é investidor certamente sabe quais são os benefícios de diversificar o máximo possível dos investimentos feitos. Por isso, é preciso que estar sempre por dentro de todas as opções que o próprio mercado oferece.

Sendo assim, é preciso saber quais são as principais diferenças entre ações e ETFs, já que são as principais formas de investimentos e que oferecem alguns ganhos financeiros, sendo excelentes opções.

Saber quais são as suas vantagens para além de sua diferença é uma forma de você conseguir também direcionar melhor o investimento feito, e por isso é que estar por dentro deste universo é algo muito complexo.

Confira informações sobre ações e ETFs para que consiga conhecer cada uma, tendo também uma escolha muito mais diretiva.

Entendendo sobre ações e ETFs

Entender o que representa a diferença entre ações e ETFs é uma importante forma de conseguir pensar e avaliar a rentabilidade dos investimentos feitos, e por isso é preciso conhecer bem sobre cada uma das possibilidades.

As ações são frações ou parcelas do capital social de uma empresa que é disponibilizada para quem possui a condição de conseguir investir neste segmento, sendo inclusive uma das formas mais comuns de investimentos.

Os ETFs são fundos de ações, ou seja, possui uma variedade muito maior nas ações, o que é indicado para quem não conhece muito esse universo e pretende direcionar bem os seus investimentos.

Pensar nessas duas possibilidades para investimento é uma forma de você conseguir trabalhar e fazer render o seu patrimônio. Mas para isso é preciso entender quais são as principais diferenças entre essas duas modalidades de investimentos.

Quais as diferenças entre ações e ETFs

Sabendo o que é cada um dos tipos de investimentos você pode também pensar e trabalhar com algumas possibilidades priorizando sempre o que você propõe e o que você também pretende de uma maneira geral.

As ações possuem uma gestão ativa, obedecendo critérios próprios, ao contrário dos ETFs, que são passivos e seguem o rendimento de índices do mercado, ou seja, se a Ibovespa, por exemplo, cresce, ele também cresce.

No caso das ações, existe um tipo de comportamento à parte, podendo até mesmo estar em um fluxo inverso do mercado, de maneira que se comporta de modo diferente do índice Ibovespa, valorizando sempre o capital da própria empresa.

Outra diferença é que quando quer investir nas ações da empresa, você tem uma liberdade maior. Enquanto que com ETFs você precisa necessariamente de uma corretora, e não consegue ter essa independência dos investimentos que serão feitos.

Qual a diferença entre ações e ETFs?

Vantagens das ações

Como já foi dito, uma das vantagens das ações é que você não precisa necessariamente estar atento ao mercado, já que dependendo da empresa ela pode seguir pior variáveis diferenciadas e obedecendo a um tipo de rendimento muito atrativo.

Além disso, você consegue vender e comprar ações de maneira mais livre, conseguindo um aproveitamento muito maior, sem  esperar por períodos ou também podendo pensar em investimentos que serão feitos.

O retorno dos investimentos também são muito mais rápidos já que você ganha sempre que a empresa lucrar, sem depender exatamente de mais nenhum tipo de indicador ou de um tempo maior para o investimento.

Vantagens dos ETFs

Os ETFs também trazem algumas vantagens importantes, e geralmente ligadas ao tipo de escolha que é feita para o seu tipo de investimento, sendo ligado necessariamente a um índice que vai servir como base.

É muito indicado para que não possui muito conhecimento sobre o mercado financeiro, já que é um investimento que protege o investidor de prejuízos, principalmente pelo fato de estipular porcentagens específicas.

Outro ponto importante é ter a certeza de um retorno mínimo já que o investidor tem acesso direto a esse tipo de informação partindo também da análise de possibilidades já que existem pelo menos 15 tipos diferentes.

Conclusão

Esses são os principais pontos entre ações e ETFs que você precisa ter conhecimento, já que é um tipo de possibilidade de investimento que você pode fazer com o risco maior ou menor, a depender de sua margem de risco.

Se você pretende correr mais riscos e alcançar alguns rendimentos maiores, as ações são as mais indicadas, de modo que o retorno é muito mais interessante e principalmente mais aplicado.

No caso dos ETFs, você também tem um rendimento, geralmente ligado ao mercado e alguns índices, tendo uma segurança maior, ideal para quem está começando nesse meio e quer primeiramente conhecer um pouco mais.

Entendendo essas diferenças a sua escolha pode ser ainda mais assertiva, e portanto pode ser também algo interessante para você conseguir dar conta.

Avaliar formas de investimento é uma maneira de fazer o seu dinheiro render e multiplicar, correndo maiores ou menores riscos.

Para construir uma base sólida e segura para seu crescimento financeiro, participe da aula gratuita Os 3 Pilares para Construção de Riqueza Vitalícia!

>> Reserve AQUI sua vaga!

Forte abraço,

Equipe Edu Moreira

🔴 Curta também as redes sociais! 📷Instagram / 👍Facebook / 🎥 YouTube

Eduardo Moreira
Eduardo Moreira

Eleito um dos três melhores economistas do Brasil pela Revista Investidor Institucional, Eduardo Moreira foi apontado pela Universidade da Califórnia como o melhor aluno do Curso de Economia nos últimos 15 anos. Autor de diversos best-sellers, Eduardo foi o primeiro brasileiro a ser condecorado pela rainha Elizabeth II no Castelo de Windsor, em junho de 2012.

Saiba Mais
Deixe um comentário
Você também pode gostar
O que você precisa saber sobre CDI
+
O que você precisa saber sobre CDI O mercado financeiro é cheio de siglas e CDI é uma recorrente para quem investe. Certificado de Depósito Interbancário é um título cuja taxa determina o ...
16 de dezembro de 2020
Quer estudar finanças? Veja como e por onde começar
+
Quer estudar finanças? Veja como e por onde começar Seja para abrir ou manter um negócio ou para melhorar a vida pessoal, estudar finanças é fundamental, pois uma boa gestão financeira é um dos pilares para o ...
18 de março de 2021
Teve seu cartão clonado? Veja como proceder
+
Teve seu cartão clonado? Veja como proceder Em um ano, quase 3,6 milhões de pessoas tiveram seu cartão clonado. Esse número foi divulgado em 2019 em uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de ...
30 de novembro de 2020