Saiba como usar o cheque especial, quando não há outro jeito

Saiba como usar o cheque especial, quando não há outro jeito

Quando você começa a usar o cheque especial, já está se endividando. Um cheque especial deve ser para curto prazo ou apenas emergências.

É importante que você administre como qualquer outra dívida para garantir que os custos não aumentem.

Muita gente acaba confundindo com um saldo bancário, outras pessoas acham ainda que se trata de uma bonificação ofertada pelo banco.

O que é e como funciona o cheque especial

cheque especial é uma espécie de linha de crédito disponibilizada pelos bancos. As instituições financeiras colocam um limite na sua conta corrente que é consumido quando o saldo fica negativo.

Um cheque especial permite que você peça dinheiro emprestado através de sua conta corrente.

Existem várias formas de crédito disponíveis para os consumidores, a facilidade do crédito especial pode ser uma boa maneira de gerenciar seu fluxo de caixa e salvar suas finanças durante um certo período.

Uma das melhores soluções para um problema temporário. O crédito especial fornece fundos extras diretamente da sua conta, que é reembolsada mensalmente pelos depósitos que entram em sua conta.

Taxas do cheque especial

Normalmente, você será cobrado pelo uso do cheque especial, mas o quanto você paga e como as cobranças são calculadas variam de banco para banco.

Ultrapassar o seu limite de cheque especial, ou ir para o vermelho quando o banco não concordou com um cheque especial, é conhecido como um cheque especial desarranjado ou não autorizado.

Isso pode ser muito caro e deve ser evitado a todo custo. Mas se não houver outra alternativa e você precisar usar o cheque especial, há alguns passos que você pode tomar. Veja abaixo!

Saiba como usar o cheque especial

Como utilizar o crédito especial

O ideal seria não utilizar, mas se realmente for preciso tome muito cuidado, afinal imprevistos acontecem e ninguém está livre.

Antes de solicitar o crédito especial veja ao seu redor se não existe outra possibilidade de empréstimo. Com algum familiar, ou em algum consignado, estudo as taxas, juros etc.

Busque fazer um planejamento financeiro e não coloque todos os seus boletos em débito automático.

Muitos bancos só disponibilizam o cheque especial e serviços agregados a ele (como alguns dias sem juros) quando o cliente se disponibiliza a pagar uma taxa extra para o acesso a este serviço.

Dicas para usar o cheque especial

Se você acha que vai ultrapassar seu limite, fale com seu banco e peça um limite maior ou uma extensão. Você pode ser cobrado uma taxa, mas vai ser mais barato do que as taxas de um cheque especial.

Fique de olho no saldo da sua conta

Pode parecer óbvio, mas manter o controle do saldo da sua conta é uma das melhores maneiras de evitar incorrer em custos de saque a descoberto.

Encontre maneiras de viver com orçamento

Para reduzir seu cheque especial o mais rápido possível e reduzir suas taxas, refaça seu orçamento e corte algumas coisas do seu cotidiano. O dinheiro que você economiza pode ser usado para pagar o cheque especial.

Controle as dívidas

Cuidado para não sair no descontrole. Além do interesse, eles podem facilmente sair do controle. Estrondo! Cobranças!

Não apenas isso, mas se você voltar ao seu limite autorizado de cheque especial, mas esquecer as cobranças, quando elas forem aplicadas, você poderá facilmente acabar com outro cheque especial não autorizado e, mais uma vez, isso significa cobrança.

Evite as taxas do crédito especial

A maneira mais simples de evitar as taxas de cheque especial é garantir que você não gaste mais dinheiro do que tem, mas se isso não for sempre possível, é importante ficar longe de qualquer cheque especial não autorizado.

Como sair do endividamento do cheque especial

Tente negociar os juros com o banco, ou tente parcelar o montante. Verifique também se um empréstimo com taxas mais baixas não seria viável para pagar todo o cheque especial.

Para se livrar do cheque especial é só depositar na sua conta corrente o valor do débito, se não possuir o valor por completo, vai depositando alguma quantia sempre que possível.

Os juros são altíssimos e se o débito não for pago ou negociado em longo prazo já será uma bola de neve. Se for possível como solução busque um empréstimo online com taxas de juros mais em conta onde você consiga pagar um determinado valor mensal.

Vale ressaltar que o ideal é o valor máximo da parcela de um empréstimo não ultrapassar 30% da renda mensal.

Por fim, cancele de uma vez o cheque especial. Ao tomar essa atitude não será mais possível cair nessa armadilha outra vez. Logo após negociar e quitar o saldo devedor junto ao banco, é possível solicitar o cancelamento do produto pelos canais de atendimento.

Em quais situações você costuma usar o cheque especial?

CLIQUE AQUI para baixar o Ebook Gratuito “Como evitar os 7 Pecados dos Investidores”!

Equipe Eduardo Moreira.

Você também pode gostar

Deixe um comentário