30 de agosto de 2019

Qual a diferença entre DOC e TED?

Qual a diferença entre DOC e TED?

Muitas pessoas frequentemente se perguntam sobre a diferença entre DOC e TED, já que são duas modalidades de transferências oferecidas pelos bancos, que carregam muitas diferenças entre si.

Essas duas modalidades são muito utilizadas, e as suas diferenças marcam demais todas as transações, obedecendo alguns pontos importantes, como tempo para a transferência ser confirmada ou o valor a ser pago para essa operação.

Por isso vamos trazer algumas informações sobre a diferença entre DOC e TED para que você conheça todas as suas vantagens e desvantagens, e consiga também escolher a que melhor lhe atende.

Quais são os documentos necessários para DOC e TED

Tanto para fazer uma TED quanto um DOC, você precisará de algumas informações sobre o titular da conta corrente que receberá o dinheiro. São eles: nome completo, CPF, número do banco, número da agência e número da conta. Também é importante saber se a conta é corrente ou poupança.

No caso de pagamento feito para uma empresa, é necessário ter a razão social e o CNPJ em vez do nome e do CPF do titular.

O que é uma transferência DOC

 O DOC, ou Documento de Ordem de Crédito é um tipo de transação que possui um limite de R$ 4.999,99 e é também muito utilizado principalmente por suas características que possuem algumas facilidades.

No entanto, mesmo assim seus pontos fracos também devem ser apontados, a fim de se ter um tipo de resultado dentro do que é de fato esperado e principalmente dentro do que se pretende com a transferência em si.

Vantagens

Para quem quer economizar ou não possui urgência na transação, é sempre uma boa pedida, já que seu custo é relativamente menor que o TED.

Além disso, é também uma forma de garantia de que vai chegar ao destinatário, já que passa por diversas revisões, como se fosse depositado um cheque.

Esses fatores ajudam a você caso precise fazer mais de uma transferência no dia e que pode ser compensada em um próximo dia útil.

Desvantagens

Por outro lado, para quem tem urgência não é uma boa pedida, já que o dinheiro é descontado no ato da transferência, mas é compensado no próximo dia útil;

Além disso, existe um limite de horário e valor para a transação, o que também é ruim para quem precisa de um valor maior.

Nesses casos, a transferência TED é a mais indicada e também a que mais atende ao que você precisa se forem os casos apresentados a seguir.

Qual a diferença entre DOC e TED?

O que é uma transferência TED

A Transferência Eletrônica Disponível, ou TED como é conhecida, é outra modalidade de transações entre contas, e a partir dela muitas pessoas possuem outras possibilidades para cumprir com suas obrigações financeiras.

Seguindo a mesma lógica anterior, o TED possui seus pontos fortes e também seus pontos fracos, que vão depender da leitura de quem de fato precisa realizar seus trabalhos e transferências.

Vantagens

A TED possui uma vantagem muito grande na velocidade da compensação, de maneira que a transferência é confirmada na mesma hora.

Não existe mais o valor mínimo que antes era cobrado, e por isso é um ponto interessante que abre portas para transações de diversos valores.

Portanto, para quem precisa de urgência nos processos é uma aposta interessante e que pode ser utilizada por você.

Desvantagens

No entanto, o que a TED traz como facilidade traz também custos envolvidos, e considerando que o valor é entregue em até 1 hora, o custo é maior.

Outro fator que não é tão positivo é o fato de que os bancos possuem regras próprias para valores e para limites de horários.

Assim, é importante que você procure saber de cada banco qual a sua regra para que entenda todo o funcionamento de TED.

Qual a melhor forma de transferência

Sabendo as diferenças entre DOC e TED, escolher uma delas e definir qual é a melhor, depende de muitos detalhes e também de quais são as condições às quais você precisa estar atento.

Se você pretende utilizar o DOC se atente para alguns pontos:

  • O dinheiro só cai na outra conta no próximo dia útil
  • O custo envolvido é menor
  • Existe um limite de valor
  • Horário para transação é limitado

Caso use a TED, é preciso saber:

  • Não existe valor mínimo
  • O limite de horário é definido por cada banco
  • A taxa é maior
  • O dinheiro cai na outra conta em uma diferença de até 1 hora

Sendo assim, é preciso equilibrar essas informações para que você então consiga optar por uma alternativa que melhor lhe atender.

A partir disso você consegue dar conta de seus compromissos financeiros e principalmente escolher qual o mais indicado, entre DOC e TED.

Se você quer manter sua saúde financeira, participe da aula INVESTIR É PARA TODOS!

CLIQUE AQUI, inscreva-se gratuitamente e aprenda a cuidar do seu dinheiro com responsabilidade!

Forte abraço,

Equipe Edu Moreira

🔴 Curta também as redes sociais! 📷Instagram / 👍Facebook / 🎥 YouTube

Eduardo Moreira

Eleito um dos três melhores economistas do Brasil pela Revista Investidor Institucional, Eduardo Moreira foi apontado pela Universidade da Califórnia como o melhor aluno do Curso de Economia nos últimos 15 anos. Autor de diversos best-sellers, Eduardo foi o primeiro brasileiro a ser condecorado pela rainha Elizabeth II no Castelo de Windsor, em junho de 2012.

Saiba Mais
Deixe um comentário
Você também pode gostar
Reinvenção do país depende do investimento na educação
+
Reinvenção do país depende do investimento na educação A educação é um dos pilares essenciais na evolução do ser humano. Em cada conquista rumo à civilização, há a necessidade de transmissão aos seus ...
5 de outubro de 2020
Rentabilidade e liquidez: qual a diferença?
+
Rentabilidade e liquidez: qual a diferença? Rentabilidade e liquidez são a mesma coisa? E lucratividade, o que é? Pode parecer fácil distinguir as diferenças, mas é comum muitos investidores, ...
20 de outubro de 2020
Leoni: “saída é ir além da resistência”
+
Leoni: “saída é ir além da resistência” O cantor e compositor Leoni, em entrevista ao economista Eduardo Moreira, destacou que a cultura no Brasil é vista como uma “ameaça” pelas classes dominantes. ...
12 de novembro de 2020